sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

Dezembro

Dezembro passou voando, para mim.

Essa e' a segunda postagem do mes, que vergonha mas a vida foi tao corrida, tao corrida, que nem sei por onde comeco. Comecarei em breve registrar tudo o que aconteceu por aqui, pois foram coisas boas com muitas emocoes, senao nao tem graca.

Queria muito ter desejado mais Feliz Natal e um Excelente Ano Novo, queria ter escrito mais cartoes a mao, telefonado mais, abracado mais. Fiz o que deu e ficou a licao, como sempre.

O inverno ainda nao chegou chegando, tivemos uns dias mais frios e depois a temperatura ficou agradavel; por outro lado nunca choveu tanto como esse ano. Incrivel. E pelo visto continuara' chovendo.

Mesmo com frio tentamos sair todos os dias, ontem fomos ao parque, adoro essa visao.




A vida segue seu caminho e eu sigo por aqui, prometo para mim que... nao prometo nada, nao adianta eu prometer e nao cumprir. Eu QUERO escrever mais e vou me esforcar para isso.

Espero que todos tenham passado a noite da vespera e um dia de Natal bem gostoso e que o Ano Novo que esta' quase ai seja bom, muito bom com saude, paz, alegria, amor e forca, muita forca para enfrentarmos todas os desafios.

Obrigada por quem passa por aqui e comenta sempre, obrigada a voce que le minhas palavras mas nunca comenta, obrigada a voce tambem que le o blog, comenta, me manda email e por ultimo obrigada a voce que le meu blog, cuida da minha vida, me critica e ainda paga minhas contas :). Obrigada a todos!

E que venha 2013 com todas as suas possibilidades.


*** Dia 25 de dezembro nao tem transporte publico aqui em Londres, estavamos cansados e ficamos em casa mesmo (nao fomos para o parque, nem para casa de ninguem). Entre tantas brincadeiras, meu filho arrumou os carrinhos e disse que todos estavam indo ver o menino Jesus mas que estava muito transito porque tinha muito gente querendo ir ve-lo. (visao do mundo moderno atraves dos olhos de um menininho de 5 anos).


segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Uma receita para adocar a semana

Essa receita e' facil, pratica (so' bate no liquidificador, coloca no forno em banho maria e depois geladeira) e gostosa.

Fiz essa receita numa sexta-feira mas no sabado umas "formigas atomicas" invadiram a minha casa, eu nao vi por onde elas entraram e muito menos por onde sairam. So' sei que de repente aquela forma enorme da sobremesa que estava ali, logo ali, sumiu, desapareceu.

Antes de colocar a receita aqui preciso fazer duas colocacoes:
1) sempre quis fazer brigadeirao (e' essa receita!) mas nunca havia feito porque achava que o modo de fazer era dificil, algo so' para pessoas super prendadas (o que nao e' meu caso :(). Teve uma epoca que olhei umas receitas na internet e todas falavam em micro-ondas (essa nao era bem minha ideia, nao queria receita de micro-ondas).

2) foi a primeira vez que meu filho comeu brigadeirao, com 5 anos.
Parece uma bobeira mas nao e'. Sei que no Brasil as criancas comem doces com mais frequencia e ingressam na vida dos "doces" bem cedo mas enquanto eu puder evitar algumas coisas, evitarei. Lembro ate hoje da cena dele provando chocolate a primeira vez (com 1 ano e meio). Foi em um aniversario, ele olhava a mesa toda colorida, que devia estar chamando atencao (tantas cores) e uma vovozinha muito bondosa e linda (sei que ela nao fez por mal) perguntou se ele queria um brigadeiro e deu um para ele; que deu uma unica mordida e me entregou o restante.

Detalhe: ela nao perguntou para mim se ele podia comer, eu estava perto e so' observando. Claro que se ele nao pudesse comer, eu teria dito mas e' um perigo oferecer algo para uma crianca sem  saber se ela pode ou nao comer. Perguntar para os pais ou responsavel antes, e' a melhor atitude.

Um mes depois fomos em outro aniversario e ele se esbaldou no brigadeiro, tive ate que ouvir piadinhas do tipo: "para quem nao comia brigadeiros, esta' mandando bem". E' a vida!

Deixando as observacoes de lado, segue a receita do Brigadeirao:

* 1 lata de leite condensado
* 1 lata de creme de leite
* 1 xicara (cha') de achocolatado em po'
* 4 colheres (sopa) de acucar
* 1 colher (sopa) de manteiga em temperatura ambiente
* 3 ovos
manteiga para untar
1 xicara (cha') de granulado para decorar.

Bata todos os ingredientes no liquidificar (menos o granulado). Quando ficar homogeneo despeje em uma forma com furo central (19 cm de diametro) untada com manteiga.
Cubra com papel aluminio e asse em banho-maria em fogo medio (180o.C) por cerca de 1h30min.
Desenforme ainda morno e decore toda a superficie com o chocolate granulado.
Leve a geladeira por cerca de 6 horas.



Com essa receitinha quero desejar a todos uma doce e leve semana!

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Desconectando

Desde que eu vi um video no blog da Tati o ano passado, pensei em varias situacoes, ele foi como um alerta. Porem so' pensar nao adianta e' preciso agir.

