domingo, 30 de dezembro de 2007

Natal com a minha familia!


ops... o nome desse post tem que ser "meu primeiro Natal com minha familia", poderia ate dizer MINHA, assim mesmo com letra maiuscula, como quem esta querendo gritar para o mundo, dizer o quanto estou feliz em estar com a minha familia.

Nosso Natal foi assim em clima de alegria e amor. Como foi? Nos 3 so e foi maravilhoso! Senti falta da familia do Brasil e da Espanha? Claro que senti, mas foi nosso primeiro Natal com o Nicolas, que incluiu tudo que tinhamos direito: fomos a igreja, agradecemos nossas vidas a Deus, fomos visitar o Papai Noel, tiramos fotos, Nicolas ganhou presente do Papai Noel, fomos a um almoco com amigos (amigos de varias nacionalidades, rsrs que gostoso foi), tiramos foto na arvore de Natal da Leo e ao lado da lareira (tava frio viu!).

Corremos para comprarmos a mistura para nossa ceia, nos dividimos, eu fiquei no Tesco e o Paulo foi para o Asda... que loucura os supermercados, tive a sensacao que algo iria acontecer muito terrivel, alguma guerra, sabe aquelas coisas de filme... as pessoas desesperadas, comprando as coisas de caixas, muitas coisas pela metade do preco e as filhas gigantes. Eu passei 40 minutos em uma fila de caixa rapido, daqueles em que passa so quem tem 10 itens ou menos.

Nao encontramos o pato que queriamos, nem o porco (que o Paulo queria tanto) e la foi o Paulo para o Waitrose e eu voltei para casa com o Nicolas; la tambem nao tinha e por fim comemos peru, que estava delicioso e praticamente pronto, o Paulo so deu uma incrementada no tempero e colocamos no forno. Fizemos uma maionese, um arrozinho branco e de sobremesa Tiramisu, tambem comprado no Waitrose.

Ceiamos com a nossa arvore de Natal (pequenina) na mesa e uma velinha, que para mim nao pode faltar, ela representa luz, esperanca e nos lembra o nascimento do menino Jesus. Foi bom, muito bom.

Consegui parar agora uns minutinhos, porque o Nicolas dormiu, pois tempo nao sobra. Ele esta lindo, dando muitas risadas, esta muito esperto e faz varios barulhinhos como se estivesse conversando com a gente, tao gostoso essa fase. Estamos curtindo muito, mesmo os momentos mais dificeis estando nos superando. As colicas comecaram a aparecer, ele ja teve 2 bem fortes, e' terrivel. A segunda vez que ele teve colica, foi num domingo e ele chorou mais de 1 hora, fizemos de tudo e nada adiantou e ai depois de meia hora o remedio fez efeito e ele conseguiu dormir, pois estava super cansado. Ele esta um mocinho e ja esta dormindo quase toda a noite, mama a ultima vez la pelas 23h/ 23h30 e so acorda as 5h ou 6h. Que alegria!


***

Nao deu para desejar feliz natal antes, mas desejo que possamos viver o verdadeiro sentido do Natal todos os dias do ano e nao somente no dia 24 de dezembro. Entao, Feliz Natal e que Jesus renasca no seu coracao e na sua vida durante os 365 dias do ano que ja se iniciou. Feliz Ano Novo, Feliz Vida Nova para voce.


Com carinho

Gra

quarta-feira, 12 de dezembro de 2007

Sem tempo....

.... acabei de escrever um post e ele simplismente sumiu. Mas estou sem tempo agora, assim que der eu volto; que raiva nao acredito que isso aconteceu, perder post nessas alturas do campeonato era tudo o que eu precisava.
Estamos bem, so com frio, ofu! que frio. Essa madrugada fez -3 graus Celsius... ai levantar na madruga com esse frio nao e' facil, mas estamos aqui, firmes e fortes. Mesmo porque esse frio e' fora e nao dentro de casa, aqui o aquecedor fica ligado, mas nao passa dos 22 graus, por causa do Nicolas...
Natal... que saudade do calor do BRasil.... gosto dessa epoca, aprendi a gostar. Infelizmente agora nao da para escrever, mas assim que der voltarei.
Beiijinhos nosso
Gra
(*queria muito colocar uns links aqui, de alguns cantinhos que gosto de passar, ler, pessoas especiais que tem me ajudado a crescer... adoro ler, mas nao sei como faze-lo ainda, se alguem quiser me dar uma mao, me ensinar a colocar os links num cantinho do blog, eu agradeco de montao! obrigada ja! Gra)

