segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Primeira parceria!

Ja faz algum tempo que eu tenho dado voltas e mais voltas na minha cabeca, com relacao ao tema "publicidade" no meu blog.

Nao me importo em ler blogs com publicidade, desde que isso fique claro em algum momento, que e' um post pago/ patrocinado, em respeito ao leitor.

Tambem acho que tem coisa que tem que ter um pouco de coerencia. Me da nos nervos blog que faz propaganda de pomada para assadura, quando a pessoa ja tem filho adolescente. O problema nao e' a propaganda, e' nao dizer que aquilo e' um post pago.. ta enganando quem? Os leitores sabem que os filhos sao grandes, entao... e' muita falta de respeito com o leitor.

Outra coisa que me deixa de saco cheio, sao as agencias que mandam email com sugestao de pauta e de graca ne? Um dia mandei uma resposta perguntando se a pessoa trabalhava de graca e o que ela respondeu foi que a agencia trabalhava com a "filosofia de cooperacao". Eu pensei: onde so' um e' o cooperado ne? So' um ganha, o outro nada, nada na praia.

Nao minha senhora, nao trabalhamos com falta de respeito por aqui nao.

Mas como nem tudo esta perdido, recebi um email para fazer uma parceira com um site de roupas. Coisa simples, conforme o numero de cliques no blog, depois de um determinado tempo, eu serei agraciada com voucher. Achei justo, pensei e topei. Assim que vos apresento minha primeira parceria... Risingtaste



Clica no banner que te direciona para a pagina ou mais informacoes aqui.

Fiquem a vontade para comentar, visitar e dizer o que acham. Eu so vou escrever sobre propaganda/ publicidade, quando voltar a acontecer de novo. Como disse no comeco, respeito acima de tudo.
Espero que voces entendam e assim que eu receber algo la do site, volto para contar.
Abracos
Gra










segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Dieta Coletiva - Registro #1

Cafe-da-manha

Ja li nao sei quantas vezes, que o cafe da manha e' a principal refeicao do dia. E ai eu tenho vontade de chorar, porque nao sou a pessoa mais animada do mundo de manha, nao acordo com o estomago roncando e nao consigo comer logo que acordo.

Tenho o costume de tomar um copo de agua, logo apos minha higiene bucal e so depois de 1h/ 1h30 e' que consigo comer algo.

E tem dias que meu cafe da manha se resume ao conhecido "Green Monster", eu faco da seguinte maneira:



* Bato um copo de leite (lactose free), com espinafre (umas 2 maozadas), uma fruta (maca, banana, mamao, morango), um colher de semente de linhaca (tritura) e as vezes um pouco de gengibre (em po).

Para mim, esse simples leite batido, tem me ajudado horrores. O espinafre e' conhecido por conter ferro, sei que nao tenho anemia, ja fiz varios exames e nunca acusa nada, porem acho que talvez minha taxa de ferro seja baixa, nao muito para anemia, mas nao o suficiente para me manter estavel no meu periodo menstrual.

Durante 3 meses, tomei essa "vitamina" todos os dias, os resultados sao surpreendentes, nao tive uma unica dor de cabeca durante esse periodo e nenhum sinal de TPM, muito bom! E o melhor e' que o espinafre cru, nao tem gosto de nada, voce nao sente nenhum gosto amargo. Eu gosto!

Tem dias (quando estou perto de menstruar, que sinto um pouco mais de fome) como tambem uma torrada, de pao integral, com manteiga ou geleia, mas so nesses dias, nos outros, a "vitamina" me sustenta por 3/ 4 horas tranquilamente.

No blog da Dieta Coletiva, a Fernanda traz algumas sugestoes de cafe da manha.

E a querida Neide, nos faz um alerta com relacao aos cereais e da opcoes de cafe da manha mais saudaveis.

Gosta de fotos? Se delicie aqui, com 50 cafes-da-manha pelo mundo, saiba mais sobre algumas culturas, atraves dessa refeicao (dica do @raphanomundo ).

O que tem no seu cafe-da-manha? Voce busca opcoes saudaveis ou esta contente com o que esta comendo?

* Este post faz parte do projeto Dieta Coletiva, saude e bem estar em grupo, juntas podemos nos ajudar e fazer mais.