Entao, mesmo gostando muito do twitter resolvi me afastar um pouco, dar um tempo, tirar umas "ferias". Como sempre achei, antes mesmo de ter uma conta nessa rede social, para estar no twitter e' preciso ter tempo.

Tempo para escrever, ler, interagir, abrir um link interessante, ter tempo para pensar, digerir e decidir se quer ou nao entrar em briga. Como tem briga, discussoes e xingamentos naquele lugar.

Tem muitas coisas boas tambem: muita troca, elogios, informacao. Como tudo na vida, e' preciso encontrar o meio termo.

O que eu percebi e' que eu estava deixando de fazer coisas importantes para mim, estar com quem eu gosto (estar 100% presente, aqui e agora) e o tempo passando... sem dizer que existe um mundo paralelo no twitter: o mundo das DMs (mensagens diretas, que so' vc tem acesso) e' um mundo de amor, odio, rancor e ameacas, e de verdade nao quero isso para mim. Nao to afim de aguentar isso. Nao quero e nao preciso.

Sinto falta de "conversar"/ trocar algumas palavras com algumas pessoas que eu gosto e admiro mas ao mesmo tempo preciso me afastar. Meu xodo e' esse canto aqui, meu blog, nao tem jeito. Vou tentar aproveitar e voltar a comentar nos blogs que eu gosto porque ler os posts eu leio mas comentar, nunca tenho tempo (que ironia).

Eu quero me desconectar para poder me conectar (a mim, aos meus, ao que me acrescenta e nao ao que me abate/ destroi).

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

A saudade

Hoje faz 2 anos que meu primeiro e grande amor, partiu.

Levou junto com ele um pedaco do meu coracao e minha vida nunca mais foi a mesma. Tudo mudou.

Hoje nao chorei e espero que a saudade fique apenas. Se pudesse gostaria de dar mais um abraco apertado, ouvir sua voz rouca e poder dizer: "adeus, ate logo".

Como nao e' possivel, me contento com as boas recordacoes que guardo deste grande homem, que foi e e' meu pai.

Te amo pai, te amo muito.

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Desapegando

Essa acontecendo essa semana a 5a. edicao do BookCrossing Blogueiro que nada mais e' do que dar asas a um livro, fotografar a cena (pode ser o livro, o local de deixou seu amigo ou o que seu coracao pedir) e postar no seu blog. Sem muita frescura, sem muita regra mas com muito amor porque desapegar e' isso, doar-se, da' amor, compartilhar.

Na matematica da sabedoria dividir e' multiplicar. Sabe aquele livro que esta' ali parado na sua estante, na prateleira, numa caixa ou numa mala,; entao pegue com carinho, de um tchau, se quiser agradeca pelos momentos bons que passaram juntos, escreva um bilhetinho dizendo que seu amigo nao esta' perdido e deixe-o voar.

No comeco do ano participei da 4a. edicao dessa acao, gostei demais da experiencia. Nesse segundo semestre quero contar minha experiencia de quem foi "agraciada" com quase-doacoes (se e' que isso existe).

Para nos, que estamos fora do Brasil, muitas vezes e' muito dificil encontrar livros em portugues. Estavamos arrumando a "mini biblioteca" do Nicolas e me dei conta que ele tinha mais livros em ingles do que em portugues. Me deu um aperto no coracao. Continuamos a arrumacao (ele quis mudar os livros de lugar, achou melhor deixar todos na prateleira de cima de uma estante que ele tem no quarto - e ficou melhor mesmo, ja' que agora ele alcanca todos) e eu so' olhando, folheando e namorando os livros, foi ai que eu percebi que quae nao tinhamos livrinhos em portugues.



Para minha alegria, vi uma oferta de livros usados, semi novos para vender por um precinho otimo. Nao pensei duas vezes e comprei-os. Aos poucos meu filho vai tendo contato com eles, mas os dois primeiros que ele viu, adorou. A mae que vendeu os livrinhos fez um acordo com os filhos: eles ja' nao liam ou queriam os livros, entao ela pediu para coloca-los a venda e o valor arrecadado sera' para eles fazerem o que quiserem (comprar algo, ir passear, jantar fora); eles adoraram a ideia e nos tambem, porque paguei £2 em casa livrinho (mais ou menos R$6, um preco otimo!).


No fim, todos ganhamos.

* Os gibis, a fofa da Roberta nos deu de cortesia! Mais uma vez: muito obrigada!

Participe voce tambem dessa acao do bem! Mais informacoes aqui.



segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Nesse Natal faca uma crianca feliz!

Quer fazer uma crianca feliz nesse Natal?

E' facil, simples e muito bom. Comece assim: pegue uma caixa de sapato, embrulhe com papel de presente, rechei com varias coisinhas e uma pitadona de amor. Procure o posto de arrecadacao mais perto da sua casa e entregue la' ate domingo (dia 18/11).

Faz alguns anos que eu ouco falar dessa campanha. Vejo fotos das criancas todas com as suas caixas lindas para serem enviadas e outras tantas fotos mais lindas ainda, das criancas recebendo as caixas que foram carinhosamente preparadas. E os sorrisos? Enormes, contagiantes.

Se puder e quiser, pare uns minutinhos essa semana e prepare esse "presente" para alguem que nao tem quem possa fazer isso por ela. Quanto vamos gastar? £10/ £15 se tudo isso, so' que para quem vai receber o valor e' o que menos importa. O mais importante mesmo e' que alguem lembrou e se importou com ela.

