domingo, 10 de agosto de 2014

Pulgas de uma sexta-feira

A semana foi tranquila apesar da correria de sempre mas terminou com uma sexta um pouco "diferente" digamos assim.

Vim embora para casa do meu trabalho com duas pulguinhas atras da minha orelha que tinham (ou tem ainda, nao sei) o peso de elefantes. Isso mesmo duas questoes pequenas mas pesadas e que me fizeram pensar.

1) Quao preocupada devo ficar quando a pediatra do meu filho que e' muito mas muito ocupada com uma agenda para la' de apertada -so' passamos em consulta a cada 4 meses- me liga na sexta e diz que conseguiu um encaixe para ele na segunda e quer ve-lo. Tudo isso apos analisar o laudo de uns exames que ela solicitou. 

2) Sexta vim de tarde ouvi de alguem que eu gosto que minha turma esta' atrasada, que eles deveriam estar aprendendo X Y e Z; que as outras turmas estao caminhando mais adiante e um monte de bla', bla', bla'. 

Minhas consideracoes: 

1) A medica tem acompanhando o Nicolas e na ultima consulta ela me deu uma bronca porque ele ficou ruim eu entrei em contato com ela mas nao consegui falar e fui em um atendimento de emergia, e ai aconteceu o que acontece sempre: atiraram para todos os lados, deram antibiotico, antinflamatorio, antialergico e a crianca nao melhorou. Ela foi enfatica que qualquer mudanca era para eu entrar em contato e falar com ela. Entao acredito que nao tenho do que me preocupar mas que deu um friozinho na barriga, deu.

2) A pessoa em questao e' alguem que eu adoro, admiro porem adora pesar nos meus calos. Sempre em semanas importantes como: dia de reuniao com os pais, dia de comemoracao do dia das maes ou  como  essa semana que foi semana de comemoracao do dia dos pais. Eu ouco, tento explicar, argumentar mas nao adiante; a referencia dela e' outra, ela nunca trabalhou em outra escola e ainda por cima tem 17 anos. Nunca estudou nada de educacao, sabe o que sabe do pouco que viu e de ouvir falar. 
Depois de ouvir e tentar conversar sem muito sucesso, respirei fundo para conseguir terminar meu dia e lembrei que eu fiz 4 anos de magisterio, 5 anos de faculdade, varios cursos, fiz um curso de um ano inteiro, ja' ministrei cursos para professores sobre o material apostilado de uma rede de escola e trabalho com criancas desde 1994. A pergunta que ficou para mim foi "por que essas colocacoes ainda mexem comigo?" Por que?

Para ajudar a ligacao da medica veio depois dessa conversa. Voltei para casa sexta carregando o mundo nas costas, com vontade de sentar, chorar e sair correndo. Infelizmente ou felizmente nao posso, a vida esta' ai me chamando a vive-la.

**************
Hoje e' dia dos pais por aqui e pela primeira vez nao estou sofrendo por nao ter meu pai perto. Achei que ficaria muito pior ja' que esse ano e' o primeiro ano que comemoro dia dos pais por aqui e sem ele; o que me consola e' que dia dos pais, para mim, e' todo dia entao nao tenho porque sofrer hoje.

Terca-feira foi a comemoracao do dia dos pais na escola que trabalho e sai de la' muito feliz por tudo que vi e vivi. O clima estava otimo, as criancas adoraram, se divertiram e os pais tambem. Meu  coracao se encheu de alegria e esperanca pois eu creio que podemos ter um mundo melhor e mais amavel.


sexta-feira, 25 de julho de 2014

Desafio fotos #19/52

Ele me faz tao bem, 
ele me faz tao bem.....

Sem eles nao sei o que seria da minha vida. Muito bom podermos estar juntos, passeando, rindo, se divertindo. 

Nao importa o clima. Nao importa a hora. O que importa e' estarmos juntos.