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Fotos da semana!

As vezes o dia comeca estranho, muitas vezes resultado de uma noite tambem estranha ou voce, simplesmente, acorda diferente...

Lembre-se o sol sempre vai nascer, as vezes em meio as nuvens, num dia nublado ou entao la sozinho, sem nenhuma nuvem por perto... mas ele nasce e traz alem da luz, o calor para aquecer nossos coracoes.

Nao deixe que o desanimo, a tristeza e o frio (nos seus diferentes aspectos) estrague seu dia. Erga a cabeca, respire fundo, faca algo que voce gosta muito, que te de energia e permita que o calor do sol invada sua vida. Mesmo em um dia gelado, ele pode fazer muito por voce, se voce baixar a guarda, tirar a raiva/ o racor de perto e se inundar de amor, pois so o amor pode todas as coisas.

Minha vista ontem as 7h da manha...
o nascer do sol dando um espetaculo

Em alguns minutos, ele se desnuvou e mostrou para que veio,
para nos aquecer, em todos os sentidos.
Otimo final de semana para nos!

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

E a saude como vai?


Hoje nao vou falar da saude fisica ou espiritual nao. Temos que cuidar dessas tambem, mas quero falar da saude emocional.

Essa semana estamos vivendo um turbilhao de emocoes novas por aqui, Nicolas comecou a ficar na escola o periodo todo (full time = 9h-15h30') e como e' uma situacao totalmente nova para ele, junto vem de acrescimo alguns sentimentos, nao tao novos, para lidarmos.

Para ajudar nessa fase de adaptacao, o outono resolveu dar as caras de verdade, ja nos preparando para o inverno e de manha esta' bem friozinho (na verdade ta' e' friozao, hoje de manha fazia 4 graus Celsius as 8h30, hora que saimos de casa para ir para a escola).

Alem do clima, os desafios sao varios: ficar o dia todo na escola, almocar por la, conquistar amigos novos (os do periodo da manha), "perder" o periodo da manha em casa (brincando, fazendo atividades e vendo desenhos), o peso que e' ser uma crianca de 4 anos, que fica full time e com isso a responsabilidade aumenta tambem ... e como esperar que a crianca continue se comportando igual, com todas essas mudancas?

Quase impossivel! Se para nos, adultos, que conseguimos verbalizar/ dizer com palavras o que nos angustia; para as criancas nao e' tao facil assim, expressar os sentimentos, os medos, as angustias.

As criancas expressam tudo isso de forma concreta ou quando nao conseguem "colocar para fora" de forma concreta, algumas vezes somatizam. E foi o que aconteceu aqui em casa.

O Nicolas viveu nessas ultimas semanas uma onda de ansiedade muito grande: a espera do dia do aniversario e ele sabia que depois de fazer 4 anos, ele iria ficar o tempo todo na escola (algo que ele queria muito e agora que esta acontecendo, ele esta estranhando um pouco), viveu tambem o reencontro com os amigos, quando comemoramos o aniversario dele, a mudanca no clima - a queda da temperatura - e o cansaco fisico/ mental.

Na segunda-feira ele chegou da escola e estava otimo, na terca ele ja estava muito cansado, reclamando de dor de garganta, perguntando de um amigo do periodo da tarde e quando eu fui checar a temperatura dele 37,5. Por aqui, os medicos so consideram febre quando as temperaturas marcam 38 para cima. Entao eu continuei com a homeopatia, dei uma lanchinho mais leve para ele, no lugar da janta e de repente ele deitou no sofa, pediu para ver desenho e dormiu, as 18h.  Mesmo ele dormindo continuei fazendo compressas na testa e nos pes, verificando a temperatura e pensando/ quebrando a cabeca, para tentar descobrir o que estava causando tudo aquilo.

Quando ele acordou, pediu para dormir na cama comigo. Dormiu, bebeu bastante agua, a temperatura chegou aos 38,7, continuei com as compressas, a homeopatia e muita oracao. Ele dormiu ate as 7h30 do outro dia, acordou disposto dizendo que queria ir para a escola e assim foi. Enquanto tomavamos cafe, fui conversando com ele, falando da escola, dos amigos e das mudancas. Contei para ele, que na proxima semana e' uma "mini ferias" (half term) e que ele podera' brincar mais, ficar mais na cama e fui vendo um olhar mudando. Disse tambem que se ele nao se sentisse bem na escola, para avisar a professora, que eu iria busca-lo.