Nos estamos preparando duas caixas: uma de menino e uma de menina. O Nicolas pediu para fazermos assim e disse: "Assim ninguem fica triste, ne' mae?"

Para saber mais informacoes da campanha, segue o link abaixo:



terça-feira, 6 de novembro de 2012

A Lua!

Faz muito tempo que eu tento tirar uma foto descente da Lua.
Dificil, viu?

Mas a Lua e' linda e eu queria porque queria ter uma foto dela.

Depois de uns anos desisti, eita coisa dificil.

Mas a Lua tem um encanto sedutor, ela e' linda (ja' falei ne?), grandiosa e majestosa. Nao tem pra' ninguem, nem para mim que so' quero uma foto. Semana passada ela me deu algo a mais e foi mais ou menos assim que tudo aconteceu.
***

Depois que meu filho nasceu, meu corpo mudou muito. Alem de varias mudancas fisicas (belezamente falando) a que mais me fez bem e me ajudou a conhecer melhor meu corpo foi ter parado de tomar a pilula  contraceptiva ( ou o famoso anticoncepcional).

Sei muito bem quando estou ovulando, quando o corpo esta' se preparando para o periodo menstrual e sinto isso com mais naturalidade. Nao me entupo de remedio para aliviar os sintomas da  TPM na primeira dorzinha, sei de onde essa dor vem e sei tambem que vai passar.

E o que a Lua tem a ver com isso? Passei a prestar mais atencao nela. As fases da Lua tem algo a ver com as fases que meu corpo passa durante o mes.

Semana passada ela estava exuberante, linda, alaranjada e grandona. Mas muito grande mesmo. Passei rapidamente pela janela e a vi ali, sozinha dando seu espetaculo sem se preocupar se havia plateia ou nao.

Voltei, parei e fiquei admirando-a. Por varios segundos achei que pudesse toca-la. Se eu ficasse na pontinha dos pes, estendesse meu corpo um pouco mais e fosse bem devagar com as pontas dos dedos da mao, talvez a tocaria, so' um pouquinho para fazer um cafune'.

Sonhei e voltei. Nao era possivel toca-la, nem um pouquinho. Tentei entao tirar uma foto foi em vao mais essa tentativa. De 20 fotos que tirei so' gostei de uma. A desculpa de tirar foto foi o motivo que encontrei para ficar parada, quieta na sacada, so' eu e a Lua, nao lembrei da noite fria, nem da comida no fogo, muito menos da hora. So' admirei.

A foto que eu gostei nao representa nem metade da Lua linda que eu vi. E minha maquina nao e' uma super maquina, e' uma maquina digital normal que ja' tem mais de seis anos de vida mas nos serve muito bem.

sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Mais um dia especial!

Eu queria escrever no titulo "um dia especial" mas ai seria muita injustica com todos os outros 364 dias do ano que tambem sao especiais, por isso vai ficar assim mesmo.


Dia 25 de outubro (quinta-feira) foi mais uma dia especial e diferente dos outros dias 25 de outubro para mim. Contarei os motivos.


Depois que o despertador tocou, meu marido me deu bom dia com beijinhos, um abraco apertado e demorado e eu me dei o "luxo" de continuar na cama. Naquele esquema breguica basica mesmo, era cedo demais ainda, nao tinha porque levantar ainda mais que estava escuro.

Fui checar meu email no celular e encontrei alguns com mensagens do Facebook. Foi bom.

O dia transcorreu tranquilo, ganhei mais beijos e abracos, passei algumas horas com uma amiga querida, conversamos muito, almocamos juntas, depois a tarde fiz brigadeiros para o Ni levar para a escola no fim do dia.

Ao buscar meu filho na escola mais cumprimentos, desenhos, cartoes e abracos das criancas.


 
Nicolas me ajudou a enrrolar os brigueiros (ele adora essa parte), preparamos as bandeijas e la' fomos nos. Os brigadeiros desapareceram em 10 minutos, juro. Todos adoraram e vieram me perguntar onde eu tinha comprado.


Quando estavamos saindo para voltar para a escola (o evento foi das 18h-19h) tivemos uma surpresa, tipica de filme. Marido estava chegando em casa, ouviu nossas vozes indo para o elevador e desceu correndo pela escada de emergencia; quando chegamos na repcao e a porta do elevador abriu, la' estava ele parado com as flores me esperando. Foi tao legal e algo tao simples que me deixou feliz.


Voltando para casa o restinho da noite foi corrido, banho, jantamos juntos e o ritual da noite comecou. So' depois de estar com a pia limpa e' que consegui sentar e olhar novamente meu email, o facebook e outra surpresa boa aconteceu.


Varias mensagens carinhosas. Amigos, colegas, conhecidos. Varias pessoas lembraram (ta' que o facebook tem um aviso e lembra todo mundo mas nem me importo) e conforme eu ia lendo as mensagens parece que eu ia ouvindo as vozes das pessoas. Parece loucura mas nao e'! Sou so' eu mesma, nao tem jeito e nao consigo controlar.


Me emocionei, chorei, lembrei de aniversarios passados, do tempo que voa e nao perdoa ninguem, pensei no quanto a vida tem sido boa comigo. Mesmo e apesar de todos os pesares, so' tenho a agradecer.