segunda-feira, 26 de novembro de 2007

40 dias

Nossa parece que foi ontem, mas o Nicolas ja fez 40 dias... estamos super felizes, ele e' uma graca e eu brinco que ele e' meu anjinho cabeludo.
Ao mesmo tempo que parece que foi ontem que nos saimos do hospital, as vezes tenho a sensacao de que ja faz tanto tempo que ele esta aqui (acho que e' quando o cansaco fisico bate).
Ja admite aqui que tenho "medos" e alem do medo do parto, de sair tudo bem conosco (especialmente com o bebe), tinha medo de como seria quando nos chegassemos em casa, se saberiamos o que fazer. Entao deixei que o instinto de mae falasse mais alto e soubesse o que fazer, definitivamente o instinto de pais gritou dentro de nos e aqui estamos aprendendo com nosso anjinho.
Foi assim tambem com o primeiro banho em casa (pois o primeiro banho dele foi no hospital e dado pela parteira para que nos aprendessemos), o instinto materno tambem falou mais alto com o cuidado com o umbigo (meu outro grande medo) e tivemos que cuidar dele por mais tempo que eu esperava - 19 dias - aprendi que nao e' preciso nada para cuidar bem do umbigo, so agua e deixa-lo sempre seco; quando caiu estava sequinho e nao saiu nenhuma secrecao nada.
Nao sei mais o que e' rotina (que bom!!??!!!), cada dia ha uma novidade. Tenho me surpreendido como estamos dando conta de tudo e sozinho. Eu e o Paulo temos nos ajudado muito, estar longe tem essa desvantagem, mas foi nossa opcao, nossa escolha, agora temos que arcar com as consequencias.
Tenho vivido coisas que aprendi, lendo ou vivendo e outras tantas coisas estamos aprendendo na raca. Jamais imaginei que seria tao dificil (infelizmente essa e' a palavra) amamentar.
Como o Nicolas nasceu com quase 4kg ele acabou perdendo 10% do peso e demorou para recupera-lo e ai tanto a parteira como a agente de saude acharam melhor entrar com o leite em po, era tudo o que eu nao queria, mas para o bem dele la fomos nos pegar o esterelizador, as mamadeiras e comecar a fazer mamadeiras e ele com so 20 dias de vida. Agora ja recuperou o peso e ja engordou mais, continuo amamentando e mantendo uma mamadeira a noite (por pouco tempo, eu espero). Tem horas que parece que meu leite nao e' suficiente, tem dias que ele esta mais tranquilo e mama cada 2 horas, ja outros dias ele tem uma "fome violenta" e quer peito a cada hora, alem de dolorido e' cansativo, mas vamos la, estou tentando cuidar da alimentacao, beber bastante agua e ja nao sei mais o que fazer, mas continuaremos tentando; amamentar e' maravilhoso, acho que e' a maior demonstracao de amor que eu poderia dar ao meu filho.
Outra coisa que eu nao queria de jeito nenhum mas nao teve jeito, foi a chupeta. E eu que sempre dizia: chupeta pra que? quem precisa de chupeta sao os pais nao as criancas. Cuspe pra cima e olha onde caiu.... rsrs
Gracas a Deus meu lado mae esta totalmente aflorado e o lado psicologa adormecido, senao eu ja teria enlouquecido. Nem sempre a teoria e' tao facil na pratica e nao existe teoria mais eficiente que o amor, quando estou na duvida e nao da tempo de ligar para alguem para perguntar ou ir atras de algo para ler, eu penso isso e' o melhor que posso fazer para meu filho? entao nao tem como errar.
Nao vou reclamar do tempo, so acho que nesse momento estou priorizando alguem que precisa de nos para tudo: nosso anjinho cabeludo. Sei que e' terrivel passar tanto tempo sem postar, mas nao vou me cobrar tanto senao eu piro. E de verdade nao to afim de me estressar agora nao e nem posso... assim que, quando der eu volto.
Muitissimo obrigada pelas visitas e pelo recadinhos, sempre que tenho uns 5 minutos (raros) dou uma passada nos blogs que gosto, so que nao ta dando mais para comentar, voltarei em breve.
Beijinhos nosso
Gra

domingo, 28 de outubro de 2007

13.10.2007 (ParteII)



....



18h - entramos em trabalho de parto. A midwife preparou um banquinho no chao, pediu que eu sentasse nele e o Paulo sentou atras de mim, na cama e ficou massageando minhas costas, cada vez que vinha uma contracao era um empurrao.





19h - acabou o turno da midwife e ela iria embora ???!!! gracas a Deus essa midwife (que ja nao lembro mais o nome dela), alem de experiente era bem "boss", bem mandona e ai, nao me pergunte o por que, pois nao sei e nao tenho nem ideia do que passou na cabeca dela, ela comecou a chamar a midwife da manha para vim ver como eu estava bem e que o bebe estava vindo, depois chamou o medico, que me examinou de manha. Todos chegavam e diziam "Well done", "muito bem", parabens vc esta fazendo muito bem. E a mid se gabando que estava tudo muito bem, a mae calma, o pai calmo, o bebe calmo e a midwife sem estresse (e eu nao aguentava mais de dor).



Como ela iria embora, veio outra midwife para nos acompanhar, mas gracas a Deus (novamente) o medico teve um pouco de bom senso e ficou conosco ate o final. A mid que iria comecar a 19h nao sabia nada do que estava acontecendo comigo e nos no meio do trabalho de parto, nao daria muito tempo para explicar, entao o medico estava la.



20h20' (+/-) o medico chamou uma outra midwife para acompanhar, e eu ja nao aguentava mais, estava exausta, pedia ajuda, o Paulo do meu lado o tempo todo, nao sei o que seria de mim sem ele. Ele me dava agua, mesmo se eu nao estivesse com sede, a mid mandava, "da agua para ela, ela estava fazendo um trabalho duro". Depois de um tempo, ele viu como eu estava suada e cansada, comecou a passar agua no meu rosto com um paninho, as vezes me dava um beijo na testa, um super companheiro.



Nesse momento o medico dicidiu fazer a episotomia, passou-me um anestesico, e eu nao senti nada, mas ouvi o barulho da tesoura cortando ("tique", que agonia, mas na hora nao pensava).



Entao o medico me ajudou, quando veio uma contracao, eu empurrei e ele com a mao ajudou a sair a cabeca.



20h30' - nesse momento o Nicolas (que e' grandao), enroscou e ficou com os ombros presos. Nao tinhamos muito tempo, eu so soube disso depois, ate entao eu estava sentada, entao deitaram a cama, e a midwife pediu que o Paulo apertasse ou puxasse um botao vermelho, num painel atras da cama. Nisso toca um alarme, como de incendio, a porta abre e entra umas 10 pessoas (pelo menos)... sinto duas pessoas empurrando minhas pernas (nunca pensei que tivesse tanta flexibilidade nas pernas), outras duas empurrando minhas barriga, outra veio e me deu a mao, dizendo que ia dar tudo certo... tinha mais gente ao lado do medico e eu so via o branco do teto, quando de repente....



20h33' - o Nicolas nasceu, numa das minhas ultimas contracoes e com a ajuda dessa galera que apareceu. Senti so o sair dele, como um "plub..." e depois um liquidao escorreu, quente. As contracoes continuaram, mas ja nao eram doloridas, me aplicaram uma injecao na mesma hora na coxa, doloridinha viu, porem eu ja nao me importava estava preocupada com o bebe. O Paulo conseguia ve-lo, eu nao, entao eu pedia para ele ir com o bebe e ele dizia "eu estou vendo-o, nao se preocupe". Segundos depois ouvi um chorinho lindo, comecei a chorar tambem e em seguida o troxeram para mim, colocaram -o no meu peito, nos ficamos la um tempinho. Levaram-o, limparam-o e la estava eu la de novo com meu filho, deitado no meu peito e agora procurando meu seio para mamar, que sensacao boa.