As criancas sofrem e sofrem muito. Infelizmente as vezes nao conseguimos ver os comportamentos deles como sofrimento, taxamos como manha, preguica ou sei la mais o que.

Me doi muito ouvir maes reclamando que os filhos sao chatos, manhosos, birrentos e que nao fazem o que elas querem. E nos (maes) sera que estamos ouvindo e acolhendo os sentimentos dos nossos filhos; sera que estamos ajudando-os a lidar com  as mudancas que eles estao passando?

Aqui em casa, sempre falamos com o Nicolas normalmente, sem mudar a voz, sem infantilizar nada. Sempre conversamos e muito com ele, explicando toda e qualquer mudanca, inclusive as dificeis, porque ele entende. Subestimar a inteligencia das criancas, nao ajuda em nada no desenvolvimento delas, ao contrario so prejudica o seu crescimento emocional.

Continuamos atentos aos proximos dias e qualquer novidade volto para contar!

E voce como tem cuidado da saude emocional do seu filho? Na sua casa tem espaco para falar dos sentimentos....

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Quase, uma carta para meu filho!

Nicolas, meu filho, hoje voce esta completando...


isso mesmo 4 anos, fora da barriga da mamae. Queria muito escrever uma carta linda para voce, como ja fiz outros anos, mas agora nao vai dar, estou aproveitando que voce esta na escola, tendo seu dia especial (que voce esperou tanto) e vim aqui correndo, porque tenho que terminar nosso lanche da tarde.

Seu dia especial comecou quando voce foi para o quarto da mae e do pai, com um pacotao de presente na mao, que estava te esperando na ponta da cama. Ficamos la, conversando, dando beijinhos e abracos, rezamos juntos e agradecemos mais uma vez por voce estar conosco/ por nossa familia e depois de quase uma hora, quando nossas barrigas ja faziam um barulhao, resolvemos tomar cafe juntos (seu pai pegou folga no trabalho para ficar com voce e te levar/ buscar na escola).

Como voce sempre pede para eu fazer panquecas, mas eu nunca tinha acertado, resolvi testar uma receita nova, e deu certo. Que delicia nosso cafe da manha, ate Nutella a mae tinha comprado para comermos com as panquecas, mas voce tambem provou com mel e com manteiga. Ficaram deliciosas!

A manha passou voando e quando vimos ja era hora de ir para a escola. Seu pai te levou e agora a mae esta aqui terminando uns sanduiches, para quando chegarmos da escola, lancharmos juntos.

Filho parabens, muita saude e felicidade para voce. Voce sabe o quanto te amamos e o quanto somos agradecidos de te-lo aqui conosco, todos os dias dos ultimos 4 anos da nossa vida.

Obrigada por tudo, por todo amor, todo carinho e todo aprendizado. Ha 4 anos voce nasceu, eu (re)nasci como mulher e como mae, nem melhor, nem pior, so diferente, uma mulher diferente; seu pai, com certeza tambem tem vivido essa metamorfose que a maternidade/ paternidade nos proporciona. E ele tem nos surpreendido cada dia mais, sempre tao carinhoso com voce, interessado e participativo; com a certeza de que esta sendo o melhor pai, talvez um pai que ele nunca sonhou ser, mas esta sendo com todas as honras.

Seja feliz! E que Deus te abencoe sempre!
Beijinhos nosso
Mae e Pai

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

terça-feira, 11 de outubro de 2011

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Um pouco mais sobre nos!

Hoje nos estamos la no blog da Vanessa, Mae e' tudo igual, na sessao: Maes pelo Mundo.



Vanessa, mais uma vez obrigada pela oportunidade. Foi muito bom contar um pouquinho mais sobre nossa vida por aqui.

Convido todos a darem um pulinho la e comentar, por favor.

E para quem ficou curioso com relacao a algo que eu falei, fique a vontade, use o campo dos comentarios para perguntar, tentarei responder todos na medida do possivel.