Mais uma vez muito obrigada a todos pelo carinho.


No sabado fomos comemorar em familia, em um lugar que eu queria ir conhecer faz tempo mas depois eu conto.

Aproveito para dizer que estou adorando fazer parte do Clube dos 35, como disse a Chris. Ta' que de verdade nao sinto diferenca nenhuma mas o tempo e' o tempo, nao tem jeito. Entao bora aproveitar enquanto a vida esta' me dando mais essa chance.

* Post escrito dia 29/10 (isso ta' virando mania e esta' ruim demais!).

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Festival Brasileiro de Filmes


Aconteceu entre os dias 21-25 de setembro, aqui em Londres o 4o. Festival Brasileiro de Filmes, no cinema Odeon Panteon St. Bem ao lado da Leiscester Square, numa area bem central.


Fomos prestigiar esse festival com o apoio do Canal Londres, ganhamos o Day Pass que dava o direito de assistir todos os filmes que foram exibidos. Obrigada mais uma vez.


Conseguimos nos arranjar por aqui, um vai o outro fica com o pequeno, e com um pouco de organizacao foi possivel aproveitar.


O Paulo assistiu o documentario do Raul, que ele queria muito e eu consegui assistir o documentario Rock Brasilia.


Foi muito legal, adorei. No final do filme o Teno do Canal Londres me pediu para dizer o que eu tinha achado do documentario e la' fui eu, na cara e na coragem, enfrentar a camera.


* Preciso fazer algumas observacoes antes:
- minha boca esta' torta, eu sei. Passei uns dias de estressss, engoli varios sapos e numa bela segunda-feira acordei com o lado direito do rosto adormecido, com uma dor terrivel e quando me olhei no espelho, achei que tinha tido um derrame (talvez seja exagero mas me assustei mesmo) e vendo o video, me dei conta que a coisa estava feia sem exagero;


- eu chorei durante o documentario, em varios momentos. Assim que, voces verao uma Graziela-versao-rena-do-nariz-vermelho;


- no dia caiu o mundo, choveu tanto, mas tanto. Por isso meus cabelos estao totalmente eletricos, da' para perceber, so' fiquei mais tranquila porque o cabelo da Alessandra Negrini que estava la', esta' igual. Entao estamos quites!!!


O video e' curtinho e se quiserem me ver, para quem nao me conhece, em 1:33 apareco rapidamente, por alguns 10 segundos. Ah, uso oculos e gaguejei, sim essa sou eu!






* Post escrito originalmente em 07/10/2012 (ai que correria sem graca, essa vida!)

terça-feira, 16 de outubro de 2012

Cinco Anos

Sabado Nicolas completou 5 anos. Foi um dia mais do que especial por varios motivos:

* ele esta' bem, gracas a Deus.

* sabado foi o mesmo dia que ele nasceu em 2007; nao tem como nao lembrar aquele sabado de 2007.

* agradeco diariamente a Deus por ele ser o menino lindo que e', que nos surpreende com curiosidade e sua perspicaz.

Ha' um mes e meio, mais ou menos, comentei com ele que estavamos pensando na festinha de cinco anos que estava proxima e perguntei o que ele gostaria que tivesse, quem iriamos convidar e o que ele gostaria de comer.

Sem pensar muito, ele disse que nao queria festa, que queria ir viajar, queria ir para a praia, nos tres.

Momento surpresa total para nos. Dissemos que iriamos pensar, procurar lugar, ticket de trem, ver precos e que logo voltariamos a conversar sobre mas asseguramos que fariamos o possivel para conseguirmos ir.

E foi o que fizemos, de verdade. Tentamos algumas opcoes e por fim fomos perto mas em um local que tinha praia, parque, piscina aquecida, jogos e brincadeiras.

Organizamos tudo e meu filho teve um dia especial. Acordou e encontrou um presente esperando-o, apesar da chuva e do frio que fez o sabado inteiro, fomos na piscina aquecida, brincamos muito juntos, almocamos e jantamos o que ele gosta e para fechar o dia ele ainda ganhou um bolinho. Cantamos parabens, ele apagou a vela e nao tirou o sorriso do rosto o dia inteiro.

Enquanto saboreavamos o bolo, o dialogo que rolou foi assim (mais ou menos ou o que minhas emocoes capturaram):
- Mae hoje e' mesmo meu aniversario?
- E' filho!
- Nao to acreditando, ta' tudo tao maravilhoso....

Pude ve-lo dormir com o sorriso no rosto, que nao queria deixa-lo.

No domingo antes de voltarmos para Londres aproveitamos um pouco mais a praia, mesmo e apesar do frio. Estava um dia lindo de outono, frio mas com sol.

No sabado a noite depois que o pequeno dormiu, eu e marido conversavamos sobre como e' bom fazer alguem feliz, principalmente se e' seu filho. Nao consigo explicar a alegria que foi ve-lo tao feliz durante todo o dia, o quanto ele esperou para o dia da "viagem", o quanto tudo que ele desejou aconteceu. Sem exageros, sem polpas, sem ter que ter isso ou aquilo. Tudo no nosso tempo, tudo aconteceu conforme a vontade do nosso filho.

Tudo pareceu perfeito nem o frio estragou nossos momentos juntos e isso, nao tem jeito, ninguem poderia fazer por nos.