20h38 - a placenta saiu, uma medica ja estava la esperando, e comecou a cuidar de mim.



Foi tudo muito rapido no final (mas parecia coisa de filme, documentario, nao sei), eu cansadassa, com uma dor nas pernas, das 2h30 ali aberta, no final me deu uma caimbra nas 2 batatas das pernas, so eu mereco essas coisas mesmo. Mas passou, e' incrivel como esquecemos a dor do antes, quando depois temos nosso bebe no colo.



22h - tomei banho, fomos para a enfermaria e o Paulo foi embora.



Nao consegui dormir, cochilei, mas nao dormi, nao parava de olhar para o Nicolas. Por conta desse estresse do final a respiracao dele estava sendo pela boca, eu fiquei com muito medo que ele se engasgasse, entao ficava olhando para ele o tempo todo. Como ele enroscou na hora de sair, na hora de examina-lo perceberam que ele estava com os bracos um pouco "bobos", sem muita forca, talvez por eu ter tido febre, ele nasceu com a temperatura um pouco alta, nao era febre mas um pouco mais alta do que a esperada para recem-nascidos, por conta de tudo isso ele teria que ficar em observacao 24h. Ficou ao meu lado o tempo todo, mas a cada 2h vinha uma pediatra ou uma midwife examina-lo.



Bom esses posts ficaram gigantes, mas queria deixar registrado aqui, minha alegria e felicidade ao ver meu filho, apesar de toda essa aventura....!!!



Nicolas nasceu dia 13.10.2007 as 20h33 (horario de Londres), pesando 3,980kg, medindo 60cm e recebeu apgar 8 no primeiro minuto e 10 no quinto minuto.



Estamos nos adaptando, mas posso dizer que sou a mulher mais feliz do mundo, ele e' lindo, maravilhoso e com a ajuda do Paulo nao poderia ser melhor. Nao sei o que seria de mim sem ele, quer dizer, agora sem eles, meus homens.



Nossa familia esta completa, a obra de arte da minha vida esta se completando com muitas cores, sabores e amores. Amo muito esse menino.



Obrigada a todos pelas mensagens carinhosas (obrigada especial a Samantha, Gisele e Eliana) e muitissimo obrigada pelas oracoes, com certeza elas nos ajudaram muito. Quando estava la empurrando, que ja nao aguentava mais, meu rosto adormeceu, formigava de tanta forca que eu fazia, assim como minhas pernas, naquele momento eu pensava, Deus esta aqui conosco, seus anjos estao aqui nos acompanhando vai dar tudo certo e deu. Obrigada Senhor, eu confio em Vos.






Beijinhos nosso



Gra



quinta-feira, 25 de outubro de 2007

13.10.2007 (Parte I)

Depois de passados alguns dias, consegui por fim, sentar para relatar meu parto... e o encontro (fantastico) com nosso pequeno anjinho cabeludo (ele e' lindo, sim ja estou me sentindo uma mae coruja, babona e muito mas muito feliz).

Entao foi assim...

Tudo comecou na sexta, dia 12/10, acordei com um pouco mais de incomodo que os outros dias e uma sensacao estranha, medo (acho que esse e' o nome certo) e as 7h45 quando o Paulo saiu para trabalhar, tentei me segurar e pela primeira vez, chorei, nao queria ficar sozinha, tinha medo que a dor aumentasse e ele nao estivesse perto para me ajudar. Ele, como sempre calmo, nao disse nada, saiu, foi trabalhar e uma hora depois ligou para saber se estava tudo bem.

Passei o dia com uma dor na barriga, em baixo, mas era uma dor constante, e nao uma dor que ia e vinha. Quando o Paulo chegou comentei que estava com dor e que o bebe havia mexido pouco (3 vezes so!); ele percebeu minha cara e ligou para o hospital, explicou nossa situacao e por eu estar de 39 semanas e 1 dia, nos mandaram ir para o hospital. E la fomos nos, devagar consegui ir andando ate o ponto e fomos de onibus, tranquilamente, so nao conseguia sentar, pois a dor estava la.

Chegamos por volta das 20h no hospital e a midwife mediu minha pressao, pediu para eu deitar, escutou o coracao do bebe e meu um empurrao na minha barriga, que o Nicolas pulou do outro lado, ela, educamente (para nao dizer secamente) disse: "Ele mexeu, ta bem, vc viu?". Eu calmamente so olhei para ela e disse: "Que bom ne? mas eu continuo com dor..." e devo ter feito uma cara bem feia, que nem eu sei como e', mas queria ser examinada melhor, e nao uma coisa de 2 minutos. Por conta da nossa insistencia nos mandaram para a Maternidade (ja que a Clinica Antenatal ja estava fechada), e la esperamos ate que nos atenderam e a midwife (outra) fez um exame de toque e constatou que eu estava com 1cm de dilatacao. Monitoraram o coracao do bebe (ctg) e as constracoes.

Como as constracoes estava muito espacadas nos mandaram para casa e disseram para observar, qualquer novidade voltar pois poderia demorar de 10 a 20 horas para entrar em trabalho de parto, era imprevisivel e o melhor seria estar em casa e la fomos nos. Agora de taxi pois a dor continuava la e eu estava cansada e o Paulo tambem. Isso ja era 1h30 da manha do sabado.

Chegamos em casa, comemos algo e cama.

3h - deitamos, mas nao consegui dormir, a dor foi aumentando, apertando e eu levantava da cama cada 10 minutos para ir ao banheiro e notei que estava perdendo liquido.

5h- ja estava cansadona, por nao dormir nada e levantar tanto, porem fui ao banheiro e comecei a ter diarreias...

7h - o Paulo acordou, quer dizer levantou, ele dormiu bem pouco, pois cada vez que eu ia ao banheiro e voltara ele perguntava: "Tudo bem?"