Caso voce queira saber como foi meu parto, segue o relato em 2 partes:


Bom final de semana para todos nos!

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

* Miercoles Mudo

Quase se despedindo dos 3 anos


Escrevendo antes da janta, ontem. Copia e nao escrita espontanea

* Quarta Muda = so foto (s) sem palavras, mas nao consegui.

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Dieta Coletiva


Imagem retirada daqui.

[Aviso importante: post long e que nao esta relacionado com a maternidade diretamente. Estou avisando para ninguem me xingar, durante ou depois da leitura!]

A primeira vez que eu li sobre a  #DietaColetiva foi no blog da Fernanda e de repente comecei a ler aqui, acola, li alguns links que enviaram no twitter e por fim cheguei no blog da Dieta Coletiva propriamente dita.

Voces ja conhecem? Nao, la tem muita informacao boa mesmo, alem de orientacao de profissionais especializados: psicologa, nutricionista, sem dizer as varias receitinhas testadas. {{Lembrando sempre, que e' muito importante buscar ajuda de profissional especializado e em uma consulta presencial, so ele podera lhe orientar corretamente.}}

Mas o que eu mais gostei mesmo, foram os posts que eu fui lendo por ai... mulheres e homens como eu e voce. Pessoas que estao buscando e encontrando o caminho da alimentacao saudavel, tomando consciencia da importancia de cuidarmos da alimentacao, dos beneficios para a nosso corpo, nossa autoestima, mas principalmente para nossa saude.

Isso me tocou de alguma forma e eu quero e preciso retomar o cuidado com minha alimentacao. Nao vou prometer postar toda segunda, mas tentarei ao menos 2 vezes por mes e vou ver como me saio.

Quem me conhece deve estar pensando: Mas voce nao precisa de dieta? Voce nao precisa emagrecer?

Entao precisar eu nao preciso nem quero, o que quero e' exatamente o contrario, preciso ganhar alguns quilos e me manter no meu peso. Nao tenho neura com meu peso, mas sei que estou abaixo do peso, ja faz um tempo e as vezes isso me causa alguns efeitos colaterais. Por isso mesmo quero voltar a cuidar da minha alimentacao, quero voltar a viver com qualidade. E como tem sido minha relacao com minha alimentacao ate agora?

Bom, que eu me lembre eu nunca fui uma crianca faminta/ comilona. Lembro que la pelos 8/ 9 anos, o pediatra me receitou Sustagem, eu tomei durante 1 ano ou mais, so que para mim fazia efeito contrario, eu nao comia. Tomava aquilo e ficava enjoada (hoje sei porque, tenho uma leve tolerancia a lactose, talvez desde pequena, mas nunca soube, descobri faz pouco tempo, assim que leite so os lactose free ou os com menos lactose possivel).
Lembro de ter experimentado varios sabores, e nada de eu engordar, minha avo muito sabia, deixou de me dar o tal do Sustagem, que segundo ela me dava muito sustancia, mas nao abria o apetite e comecou a fazer uma vitamina para mim todas as manhas. Era algo com: ovo de pata, leite condensado e biotonico vontora (nao tentem fazer isso em casa, nao lembro o gosto e nao sei se tem algum resultado realmente).

Porem comecei a engordar um pouco.

Outro fato que eu lembro bem, era como eu caia. Meu Deus!
Comecei a crescer, mas nao tinha estrutura fisica, nem tamanho de pe (ate hoje calco 33), entao vivia torcendo o pe, caindo na rua, machucando o braco. Um horror!

Aos 13 anos comecei a trabalhar e ai ja nao tenho muitas lembrancas da minha relacao com a comida. Sei que nunca consegui acordar e tomar cafe, ele o tao importante cafe da manha. Sempre acordei e bebi um copo de agua, fazia um lanche -pao com algo ou uma fruta- e levava para comer depois de 1h30/ 2h, que e' so quando eu consigo comer. Isso acontece ate hoje.

La pelos 17 anos, cheguei a pesar 59 quilos, mas foi so nessa epoca, nao lembro como foi, nem como perdi peso depois; o que eu tenho certeza e' para onde foi parar essa gordura ou massa muscular (nao sei qual era), no quadril, nas nadegas e nos peitos.