Adoramos estar com amigos e parentes, eu adoro preparar a festinha, pensar nos detalhes, fazer os docinhos, bolo, abrir as portas da nossa casa e receber todos aqui. A bagunca do outro dia cansa mas a alegria dos momentos juntos compensa. Porem esse ano tudo aconteceu de forma diferente porque ele, o aniversariante, quis. Respeitar a vontade do Nicolas foi o maior presente que poderiamos ter lhe dado.




Para fechar o final de semana, fomos almocar em uma pizzaria e o Ni preparou a propria pizza, muita emocao em tao pouco tempo.



Filho te desejo muita saude, amor e felicidades. Que voce nunca desista de seus sonhos e seja feliz. Te amo, muito!

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Outubro

Outubro chegou, ja' esta' quase no meio e eu nao escreve nem um post.

Tentarei me explicar: nao tem explicacao.

Nao sei o que acontece, de repente parece que perdi a mao, nao consigo escrever nada que eu goste, talvez eu tenha me dado conta que nem tudo vale a pena, os grupos no facebook me consomem (as vezes levo mais de 1h lendo as atualizacoes, nao da', de verdade nao da'), sem dizer que tenho participado de varios encontros reais (o que e' muito bom!) e por fim acho que a idade esta' comecando a pesar nas costas (eita desculpinha esfarradapa).

Estamos bem, gracas a Deus e a cada dia que passa tenho me surpreendido mais com o Nicolas.

Ontem levei um sustao, cheguei na porta da escola e tinha um helicoptero ambulancia la'. Gelei, tremi, pensei nas criancas da escola, nos funcionarios, respirei fundo e entrei. Foi tao rapido que nem deu tempo de pensar em mais nada. Quando o Nicolas correu para mim, me abracou e me deu um beijo, podia sentir meu coracao saltando da boca, de alivio e alegria.

E la' fomos nos apreciar e tirar foto do helicoptero de bem pertinho.





* Uma perola solta:
Domingo ele estava ligado no 220, eu ja' tinha conversado, falado, conversado de novo, gastei todos os meus argumentos, negociei e o menino nao ouvia. Apos o banho enquanto eu passava os 365 creminhos nele, que nao parava, tentei uma ultima negociacao sem sucesso, soltei a perola (que eu achei que ia colar):
- Filho seu pai vai ter que arrumar uma outra mae para voce.
- Cara de interrogacao (???) e um "Nao quero".
- E' que voce nao esta' ouvindo filho assim a mae vai ter um infarto e vai morar com o Papai do Ceu.
- Nao quero outra mae, voce e' perfeita.
- ...
Me abracou, me deu um beijo e deixou eu terminar de passar os creminhos, ajudei ele a colocar a roupa e o final do domingo foi mais tranquilo.

Ouvir que eu sou a mae perfeita quando na verdade eu nem sei se sou uma boa mae, acho que estou mais para #maedemerda do outra coisa, me deu um aperto no coracao.

domingo, 30 de setembro de 2012

Cinco Coisas

Faz tempo que nao participo de nenhum "meme" ou brincadeira entre os blogs, faz tempo que penso nos caminhos que o blog esta' tomando e para ajudar esses ultimos dias conversando com um grupo de mulheres onde nem todas sao maes ouvi um comentario que ficou martelando na minha casa.


O assunto girava em torno da vida da mulher, das mudancas com a maternidade, sonhos profissionais ate que alguem comentou que achava muito chato quem so' fala de filho, so' escreve sobre isso e que parece que nao tem outro interesse. Ops, uma luz acendeu e eu me vi ali.


Tenho um post no rascunho que fala sobre a profissao Mae. Quem sabe esta' chegando a hora de revisa-lo e publicar aqui, quem sabe.


Entao hoje acordei decidida a falar um pouquinho de mim, nao gosto de falar de mim, mas la' vai.


Cinco coisas sobre mim:


> Adoro chocolate, nao sou viciada, vivo sem numa boa mas gosto muito.
Meus preferidos no Brasil sao: Talento Branco (pela mistura das uvas passas, os cereais e o chocolate que nao tem gosto de banha), o Suflair e Gianduia da Pan.
Meu preferido aqui: so' tem um e segue a foto. Chocolate meio amargo com castanha, muito bom. Hoje encontrei um outro chocolate que gosto muito (branco com avela) mas nao e' igual ao Talento.



> Amo Panettone. Se pudesse comeria o ano inteiro. Um dia ainda tento fazer mesmo sabendo que e' trabalhoso o processo mas caseiro deve ser delicioso.
* Ontem comprei Panettone e fiquei feliz e assustada ao mesmo tempo, estamos em setembro e ja' tem muita coisa de Natal por ai, como assim?
> Gibis. Ainda leio gibis e gosto muito. Apesar de ter uma visao mais critica agora, visao de adulto mesmo. Por isso quando alguem da' gibis de presente para meu filho, eu solto um sorriso de canto de boca porque sem querer e' um presente para mim tambem.
* Preciso confessar que nao fui picada pela Turma da Monica Jovem, nao gostei.



> Gosto de selos. Nao coleciono mas guardo os que recebemos nas cartas e quando posso compro alguns. Os do Brasil sao lindos, valorizando as profissoes.