8h - ligamos para o hospital, para informar como haviamos passado a madrugada, pediram que fossemos para la, enquanto o Paulo ligava eu comecei a vomitar (coisa rara, nunca vomito, tanto que lembro de ter vomitado uma unica vez na minha vida, ate esse dia!). Imagina meu estado, com diarreia e vomitando, sem dormir e ja nao consegui tomar cafe da manha.

Fomos para o hospital de taxi e chegando la, precisamos de uma cadeira de rodas, pois minha dor embaixo na barriga tava incomodando para andar direito.

8h45 - chegamos a Clinica Antenatal, que estava fechada (abria so as 9h30), mas gracas a Deus, havia uma midwife la ja, e viu meu estado, contamos o que havia acontecido e ela me fez outro exame de toque. Minha bolsa havia rompido e eu estava com 3cm de dilatacao, e as constracoes estavam 2 a cada 10 minutos, ja nos encaminharam para a maternidade e me internaram.

Fizeram exames de rotina, pressao, coracao, temperatura, colocaram a maquina (ctg) para controlar o coracao do Nicolas e as minhas contracoes e eu continuava com diarreia e vomito. Ja nao tinha mais o que colocar para fora, bebia agua e vomitava.

Me deram um remedio para cortar o vomito, na veia e depois de 15 minutos remedio para aliviar a dor - Paracetamol - 15 minutos depois la estava eu no banheiro vomitando outra vez.

10h - entraram com o soro, eu estava desidratando e minha temperatura comecou a subir, 37,5oC, 38oC, 39oC. Chamaram um medico (obstetra), que me examinou (so tocou na barriga, apertou, apertou) e disse que o Nicolas era grande e para minha febre receitou antibiotico.

Nesse intermedio de tempo, a midwife me deu um gas para tentar aliviar um pouco a dor, mas ele era um pouco doce (para mim, claro; que estava de estomago vazio), tentei respira-lo, porem nao consegui voltei a vomitar, desisiti de tentar usar esse gas. Tentaram de tudo para ajudar a aliviar a dor, ate uma sonda colocaram para esvaziar minha bexiga, pois havia a possibilidade de eu estar com a bexiga cheia e nao estar conseguindo esvazia-la direito, por isso da dor, mas nada, nem a sonda, nem remedio, nada fazia a dor passar.


13h- outro exame de toque: 4cm de dilatacao, ai que dor, que nao passava.

14h- me mudaram de quarto, onde o bebe nasceria, o Paulo preparou a banheira para mim (a mid mandou), enquanto ela me aplicava o antibiotico na veia (que doeu!) e depois mandou eu ir para a banheira para relaxar, o Paulo aproveitou foi para casa buscar nossas malas. O banho ajudou a relaxar e diminuir um pouco a dor de baixo, mas as contracoes continuavam vindo e indo. E com essa midwife nao teve conversa nao, tive que usar o gas para aliviar a dor, nao senti muita diferenca, so sentia meu rosto adormecendo, parece que eu estava um pouco grogui, nao sei.

17h45- outro exame de toque, minha temperatura ainda alta, e durante o exame de toque a midwife pediu que eu empurrasse umas 3 vezes e la fui eu. Quando ela terminou nos disse: "10cm, voce esta totalmente dilatada, ira entrar em trabalho de parto agora". ???!!!???? Eu disse que queria a epidural (anestesia) e ela simplismente disse: "Nao da mais tempo".

.... respira que a continuacao vem no proximo post....

quinta-feira, 11 de outubro de 2007

39 semanas!


Puxa hoje estamos completando 39 semanas, realmente o tempo passa voando. Estava revendo umas fotos e parece que foi ontem, era dia dos namorados por aqui, em fevereiro, que descobrimos que estavamos gravidos... e agora falta so mais alguns dias.


A data prevista para o parto e' 18/10, mas sempre achei que ele nasceria antes. Pela medica do Brasil a data maxima era 08/10, entao se eu estivesse por la, ja estaria com meu pequeno nos bracos, mas tambem teria entrado na faca, cesaria mesmo e isso era e e' tudo o que mesmo quero.


Apesar das dores, as contracoes ja comecaram, as colicas, as dores nas costas, as cores quando ele mexe (e ele mexe muitoooo ainda), nao ter mais o que fazer, estar em casa parada; apesar de tudo isso, prefiro estar esperando meu parto normal. Se Deus quiser conseguiremos... agora e' so esperar a natureza agir.


Uma vez precisei ir para o hospital, pois estava com muita dor na virilha e me fizeram varios exames entre eles o Papa Nicolau e eu aproveitei e perguntei para a midwife se ela achava que eu tinha condicoes (abertura, quadril largo e essas coisas todas) para ter um parto normal e ela simplismente respondeu: sim e ja foi dizendo que sabia que no Brasil era pratica comum as mulheres marcarem cesaria e tudo mais, depois comecou a falar das vantagens do parto normal. Confesso que fiquei surpresa, pois nao imaginava que eles tinha ideia da realidade do BRasil, pensei depois: que importancia isso tem para eles. Mas a parteira se mostrou muito informada e com a certeza de que eles, por aqui, estao no caminho certo.


Tudo bem, agora e' so esperar... o medo bate forte, varias duvidas muitas vezes me tiram o sonho, mas sao reunas minhas, eu sei. Sao os infelizes "seras", que sempre rondam minha vida:


*sera que terei forcas para a hora do parto?

e antes tem outro sera

*sera que saberei quando chegar a hora?

*sera que conseguirei amamentar?

*sera que meu filhote vai reconhecer minha voz?

*sera que ele vai gostar de mim?

*sera que serei uma boa mae?

*sera, que sera que sera???


Mas por hoje chega, essa madrugada, parece que muda a lua e quem sabe amanha nao vamos para o hospital.... estamos na espera.


Agradeco a todos pelo carrinho, pelas mensagens de apoio, os telefonemas, as mensagens pelo celular (cada uma que chega e' uma festa). Sei que tudo isso tem nos ajudado a manter a calma e a confianca em Deus.


Apesar da distancia sinto a presenca de cada um ao nosso lado, ao meu lado.