Quando comecei a faculdade, a coisa apertou. Passei quase 3 anos comendo bolachas - antes das 19h horas- e jantando um pratao de comida as 23h, quando eu chegava em casa. Uma loucura, nao facam isso, nunca!
Isso so' aconteceu, porque eu nao tinha como sair do trabalho e ir para casa para comer e voltar a tempo para a faculdade, entao ia direito do trabalho e comida bolachas/ biscoitos e as vezes uma fruta. Quem ja fez faculdade sabe que e' uma epoca dificil, tambem nao tinha dinheiro para comer todo dia em algum restaurante ou padaria.

Os 2 ultimos anos da facul, eu ja tinha um carro velhinho, conseguia ir para casa, passar no chuveiro e comer descentemente. E mesmo durante esse tempo jantando bolacha, mais a tensao e pressao da faculdade, nao consegui ganhar peso. Cheguei a consultar um gastro que me aconselhou a comer mais carboidratos, lembro dele dizendo: Coma 2/ 3 paezinhos no cafe da manha, almoce lasanha e jante um prato de macarrao ou arroz e carne. Sai do consultorio horrorizada, e ate tentei comer 2 paezinhos, mas nunca consegui.

Passado alguns anos (no final de 2004) fim para Londres, sem saber cozinhar, quase nada. Fazia um arroz e fritava ovo mexido... so' que aqui eu nao tinha ninguem para cozinhar para mim, nem dinheiro para comprar comida pronta. Aprendi e estou aprendendo a cozinhar na raca e sinceramente acho que estou me saindo bem, pelo menos por enquanto ninguem morreu de fome aqui nao, mas sei que ainda tenho que melhorar e muito.

E ai o ano de 2007 chegou e eu passei por um dos momentos mais dificil da minha vida (talvez o primeiro), engravidei e na primeira consulta a parteira achou que eu tinha bulimia ou anexoria (eu pesava 48 quilos) e ela simplesmente me intimidou a engordar uns 12 quilos para mim e depois entao comecar a engordar para a gravidez (eu pensei como assim?). Ate me forcei a comer algumas vezes, mas nao consegui.

Durante a gravidez engordei so 12 quilos, meu filho nasceu, amamentei por quase 6 meses e ai eu ja tinha perdido todo o peso que ganhei na gravidez e aqui estou eu tentando outra vez ganhar peso.

So que em novembro do ano passado (2010), meu pai faleceu e desde entao, tem sido muito dificil, quase impossivel (para falar bem a verdade) elaborar esse luto, digerir essa perda, aceitar que nunca mais o verei ou abracarei-o .... e ai onde e' que eu (sem perceber, alias me dei conta faz pouquissimo tempo), eu acabo descontando na comida... nao sei, nao consigo comer. Tenho um no na garganta. Logo apos a morte do meu pai, passei dias e dias sem jantar... as vezes nao tomava cafe, horrivel (meu segundo momento dificil).

Nao foi algo que conscientemente eu fiz, foi algo mais forte que eu. So que eu tive que arcar com as consequencias, e ai passava mal: tontura, cansaco, dor de cabeca, dor no estomago, fraqueza.

No meio disso tudo, um dia li alguns posts da Fernanda falando sobre ser feliz, sobre se cuidar, etc. Acho que naquele momento foi o que eu precisa ler para voltar a cuidar de mim, cuidar da minha alimentacao, da minha saude e nao so por mim, mas pelo meu filho, pela minha familia. Infelizmente engordar nao e' tao facil, acredito que seja tao dificil como emagrecer, apesar de muita gente nao creer, mas e'.

E' isso que eu quero fazer, registrar aqui, o quanto estou aprendendo, o caminho que estou tracando, e como e o quanto eu estou e posso me cuidar.

Espero que voces tambem aprendam e me ajudem nessa nova caminhada, que se inicia agora para mim. Nao pretendo entrar numa noia de me pesar toda semana, me conheco, conheco meu corpo e sei quando estou engordando ou nao, mas vou contando para voces.

Juntos podemos fazer mais, eis a #dietacoletiva ai para nos ajudar e nao importa se voce quer engordar ou emagrecer, o importante e' voce tomar posse da sua dieta e se cuidar.
Related Posts with Thumbnails