> Confessarei algo que nao deveria: tenho pavor de ratos.
Descobri um tipo que eu gosto mas so' desses ta'?


( Imagem retirada daqui )

Quem quiser continuar a brincadeira e fizer um post contando sobre suas Cinco Coisas, por favor, deixe o link no campo do comentarios, que eu quero ler.

Agora voces ja' me conhecem um pouco mais.

* Este post esta' pronto desde sexta e so' hoje foi finalizado, pelo menos hoje vai ser publicado :).

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Quando o brincar e' mais do que brincar

Como ja' comentei aqui mais de uma vez, eu escrevo para organizar meus pensamentos.* Preciso de um tempo, diario (quando da') ou semanal para pensar e organizar as trezentas gavetinhas que se abrem no meu pensamento. Escrevo muito mas nao publico nem metade.

E as criancas como organizam seus pensamentos? Voce ja' parou para pensar sobre isto?

Cada crianca e' unica, tem gostos e caracteristicas proprias. Isso todos nos sabemos. Porem todas elas  fazem algo que vai muito alem do que parece: o brincar.

E' no brincar que a crianca representa o mundo como ela ve e sente,
e' no brincar que a crianca vive o faz-de-conta (a fantasia),
e' no brincar que a crianca coloca para fora seus sentimentos considerados nao muito bons, como os agressivos (que nao sao de todo ruins),
e' no brincar que a crianca se frustra, se reconciliar e tenta elaborar a situacao novamente';
e' no brincar livre que a crianca pode ser ela como ela e', sem ter que seguir regras, sem ter que ouvir vozes de comando;
e' no brincar livre que a crianca organiza seus pensamentos.

Por isso e' tao importante avisar a crianca quando o tempo da brincadeira esta' acabando ou quando precisamos sair e ela tem que guardar os brinquedos.

Aqui em casa eu sempre aviso: "Filho daqui 5 minutos vamos guardar ta?" ou "Daqui 5 minutos a brincadeira precisa acabar porque esta' na hora de tomar banho/ dormir/ sair/ ir para escola (ou inclua aqui a necessidade do momento)".

Pode parece bobeira mas nao e', nesses 5 minutos a crianca finaliza a brincadeira, fecha portas e janelas que estavam sendo exploradas. Sao nesses 5 minutos, por exemplo, que ela enterra a mae boneca, com toda a raiva do mundo e a ressucita novamente saindo da brincadeira de uma forma saudavel e satisfatoria, podendo assim encarar a figura da mae de uma forma mais leve (lembrando que tudo acontece de forma inconsciente, a crianca nao tem controle de todos os seus impulsos, eles sao apenas desejos e no brincar e' quando ela realiza esses desejos inconsciente que na vida real nao pode realiza-los).

Vejo aqui em casa que sempre que algo novo vai acontecer, o Nicolas se reorganiza de uma maneira bem ludica por enquanto. Toda a bagunca interna e' externalizada e reorganizada. As vezes esse momento de "arrumacao" acontece depois que a novidade ja' passou mas tem a mesma funcao: organizar.

Adoro ver esse movimento dele. Eu somente observo e as vezes que fotografei, foi algo bem sutil, tentando interferir menos possivel naquelas cenas tao preciosas.






* nao sei por qual motivo mas acho que estou passando por uma crise bloguistica. Antes me angustiava por nao postar no blog, agora preciso me esforcar para sair algo. Espero que seja uma fase e que passe, pois gosto muito dessa forma de registro e interacao. Vou tentar resgatar uns posts da pasta rascunho para ver se me animo.

terça-feira, 11 de setembro de 2012

Rotina!

Rotina faz um bem danado. Eu preciso dela e meu filho mais ainda.

Depois de sete longas e quentes semanas de ferias, nessa segunda tudo voltou ao normal.

Semana passada foi corrido, nao postei nada e essa semana para compensar vou deixar umas fotos dos melhores momentos das ferias.


Teve cabaninha no quarto.

Passeio no parque.

Fazendo o gesto do Bolt.

Fomos a exposicao de artista brasileiro e
alem de ver a exposicao, ganhamos livro do Lego
 (com Lego).


Marcacao dos dias para saber
quando ia ser a volta as aulas.

Assistimos aos Jogos Paraolimpicos.
Foi uma emocao muito grande!

Passeamos de trem!
Varias vezes.
Teve brincadeira na praia em um
dia frio.


E brincadeira na praia em um dia
de sol. Muito sol!   

Nao coloquei nenhuma foto mas encontramos os amigos, fizemos piqueniques, fomos a biblioteca, ao museu, no divertimos muito em casa (cozinhamos muito, criamos muito e dormimos pouco #sofro) . Mesmo com saudade da escola tenho certeza que meu pequeno ja' deve estar com saudade das ferias. Eu estou.

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Carta para o futuro

ou seria um presente para mim?

Nao sei a resposta ainda so' sei que a ideia e o incentivo veio da Helo. Ela conta tudo nesse post.

Pensei um dia, dois, tres. Fiquei na duvida se conseguiria ate que ela comentou: "faz uma carta para voce abrir quando completar 50 anos". Qual foi meu primeiro pensamento apos um arrepio na espinha: "meu filho vai estar com 20 anos, nao, nao quero pensar nisso agora".