Saudades de todos, mas na expectativa de que logo, logo nossa familia estara completa.


Assim que der volto para dar noticias

Gra


(contamos com as oracoes de todos, sempre sao bem vindas!!!)



terça-feira, 9 de outubro de 2007

Mudancas....

Nao sei o que e' mais dificil, mudanca fisica/ territorial ou mudanca psicologica?
Parece que soa nada a ver essa questao, mas e' algo para se pensar.
Estive offline por quase um mes (ufa, quanto tempo!!!), mas confesso que for um lado foi bom, otimo, excelente. Por que? Porque e' preciso ter cuidado com a internet, como tudo na vida, excessos faz mal... e a tal da Srta. Internet vicia.
Mudamos.... de casa, ai que cansaco. Agora ja esta tudo no lugar, mas nao foi facil, poderia ter sido pior, porem conseguimos nos organizar, encaixotar tudo, arrumar malas, dar coisas embora e mudar. Depois vem aquela outra parte, tambem cansativa, desafazer caixas, malas, colocar coisas no lugar, dar mais coisas embora, pois nao temos espaco e se adaptar.
Ai vem as mudancas psicologicas, a adaptacao... a primeira semana fui umas 3 vezes perto da onde moravamos... havia algo por ali que nao me deixava estar aqui por completo. Pode ser porque foi o primeiro e unico lugar onde eu havia morado, desde que cheguei em Londres ou talvez por ser maior do que onde estamos morando agora ou ainda por saudade das coisas boas que vivemos ali.... nossas comidinhas, o casamento, os Natais e virada de ano, as idas e chegadas ao Brasil, saber que estava gravida... muitas coisas.
E para ajudar ficamos, literalmente, fora do ar, desconectado do mundo, por um tempo... sem tv, sem telefone, sem internet.
...Silencio total. Paz interior...
Engracado isso ne? Foi bom, tivemos mais tempo para nos, alem do que tinhas muitas coisas para fazer e agora que tudo ja esta mais ajeitado e novamente estamos conectados ao mundo, aqui estou eu.
Quero voltar, se der ainda hoje, para contar como estamos, eu e o Nicolas, falta tao pouquinho agora... nao vejo a hora de ve-lo, mas isso fica para outro post, porque pelo que tenho lido, post grande e' chato, entao quase todos os meus sao chatos... rsrs
Ate mais
Gra
(barrigudona, quase expodindo.... e com dor, ai, ai terca-feira)

segunda-feira, 27 de agosto de 2007

Tem coisas que so a vida ensina....

Nao sei dizer exatamente quando foi a data especifica que tudo comecou, quando foi o momento de transicao, mas sei que ja faz 3 anos ou um pouco mais. Desde quando decidi vir para Londres, para passar uma temporada aqui. Foi naquele momento que as coisas comecam a acontecer.... Foi naquele momento que a Graziela neta, filha.... transformou-se, como no processo da metamorfose, na Graziela mulher, companheira e mais responsavel do que ja era, porem de uma forma diferente.
Responsavel acredito que sempre fui. Comecei a trabalhar cedo, muito cedo, aos 12 anos, enquanto deveria estar brincando, estava trabalhando e estudando, lembro de dias de cansaco, estafa, com 12/ 13 anos. Nao me arrependo de nada, ao contrario agradeco a Deus por isso.
Essa mesma Graziela foi muito responsavel quando resolver tirar a carta de motorista, pois um ex namorado bebia e ela tinha medo... medo de perder a propria vida, entao enfrentou o medo do exame, reprovou a primeira vez por nervoso (TPM e minutos antes do exame, recebeu a triste noticia de que um amigo havia falecido no dia anterior, emocionalmente abalada, nao conseguiu dar uma volta no quarteirao, amarelou assumidamente), na segunda tentativa, quase um ano depois, o examinador queria um "cafezinho" ela se recusou e teve que esperar mais um mes para tentar de novo e ai conseguiu... ufa ate que enfim.
Porem a essa Graziela ainda faltava algo, cuidados... cuidar da casa, de alguem para cuidar e cuidar dela.
Experiencias que a fizeram crescer, foram varias: a primeira vez que saiu de carro, a batida, os estagios no hospital psiquiatrico em Ribeirao (inesqueciveis)... esses a fizeram crescer e valorizar a vida de uma maneira impossivel de descrever, as perdas..., os dias que conseguia ir no "sopao" com a galera da igreja, as noites de Natal que ia levar comida as moradores de rua..., todos os foras que levou, todas as portas fechadas na cara, e as manhas interminaveis nos cursos que ministrava para professores (que na verdade nao queriam refletir, so queriam receitas prontas... foi dificil, mas pelo menos uma grana deu para ela economizar. Ela faria isso outra vez? Nao, nao daquela forma, nao para vender um material que ela nao acredita - e nao acreditava - nao.... daquele jeito nunca mais). Muitas coisas boas aconteceram.
Porem Londres tem sido a escola da vida, tem coisas que so a vida ensina e aqui tem sido tudo isso ao mesmo tempo para mim. Aprendi a cuidar de mim, aprendi a cozinhar, porque se eu nao fizer nao tenho para comer, aprendi a me valorizar como pessoa, como mulher... sao muitas coisas e eu agradeco muito por isso... aprendi tantas coisas, aprendi a me respeitar, acreditar nos meus sonhos e ir atras e agora o maior deles esta se realizando (falta pouco menos de 8 semanas).
Mais uma transformacao acontecera na minha vida, outra grande metamorfose: a Graziela filha agora sera a Graziela mae... que delicia. Nao vejo a hora. Sou feliz por isso, estou feliz por isso apesar de todos os medos, apesar do medo do desconhecido, como sera essa grande hora???
O Nicolas tem sido motivo de muitas alegrias e olha que ele ainda nem deixou a casinha dele.
Com certeza ele esta chegando trazendo mais colorido para minha vida, para as nossas vidas... junto com seus olhares, suas carinhas, seus chorrinhos, e tudo mais que nos temos direito...
Sou feliz por te-lo aqui, crescendo, chutando e brincando dentro de mim. Nao imaginava que a maternidade poderia ser tudo isso de bom....