{Nos, em um domingo qualquer, no MON tambem conhecido como Museu do Olho}

quarta-feira, 16 de julho de 2014

Desafio Fotos #18/52

Fazer o bem sem olhar a quem!
Friozao chegando. Tem algo parado ha' um ano? Passe pra' frente sempre tem alguem precisando.
#invernofraterno — em Praça Do Japão



Ja' tinha visto varias fotos desses cabines por ai (na internet, em blogs, no tuiter e em outra cidade que nao Curitiba) mas quando encontrei esse assim na minha frente tive que tirar uma foto. 
Uma acao otima que pode ajudar muita gente e precisa somente de coracoes generosos. Nao depende de reunir pessoas, se organizar, nada. E' so' chegar e pendurar.
Imagina quantas pessoas estao sendo beneficiadas e nos nem temos ideia. Essas roupas estavam em sacolas plasticas porque sabe-se la' quando vai chover em Curitiba.

Adote a ideia e faca o bem tambem.

sexta-feira, 11 de julho de 2014

Nosso "Bosque"

O Parque Gomm e' como se fosse o quintal da nossa casa.
Normalmente vamos a pe', sao mais de 3 km e levamos uns 50 minutos para chegar. Ao chegar e' um balsamo poder sentar na grama, aguar as plantas, olhar os livros, apreciar as flores, os grafites na parede. Nos sentimos muito bem la'.

Participamos do movimento Salvemos o Bosque da Casa Gomm quase desde o inicio mas desde quando chegamos em Curitiba. 


E meu filho, um menino timido, se sente tao a vontade por la' que sabado apos a apresentacao do Joao 
Triska, o artista perguntou se alguem queria dizer algo, apos um adulto e uma crianca falarem ao microfone ele de livre espontanea vontade foi e falou. Sem vergonha, sem ter sido ensaiado, sem eu dizer nada.

Eu estava mais para o fundo com tudo pronto para irmos embora e jamais imaginei que ele iria la' falar e de forma tao natural, linda e simples. Com tanto amor e gratidao.

Obrigada a quem filmou e obrigada por divulgarem.

Se alguem ainda tem duvida que o Parque e' nosso, eu nao tenho nenhuma. Ver ele se formando e criando sua propria identidade e' lindo demais. E estou falando dos dois do meu filho e do parque.

Para ver o video clique aqui.

Volto com calma para contar mais sobre esse lugar que tanto nos encanta.

terça-feira, 8 de julho de 2014

Desafio Fotos #18/ 52

O que voce mais sente falta de Londres? As vezes me perguntam. 
Tanta coisa.

Mas se tivesse que escolher somente uma?
Dos parques.

Como meu filho ama parque. Como nos amamos os parques, areas verdes, os com brinquedos, com cafe e mesmo os sem. 

Achamos um parquinho lindo mas precisamos ir de onibus e leva quase 50 minutos para chegar la'. Nada pratico. Sei que e' melhor que nada mas cansa. Para quem tinha um super parque na porta de casa e varios parquinhos ao redor, da' uma saudade.

O que compensa e' ver a alegria do meu filho junto com criancas da sua idade, brincando, conversando, confabulando ideias, correndo, jogando bola e sendo feliz.


domingo, 6 de julho de 2014

Meus pre-conceitos

O ano era 1995. Eu estava saindo da adolescencia e entrando na vida adulta apesar de que a responsabilidade da vida adulta ja' pesava ha' tempos.

Vivi, ainda na adolescencia, algumas crises tipicas da idade entre elas a que mais me tocou fundo foi com relacao a religiao.

Passei por fases nessa crise: negacao, busca de novos conhecimentos, experimentacao, aceitacao, negacao, volta para onde eu sempre pertenci. Nao foi facil, foi dolorido, sofrido e por fim, sozinha voltei para a igreja catolica onde estou ate' hoje. Respeito todas as religioes mas me reencontrei na igreja catolica em um dia de angustia e muitas lagrimas.

Os anos que se seguiram vivi tudo muito ativamente dentro da igreja e com isso conheci pessoas muito queridas, do bem mesmo.

Mas algo aconteceu no final de 1996. Estavamos em uma festa de final de ano, em uma casa em Londrina com amigos de uma familia grande. Um padre amigo da familia foi dar uma bencao. Foi bonito. Apos a oracao algumas cancoes, quase meia noite, todos de maos dadas, contagem regressiva e pronto era ano novo. Hora de comemorar, comer, beber, se abracar. E naquela hora meus olhos nao acreditaram no que viram. O senhor padre sentou e comeu e bebeu muito mas muito mesmo; depois levantou acendeu um cigarro e continuou com o copo na mao.