Confesso que essa ideia de ver meu filho crescendo tao rapido me assusta e muito.

Mas a ideia de escrever uma carta e abrir so' daqui um tempo ficou martelando na minha cabeca. Entao resolvi faze-la em conta gotas. Decidi que escreveria uma carta para mim, para abrir daqui cinco anos. Isso mesmo quando eu completar 40 anos, abrirei a carta. Sem nenhuma expectativa porque nao lembro mais nada das quatro paginas que escrevi.

Pensei a carta varias vezes, sentei, escrevi, li e fechei, selei, tirei foto e guardei. Espero conseguir esperar passar os cinco anos e abri-la com surpresa, com alegria e com o coracao de 34 anos ainda, quase 35.

Fiz questao de tirar foto com a minha mao, registrando ela agora e aos 40 quero ver como estara'; porque para mim a unica parte do corpo que nao da' para disfarcar a idade e' na mao. Nao que eu me importe com isso mas preste atencao em quem mais se cuida, se embeleza, faz questao de nao envelhecer... as maos estao lao, mostrando declaradamente para que elas vieram, para nos ajudar a nao esquecer que, se tem algo que nao podemos contralar e' o tempo. Administra-lo bem sim, contrala-lo nunca.

















Espero que essa carta faca algum sentido depois de todo esse tempo. Pois o que eu aprendi nesses ultimos anos e' que apesar de ser a mesma pessoa, com (a maioria) dos mesmo valores, algumas outras coisas mudaram tanto mas tanto, que o que era bom ontem hoje ja' nao faz o melhor sentido. Essa sou eu, em constante metamorfose, transmutacao ou apenas amadurecendo e aprendendo com tudo isso que se chama vida.

terça-feira, 28 de agosto de 2012

Dia do Psicologo



Se um dia alguém fizer com que se quebre a visão bonita que você tem de si, com muita paciência e amor reconstrua-a. Assim como o artesão recupera a...sua peça mais valiosa que caiu no chão, sem duvidar de que aquela é a tarefa mais importante,


você é a sua criação mais valiosa.


Não olhe para trás. Não olhe para os lados.


Olhe somente para dentro, para bem dentro de você e faça dali o seu lugar de descanso, conforto e recomposição.


Crie este universo agradável para si.


O mundo agradecerá o seu trabalho.


( Brahma Kumaris )
 
******
Mensagem linda que recebi, via Facebook, da querida Sonia. Obrigada So. Feliz dia do Psicologo para nos!
 

No dia 27 de agosto comemora-se o dia do Psicologo devido ao fato da profissão ter sido regulamentada pela Lei nº 4119, em 27 de agosto de 1962, que também dispõe sobre os cursos de formação em Psicologia.

********
Este post foi escrito ontem mas somente hoje consegui terminar (eita vida boa a minha!).

Preciso contar um segredo bobo e que talvez nao faca sentido para ninguem, so' para mim mas ja' que falei que ia contar, la' vai: desde que eu namorei um rapaz (do bem, gente fina mas que nao deu certo, infelizmente, acontece com todo mundo alguma vez na vida ou nao?) que faz aniversario no dia de hoje (28/8), quando chega o dia do Psicologo automaticamente eu lembro "amanha e' dia de tal pessoa". Sera' que virou um karma na minha vida?
E eu la' acredito em karma. Falei que era bobeira, so' queria deixar registrado aqui.






segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Amamentacao

{Este post esta' chato pra' caramba. E' um desabafo a respeito de uma ferida minha que ainda esta' aberta. Caso queira ler, fique a vontade, depois so' nao reclame que eu nao avisei ta?}

Hoje e' o ultimo dia para participar da Blogagem Coletiva que as meninas do blog Desabafo de Mae estao promovendo.

A questao para reflexao  que norteia o assunto e': Porque eu sou ativista da amamentacao.

Adoraria participar dessa BC (blogagem coletiva) mas prefiro acompanhar so' como leitora. Alguns anos publiquei posts com experiencia de pessoas queridas que eu conheco e convivo (ou convivia na epoca) sobre as experiencias com a amamentacao. Voce pode ler aqui os relatos.

Porem nunca escrevi sobre minha experiencia com a amamentacao. Nao foi das melhores, nem a mais facil, muito menos exemplar.

As poucas vezes que contei em um grupo sobre o que vivi, o que eu ouvi foi: todas as mulheres podem amamentar, nao existe leite fraco, nao jogue esse problema para debaixo do tapete. Em nenhum momento fui acolhida ou tentaram me entender.

Lembro que enquanto amamentava meu filho como podia, sofria ao ler relatos de mulheres que tinham os seios cheios de leito, que jorrava, parecia um chuveiro de leite. Que toda mulher deve isso, aquilo ou aquilo outro la'. Que quem nao amamenta nao ama, nao se doa e tantas outras coisas que nao me ajudaram em nada, absolutamente nada.

Sofri, me culpei e com isso minha frustracao aumentava e meu leite diminuia a miseras gotinhas que nao saciava a fome do meu filho. Meu estresse, minha falta de descanso, minha falta de preparo, minha racionalidade me sentenciou a morte: nao consegui amamentar mais que seis meses. Sou uma pessima mae ponto final.