Gra
Mulher e futura mae .... em algumas semanas..... e o principal: feliz da vida!

quarta-feira, 15 de agosto de 2007

E la se foi...

...mais um Dia dos Pais e eu longe do meu pai... acho que esse foi o principal motivo que me fez nao aparecer por aqui para postar... a saudade aperta no peito. Falei com ele por telefone no sabado, tentamos manter algumas coisas que acreditamos ser importantes, como datas festivas, especialmente os aniversarios, mas e' dificil. A voz dele esta cada vez mas rouca e a minha vontade de estar la perto era enorme.
Varias recordacoes passaram pela minha cabeca, almocos, churrascos, cafes da manha, as festas para os pais da escola que eu trabalhavam (nosso como me emocionava ao ver os pais, abracando, beijando e se emocionando com seus filhos... e infelizmente nessas horas, sempre lembrava que meu pai nunca teve tempo para ir as minhas festinhas na escola....). Nesse momento em que lembrava de tudo isso, me dei conta de algo que me fez pensar... quantas vezes estavamos juntos mas separados. Cada um no seu mundo, com suas preocupacoes. Quantas vezes almocamos juntos nos dia dos pais, mas nossas conversas eram tao superficiais ou no fim acabavamos na sala cada um num sofa, vendo tv e meu pai acabava dormindo.
Lembro muito pouco do meu pai num parquinho comigo, num circo, no cinema (acho que nunca)... mas me lembro bem uma vez que eu tinha quase 15 anos, dormi na sala e ele veio tentar me pegar no colo para levar-me a cama; quando chegamos no quarto e eu estava na cama, ele ajeitou a coberta, me deu os 3 beijinhos costumeiros dele e disse, como todas as noites, quando podia dormir mais perto dele "durma com os anjos"... para por aqui pois as lagrimas ja nao me deixam enxergar.

No domingo fomos a um churrasco e passamos sem nos darmos conta que era dia dos pais. Cumprimentei o Paulo e desejei o melhor para ele para que ele possa ser um paizao para o Nicolas, talvez o que nossos pais nao foram para nos, nem melhor nem pior. Mas ele, como ele e', dando o melhor dele.
Gra

quinta-feira, 2 de agosto de 2007

O tempo passa voando...

Ja estamos em agosto, o mes de julho acabou e eu nao consegui vir aqui nenhuma vez, que vergonha. Mas para que as coisas fluam melhor na minha vida, decidi nao me cobrar tanto, nem exigir tanto de mim mesma, sera melhor para mim, para o Nicolas e com certeza para o Paulo.
Entao nao me estressei, nao deu para postar nao deu, infelizmente, mesmo porque esse mes fiz tantas coisas... ufa, que deu para cansar, ainda bem que esta chegando a semana de ferias.
Gracas a Deus esse mes trabalhei quase todos os dias, que bom! Na verdade so faltei dois dias e sai um mais cedo, mas.... porque:
*um dia sai de casa com um mal estar terrivel, nao sei explicar mas nao estava bem, acordei um pouco estranha, fui trabalhar desci do metro e achei que nao chegaria na escola, minha cabeca doia muito, estava um pouco tonta, com vontade de vomitar. O trajeto que, normalmente faco em 10 minutos caminhando, demorei 30, achei que nao chegaria, parei umas 5 vezes no meio do caminho e chegando na escolas as meninas disseram que eu estava sem cor, deitei um pouco e como depois de meia hora nao passou, chamaram uma ambulancia, la fui eu para o Royal Free Hospital, com uma crise de enxaqueca daquelas. Foi a primeira na gravidez... e espero que seja a ultima. Como nao ha muito o que fazer, descancar, beber bastante agua e se precisar Paracetamol, so.
*o outro dia, faz uma semana e meia, no domingo comecei a sentir dor de ouvido (nem lembrava mais como era essa dor, faz tanto tempo que tive, mas e' terrivel), segunda doeu um pouco a noite, e na terca comecou a noite e durou toda a madrugada, a manha e quando fui trabalhar ao meio dia, nao estava aguentando, comecei as 12h e as 14h30 sai para ir para o medico. A medica disse que era um virus e que meu ouvi estava um pouco inflamado, me deu umas gotinhas e casa. Na quinta ainda doia, que mal podia comer direito, fiquei em casa.
Fora isso estou bem, o Nicolas mexe muito, e' muito bom. Ja temos a mala dele para a maternindade quase toda pronta e agora comecarei a minha.
Teremos que mudar e tudo isso tomou muito nosso tempo, mas tudo dara certo, nao era o que eu queria, mas vamos la, mudancas fazem parte da vida.
Semana que vem estou de ferias, ai que delicia e quero terminar de arrumar tudo, mas se der volto para escrever mais, pois ganhamos uns presentes super bonitos e uteis.
Um abraco e que a luz do sol que esta por aqui, agora, antes tarde do que nunca, posso enxer sua vida de vida de alegria.
Gra

**Essa foto e' de 07/07/2007, a casinha do Nicolas, acho que ja consegui engordar um pouco mais, hoje estou entrando na semana 29, so faltam 11.... ai que friozinho na barriga. Porem sei que Deus tem cuidado de mim, tem cuidado de nos e cuida de voce tambem. Gra

