sexta-feira, 20 de maio de 2011

Hoje e' (mais um) dia de agradecer!

Ja que nao consigo manter esse ritual todas as sextas-feiras, entao ele aparecera de vez quando der. E como estou no clima las listas, la vai mais uma:

- quero muito agradecer pelo dia de hoje e pelo sol durante toda essa semana. Oh! coisa boa. Obrigada Senhor! Andar pelas ruas de Londres ouvindo o cantos dos passarinhos e' meio surreal, mas e' real;

- muitissimo obrigada pela vida da minha familia: meu filho, meu marido e a minha. Obrigada pela nossa saude, por levantarmos todos os dias, bem, dispostos e movidos a continuar aproveitando todos os presentes sagrados que nos sao dados e muitas vezes nem percebemos;

- o carteiro passou por aqui e nos deixou um envelope cheio de carinho, com palavras doces e muito Talento (branco, o que eu amo!). Obrigada pela demonstracao de afeto, esses gestos nao tem preco! (conto mais depois!)

- obrigada, muito obrigada por me dar paciencia, discernimento e muita mansidao. Valeu mesmo por me fazer calar... isso para mim, muitas vezes e' um desafio, mas depois de levar varias na cabeca, acredito que definitivamente aprendi.

Porque antes era assim: eu me sentia, como se estivesse sendo testada (por Deus, talvez! acho que ele me mandava uns vestibular da vida e eu nunca passei), do nada aparecia uma pessoa na minha vida, comeca a fazer amizade e com o passar do tempo a pessoa vinha com a sutil pergunta: o que voce acha? me da dicas? Quando na verdade ela ja tinha todas as respostas, so queria que eu confirmasse, e eu patona, nao me ligava e tentava ajudar.

So que nunca era o que a pessoa queria ouvir e ai o que acontecia.... virava um circo, a pessoa se virava contra mim, eu saia como a ma da historia, a pitequeira (mas quem me perguntou ou pediu ajuda?) e eu ficava mal, muito mal.

So que eu cansei.... e me afastei, e pedi para que tudo isso seja afastado de mim. Hoje mais do que nunca entendo uma amiga que tem amizade so com quem tem filhos, sempre achei estranho, mas talvez seja o melhor mesmo. E sabe por que? Quem nao tem filhos, muitas vezes, nao entende (ou nao quer entender) muitas coisas/ situacoes, de quem tem filhos. Nao existe quem seja melhor ou pior, so sao prioridades diferentes.

Nao me incomodo, mas tambem nao falo nada, quando leio sobre pessoas que so falam de maquiagens, roupas, livros, viagens... o que para mim algumas vezes, pode ser algo sem sentido. So que algumas dessas mesmas pessoas se acham no direito de dizer que mae e' monotematica, que acha um saco isso ou aquilo que maes dizem, entre tantas outras coisas. Como se ser mae, fosse a pior coisa do mundo.

Nao e' a primeira vez que falo, mas vou repetir, esse blog e' um registro para meu filho, nao tem quase audiencia, muito menos muitos comentarios e o Kiko?

Sou feliz pelas minhas escolhas, arco com elas sem pestenejar, mesmo sendo excluidas de rodas, conversas e mesmo convites, mas... a vida e' feita de escolhas.

Por isso agora aprendi a licao e diante de todas e muitos comentarios (alguns ate ofensivos) me calo e quero estar viva para ver algumas pessoas mordendo a lingua! E ai eu vou so ver de arquibancada, porque quem ri por ultimo ri mais, nao sei se melhor.

- para terminar,  so queria dizer que essas sao minhas divagacoes, meus pensamentos, minhas reflexoes. Nao falo especifico de ninguem mas do que eu vejo por ai... muito bla, bla, bla.... pouco respeito e muito menos o se colocar no lugar do outro. Eu tambem nao sabia o que era a maternidade, sempre trabalhei com criancas, mas estava com elas 4, 6 ou 8 horas por dia. Mas quando se e' mae, voce e' mae 24 horas por dia, 7 dias na semana, 4 semanas por mes, 365 dias por ano..... e nao so de vez enquando. E nunca eu critiquei quem tinha filhos, quem deixava de fazer isso ou aquilo por causa dos filhos. Ao contrario fui vendo, observando e aprendendo; sabia que minha hora iria chegar e chegou. Nem tudo sao flores, mas vale a pena cada minuto.

Sabe o que eu fiz a tarde inteira hoje: massinha e brinquei de massinha com um menininho lindo e curioso de 3 anos e meio. Sou muito mais feliz depois que meu filho nasceu, tanto que tem algumas passagens da minha vida, que eu nem lembro de como era antes dele nascer. Mas oh, essa sou eu, ninguem precisa ser assim.

Acho que por hoje e' so ne? Gostou, nao gostou, concorda, nao concorda, vamos conversa, com respeito sempre, por favor.
Bom final de semana para todos nos.
Um por do sol lindo
de um dia qualquer.

3 comentários:

  1. Gra:

    Acho que tô nesse vestibular da vida aí que tu mencionou. O problema é que acho que Deus caprichou na prova e tá demorando para terminar..mas a gente vai indo, segue em frente, e o motivo é o mesmo teu, a gente olha para o filho e pensa: o que importa o resto? se o sorriso mais lindo do mundo pinta pra mim todas as manhãs?

    Já passei por isso com algumas amizades. Pessoas que simplesmente deixaram de conversar a partir da gravidez e sumiram depois do parto.

    E o que mais me chateia é a atitude mesmo de certas pessoas.
    Mas a gente aprende Gra.
    Tá sempre aprendendo nesse vestibular da vida.

    Grande beijo para vocês!
    Pri e Bia

    ResponderExcluir
  2. Oi Gra,
    lindos os seus agradecimentos. Temos sempre que agradecer por tudo o que temos, o que passamos, o que recebemos e o que damos.

    O seu blog é uma delícia por ser totalmente de coração. O Nicolas vai ficar muito agradecido por ter todo esse relato feito especialmente para ele. Isso é o que importa.

    Ah, e uma semana de sol em Londres é tudo, né? Aqui também tá um solzinho bem gostoso.

    beijos e seja feliz sempre.
    Chris
    http://inventandocomamamae.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Adorei a brincadeira com a massinha. Era a nossa preferida quando as meninas eram pequenas. Agora nosso divertimento são as grandes conversas do dia a dia. Elas estão crescendo, ou melhor, já estão grandes e muitas vezes sinto saudade de minhas menininhas travessas. Curta bastante o Nícolas, pois vale muito a pena estar perto deles. Dá trabalho, mas quem disse que não daria, não é? A escolha de ser mãe é importante e vale a pena todo o trabalho e a recompensa é o abraço, o beijo e o sorriso gostoso.
    Beijão.

    ResponderExcluir
Related Posts with Thumbnails