Nao ninguem falou isso com todas essas letras P-E-S-S-I-M-A   M-A-E. Imagina, ninguem tem essa intencao. Mas nas linhas tao comuns lidas por ai, onde todos reforcam em um tom ressoante: TODAS AS MULHERES PODEM AMAMENTAR. Quem nao consegue se sente como? Nao importa, ninguem se importa.

Esse desabafo esta' horrivel porque e' exatamente assim que eu (ainda) me sinto com relacao a amamentacao. Quem sabe um dia consigo reviver essa experiencia e vive-la de alguma forma mais harmonioza. Sei que errei e a culpa nao e' de ninguem, so' minha por nao ter ouvido meus instintos, por ter lido demais, por me importar demais pelo que li.

Torco de coracao que todas as mulheres fortes, consigam amamentar seus bebes da melhor maneira possivel.

Para quem quiser saber mais sobre amamentacao, o google te manda para varias paginas otimas sobre o tema.

So' parar terminar deixo claro que sou super a favor da amamentacao (prolongada ate quando e' bom para o bebe e para a mae) mas em nenhum momento penso que a mulher que nao quer ou nao pode amamentar nao ama seu filho. Fico apenas com a pulga atras da orelha ate' onde o ativismo ajuda ou atrapalha?
***

Ja' falei sobre esse assunto, da' mesma forma amarga e sem graca, neste post: Mae em desenvolvimento.

Em tempo: mesmo amamentando pouco tempo, foi maravilhosa a sensacao de prover o alimento para meu filho, nao importava a hora ou o lugar, estava tudo pronto, ali ao alcance dele.

sexta-feira, 17 de agosto de 2012

Como alimentar seu dragao*

Ferias e' algo bom demais!

Mas a minha pergunta e': de onde sai tanta fome?

Alguem consegue me explicar. Tenho tentado e estou conseguindo manter os horarios das refeicoes como nos dias normais (leia-se nos dias que nao estamos de ferias ou feriados, half terms). O dia fica mais ou menos assim:

8h - 9h: cafe da manha

10h30 - fruta

12h30 - 13h30: almoco

14h30- 15h: lanche da tarde

17h30: fruta

19h-19h30: jantar

Entre 20h e 20h30 comeca o ritual para o sonho: higienizacao (escovar os dentes, fazer xixi, lavar as maos), escolher livro, historia, rezar e dormir. O banho acontece antes da janta aqui em casa.

Agora imagina uma pessoa cansada, que nao tem nenhum momento sozinha (nessas ultimas 3 semanas tem sido assim), que tem que pensar nas seis refeicoes acima, fora ir ao mercado, limpar a casa, por o lixo para fora, passar roupa, escrever para o blog e pensar/ fazer/ organizar/ pensar/ fazer e lidar com uma puta de uma insonia, fora as idas aos parques/ passeios, todas as horas brincando, brincando, brincando, desenhando, criando e por ai vai. Prazer, essa sou eu?

No calor eu sou uma pessoa imprestavel. Imaginou meu drama nos dias quentes... fico um bagaco ou so' o po', como dizem por ai.

Mas meu filho nao quer saber de nada disso nao, ele tem fome e muita fommmeee. Eu diria ate' que uma fome interminavel.

Para mim o mais dificil e' pensar em lanches para a tarde, aquele do meio da tarde, que tento fazer uma coisa aqui e outra acola, algo rapido.  Testei varias coisinhas para nao cair na tentacao de oferecer o combo: bolacha, bisnaguinha, fruta de novo, iogurte (ta' que ele quase nem come, mas melhor evitar).

Hoje quero dividir com voces duas receitas faceis e gostosas para o lanche da tarde. Listarei tambem outras que fazem sucesso por aqui:

Muffin de Azeitona (bolinho salgado, saudavel e que ficou delicioso).


(fiz nas forminhas de empadinha; empadinha que eu nunca fiz mas tenho as forminhas, vai entender!)

Barrinha de brownie (o nome correto e' Barrinhas de praliné de pecã, chick demais): deliciooossoo.


(parece dificil o modo de fazer mas nao e', se eu fiz qualquer pessoa faz, tranquilamente)

Outras coisinhas deliciosas e saudaveis que aparecem por aqui de lanche da tarde:
* pipoca salgada (feita em casa, na panela, no modo simples e facil, sem complicacao, sucesso garantido);

* bolachinhas (amanteigados tipo goiabinha)

* torradas (as vezes compramos baguete, das grandes para sobrar, ai aproveito a "sobra" e vira torradinhas, com azeite, sal e oregano. Sucesso garantido II)

* sanduiches (na maioria das vezes no pao integral, pao de forma ou no pao que eu faco).

Mais uma vez este post foi iniciado na segunda e so' hoje (sexta) estou conseguindo terminar (estou cuidando bem dos meus posts, nao consigo desapegar e tudo e' culpa das ferias, claro!). O bom foi que ao longo da semana encontrei um "topico" la' no forum do Minha Mae que Disse, com sugestoes de como preparar uma na lancheira saudavel {vou usar algumas ideias como lanche da tarde, com certeza}.

* O titulo do post foi em homenagem ao filme "Como treinar seu dragao". So' uma brincadeira, com um fundinho de verdade porque as vezes acho que meu filho tem fome de dragao mesmo. E para quem nao viu o filme ainda, fica a dica. Nos assistimos e adoramos.
Related Posts with Thumbnails