segunda-feira, 25 de junho de 2007

Razao do meu viver

Dia 31 de maio foi um dia mais que especial, alem de saber que estava tudo bem com meu bebe, ficamos sabendo tambem que e' um meninao, sim, serei mae de um menino!!! Que lindo. Nessa foto o Nicolas esta com o dedo indicador para cima, eu brinco dizendo que ele ja esta mostrando quem e' que manda na casa.
A emocao foi muito grande... ainda falta algumas semanas para podermos te-lo em nossos bracos, nessa foto ele estava com 20 semanas, agora ja estara maior pois ja estou de 23 semanas e 4 dias... mas e' maravilhoso senti-lo chutando, dando soquinhos, solucando ou simplismente se mexendo.
Sempre sonhei em ser mae, sempre quis ter meu filho para poder dar o meu melhor para ele, o meu possivel e na hora certa Deus nos concedeu essa grande graca.
Ele e' a razao do meu viver. Tudo que faco agora e' pensando se sera bom, primeiro para ele, depois para mim.
Faz tempo que nao escrevo, infelizmente minhas dores nas costas nao queria ir embora, e tivemos que voltar ao hospital, pela segunda vez. Para minha alegria uma medica indiana e com muita boa vontade nos atendeu, e me examinou da cabeca aos pes, por fim descobriu o por que das dores, estou com uma inflamacao entre duas costelas, como ja faz mais de um mes, disse que me daria um remedio mais forte, mas que com ele iria passar. Receitou me tambem, massagem aromatica e algum esporte para relaxar, pois estava muito tensa.
Quando ela disse remedio mais forte a primeira coisa que perguntei foi: nao fara mal ao bebe, e ela disse que nao. O remedio era forte mesmo, Morfina, mas aliviou a dor, fiz uma massagem relaxante e estou tentando nao estar tao tensa, tem ajudado.
Vou me esforcar para vir aqui uma vez por semana ou a cada duas, aproveitar por enquanto que ainda consego estar um tempinho aqui. O tempo passa voando e logo, logo ja nao aguentarei estar tanto tempo sentada... mas nem me importo, o importante e' que o Nicolas esta bem e que tudo saira bem no final, afinal esse presentao de Deus nao nos e' dado todos os dias, temos que aproveitar!
Obrigada meu Senhor e meu Deus pelo nosso filhao!

terça-feira, 29 de maio de 2007

29 de maio

Hoje e' o dia do aniversario do meu pai... alem de estar longe, sei que ele nao esta muito bem e esta internado, talvez nem consiga falar com ele por telefone. Isso me deixa extremamente triste, mal de verdade. Estou tentando nao pensar, nao ficar triste, por nos.

Sei que tudo que eu sinto o bebe sente. Entao o unico que tenho a fazer e' continuar pedindo a Deus que cuide dele, e que faca a vontade D'Ele na vida do meu pai.

Eu o amo de paixao... ja pensei em ir para la, sei la, largar tudo e ir embora, mas nao posso, e tambem nao iria fazer muita diferenca eu estar la ou nao, meu coracao e meus pensamentos estao la ao lado dele o tempo todo. Pai te amo muito, o senhor sabe disso. Sei que nunca ira ler esse espaco, mas te amo, ja te disse, ja demonstrei e acredito que o melhor presente que eu poderia te dar esta aqui dentro de mim, crescendo... claro que vc gostaria que eu estivesse por ai, mas nao da, agora nao.

....

Deus cuida de nos e tem cuidado de ti.



Dia 31 - quinta feira - temos um ultrasom marcado para as 11h30', queremos ver e saber como esta nosso bebe, peso, tamanho, confirmar a idade gestacional e quem sabe consigamos saber se teremos no nossos bracos a "Mariana" ou o "Nicolas", so Deus sabe e nos confiamos N'Ele.



Otima semana para todos nos, se possivel com menos dores
Gra

segunda-feira, 21 de maio de 2007

1o. Dia das Maes, 1o. mexida, 18 semanas e entramos no 4o. mes dia 18 de maio... ufa quantas coisas boas ao mesmo tempo!!!

Foi exatamente tudo isso ao mesmo tempo, digamos na mesma semana. Mas foi bom, meu primeiro dia das Maes (que emocao!), primeiro de muitos que virao, se Deus quiser. Na quinta, entramos na 18o. semana e logo cedo fomos presenteados com umas mexidas muito fortes, chamei o Paulo e quando ele colocou a mao na barriga nao acreditava: "Ta mexendo mesmo!" e ai ficamos os dois igual bobos rindo a toa, foi tao gostoso essa sensacao, parecia que o bebe tava dando cambalhotas, que alegria!
E na sexta dia 18 de maio entramos no 4o. mes.... parece que agora as coisas comecam a ficar mais tranquilas, apesar de que cada dia e' uma novidade diferente. Eu me sinto muito melhor, apesar de nunca ter vomitado so as vezes alguns cheiros me davam um mal estar. A barriga ja esta mais parecida com de gravidinha - iupi! essa parte e' boa - e outro dia ja me deram lugar no metro, para eu sentar.
Minha mae mandou a meia Kendal e comecei a usa-la o que esta ajudando bastante tambem, e nos estamos aqui, entre umas mexidinhas mais forte aqui outra ali, feliz da vida. Estou tentando comer mais e talvez mais algumas semanas (2) ja consigo chegar nos 52 quilos, para minha alegria e menos desespero com esse tema alimentacao.
Acho que por enquanto era isso.... as dores nas costas sao minhas amigas inseparaveis. Alias sinto falta de amigas... sinto saudade do Brasil, snif, snif... nao posso ficar mal pois o bebe senti tudo; mas um dia voltaremos e talvez antes do que eu imaginava, gracas a Deus!
Assim que der volto para contar mais novidades, hoje ainda vou tentar ir ver alguns detalhes sobre natacao, ira me fazer bem, nao so para mim, mas para nosso (a) pequeno (a), tambem.
Ate mais
Gra