Aquilo me deixou em choque. Jamais imaginei ver um padre naquela situacao. Eu sei e sempre soube que eles sao humanos mas na minha cabeca eles tinham uma vida mais regrada. Mais voltada a se dedicar a Deus, aos irmaos e a caridade sem exageros. E o que eu tinha visto foi o exagero escancarado ali na minha cara. Exatamente o oposto de todas as ideias que eu tinha pre-concebida.

No meu retorno a igreja conheci um padre muito especial, querido mesmo, muito estudioso e dedicado. Conversamos muito em varios momentos, comemos, bebemos e rimos muito juntos tambem; e em um desses momentos de "descontracao" comentei com ele sobre essa situacao la' de 96. Ele com muita atencao e carinho me explicou o que ate' entao eu nao sabia, falou sobre os votos, que nem todos os padres fazem votos de pobreza; falou das varias comunidade que existem dentro da igreja e principalmente me lembrou que os padres sao humanos e que erram.

Depois dessa longa conversa lembro de ter acalmado meu coracao e reflito sobre o assunto que ficou quieto la' em algum lugar da memoria. Depois disso vi padres encantados com viagens internacionais, passeios de bugues e roupas de marcas; novamente lembrava que eles tambem sao humanos acima de tudo e quem sou eu para julgar. Aquela conversa me marcou mesmo.

So' que a semana passada tive um daqueles arrepios na espinha. A vida corrida tem me ajudado a nao ficar muito tempo no facebook, tuiter e ate' tem me afastado do blog, como ja' comentei aqui. Mas entrei rapidinho de manha no facebook e a primeira coisa que apareceu na minha TL (Linha do Tempo) foi a publicacao de um padre amigo com um video do Hulk escrito: Arrocha Hulk, arrocha.

Em tempos de Copa do Mundo, um monte de jogadores bonitos (cuidado imagens improprias para menores de 18anos)  shortinhos brancos colados e a bunda do Hulk que nao sai da boca das pessoas. Esse video foi a cereja do bolo so' nao esperava ve-los sendo publicado por um padre. Eu sei, eu sei, eles sao humanos tambem e tem desejos.

Porem so' quero fazer um pedido: se voce e' adulto e esta' percebendo que seus desejos estao trapolando os limites, por favor, va' procurar ajuda. Estou falando de desejos sexuais sim e se voce adulto esta' tendo desejos por criancas e/ou adolescentes passou da hora de procurar ajuda.

Porque se um homem sente desejo por outro homem, nao ha' nada demais nisso. Agora um padre que tem a confianca da comunidade, tem contato com criancas e jovens comeca expor seus desejos assim tao explicitamente; confesso que eu fico muito preocupada.

Minha fe' na humanidade vai se esvaziando.

* Nao estou dizendo que todos os padres sao pedofilos mas essa e' uma questao que muito me preocupa.
* Nao sejamos cegos e' preciso muito cuidado porque tambem existem muitas mulheres pedofilas mas quase nao se fala no assunto.
** Continuarei com minha fe' em Deus, no que eu acredito, tenho consciencia que a instituicao igreja nao e' perfeita mas sei tambem que ela e' seria em varios aspectos e tem feito muitos trabalhos bons. Nao sou tapada a ponto de achar que tudo sao flores e pronto.
*** Este post foi so' um desabafo. Comentarios maldosos ou so' com xingamentos serao automaticamente apagados por mim.

Respeitemos as criancas e os adolescentes. 

terça-feira, 1 de julho de 2014

Desafio Fotos #17/ 52

Que alegria ganhar uma lembranca de um aluno. E quando essa lembranca foi feita por uma mae blogueira a alegria e' redobrada. 

Esta foto esta' atrasada (e' de abril/ 2014) porem nao poderia deixar de coloca-la aqui. Adorei os biscoitinhos, lindos e deliciosos. Feito pelas maos da Mae Bacana. Muito obrigada pelo carinho.


Related Posts with Thumbnails