terça-feira, 8 de maio de 2007

16 semanas

Ja entramos na 16o. semana, nossa como passa rapido.
Gracas a Deus tenho me sentido bem, desde o comeco, so que agora meu paladar ja esta normal novamente, antes nao sentia o gosto de algumas coisas, agora nao mais, ja sinto tudo. Minha vontade louca de comer azeitona tambem passou, que bom, estavamos com medo da pressao alta.
Aos poucos as coisas vao se encaminhando e vamos aprendendo a conviver com as mudancas, que sao quase diarias. O Paulo tem me ajudado muito, principalmente com as minhas dores nas costas. Essas sim, estao tristes. Parece que estao abrindo minhas costelas, e elas tambem sao diarias, mas piores durante a semana, pois faco mais esforco.
Apesar dessa dor, do meu peso baixo, nao consigo engordar e da falta de postura para dormir, estamos muito felizes. Eu estou feliz da vida, cada vez que olho minha barriga, cada vez que sinto uma vibracaozinha perto do meu peito, e' tudo tao gostoso.
Deus com certeza e' maravilhoso.
Estamos contando os dias e as horas para podermos fazer o ultrasom, nao vejo a hora de ver nosso bebe de novo e talvez dessa vez de para saber se e' menino ou menina, nao que isso seja importante e desde o comeco eu disse que nao queria saber, mas se der para saber tudo bem, senao tudo bem tambem. Nascendo com saude e' o que importa.
Mais uma semana esta ai, semana que vem volto contando as novidades.
Hoje e' o aniversario da minha vo, queria estar la, para dar um abracao nela, mas... ligarei a noite, sei que ela ficara feliz. Nessas horas e' que sinto vontade de estar la, como estou aqui faco o que posso.
E domingo e' dia das maes, logo, logo ja estarei comemorando esse dia tambem! Iupi! Meu pai ja me deu os parabens antecipado fiquei super emocionada e quase chorei :), pra variar um pouquimho.
Bom vou nessa que tenho umas tantas coisas para fazer e o tempo passa voando.

quarta-feira, 2 de maio de 2007



Foi a primeira vez que levantei as 2h30 da manha para buscar alguma coisa na geladeira. Foi engracado, nunca imaginei que passaria por isso, mas passei. Acordei, bebi um copao de agua e ataquei um pedacao de pizza e depois uma pera, que combinacao. Escovi os dentes e voltei pra cama. Nossa que sensacao boa, de fome saciada... que delicia!
No outro dia fomos na primeira entrevista com a midwife (a parteira, que nos acompanhara durante toda a gestacao), foi tudo tranquilo, so que ela acha que pela minha altura (1,60) estou muito abaixo do meu peso, me encaminhou para o nutricionista, da-lhe comer mais. Ai espero conseguir, ja tentei comer um pouco mais do que eu como, mas e' horrivel a sensacao de estar empanturrada! Vou continuar tentando e buscar algumas dietas para engordar... rsrs ai meu Deus dai-me forca e fome!!!
Semana que vem vamos fazer outro ultrasom e se estiver tudo bem como o bebe, como eu acredito que esta nao tenho porque me desesperar.

terça-feira, 24 de abril de 2007

Novidades.... das ferias!

Como e' bom sair de ferias, e bom mesmo e' quando podemos sair... e fui o que eu fiz. Agora estou aqui para contar um pouquinho de como foi tudo isso. Alias sai de ferias de quase tudo, mas especialmente da internet, como isso me fez bem, essa coisa vicia e como dizia o Pe. Leo, muitas vezes e' infernet isso sim.
Junto com as ferias aconteceram coisas sensacionais que eu fui aos poucos soltando por aqui, agora ja nao tenho mais porque nao contar, mas estou feliz da vida, Deus me abencoou com a graca de poder ser mae. Iupi, iupi, boa!
Boa e' assim que eu estou! De tanta felicidade e foi assim que eu fui viajar, sem muita vontade e ao mesmo tempo morrendo de vontade de ver todos e voltar logo para casa e foi assim que tudo aconteceu.
O calor estava sufocante, achei que nao iria aguentar.
Apesar disso foi otimo ver a familia, meu irmao e minha prima de cara no aeroporto, ver minha vo, meus pais, meus tios, as meninas, minhas amigas e amigos... tudo muito bom.
Aproveitei e comi pizza, pastel, churros, andei por Sao Caetano, encontrei pessoas que nao estavam nos meus planos, mas mesmo assim foi tranquilo. Tive um pequeno sustinho, havia pensado fazer um post so sobre isso, mas nao vale a pena, ja passou ja estamos bem e isso e' o que importa. Vi nosso bebe e vim embora.
A viagem foi cansativa, chegou uma hora que eu ja nao tinha mais postura. Na volta foi um pouco melhor, parei por 7h em Portugal e dei um passeio por la, que lugar lindo. Vim embora um pouco mais descansada, digamos assim.
Voltei com uma mala de presentes para o nosso bebe, muitas novidades e o ultrasom, que vimos umas 10 vezes no minimo.
Sao tantas mudancas... agora minha fome ta comecando a apertar, e a dor nas costas esta me deixando louca assim como a dor de cabeca. Gracas a Deus, nao tive enjoos, nao vomitei nem uma vez e ate agora nada de vontade. So sinto muita vontade de comer coisas salgadas, os doces, chocolates, bolachas e essas coisitas que eu sempre gostei, nao sinto falta nenhuma.
Com certeza a gravidez esta sendo uma grande bencao de Deus na nossa vida, nao so para mim, mas para o Paulo tambem. Obrigada Senhor por nos conceder mais essa graca.
Nossa vida esta ficando a cada dia mais colorida.

segunda-feira, 12 de março de 2007

Agradecimento

Eu so tenho motivos para agradecer, apesar da gripe que me pegou, pela primeira vez nesse inverno... que bom, que ela so veio agora (na ultima quinta) e ja esta indo embora.
Muitas vezes acho que nao sou merecedora de tudo que Deus tem me concedido... de verdade, tenho tanta coisa para melhorar, estou tentando, mas acho que nao merecia tudo isso.
Tem tantas coisas boas acontecendo. 2007 e' meu ano, gloria a Deus por isso. Marco e' o mes, mas outubro sera o melhor mes do ano, desse ano de 2007 e do resto da minha vida.
Minha cabeca esta com milhoes de coisas ao mesmo tempo; gosto quando isso acontece, sei que depois 1% de tudo isso se realiza no tempo que eu gostaria, mas nao importa, sao pensamentos, estao la guardados e uma hora acontecem, estou correndo atras disso, e esperando o tempo de Deus que eu sei que e' um tempo totalmente diferente do meu tempo.
"Se muitas sao as tribulacoes, muitas serao as consolacoes";
gosto muito dessa frase, pois tenho vivido isso. Sei que Deus tem cuidado de mim e da minha familia, que ai incluo alguns poucos, mas bons amigos, alguns de todos os dias, alguns de oracoes, outros que simplismente somem, mas Deus tem cuidado de todos nos e na hora certa sei que saberei o que, exatamente, aconteceu. Nao tenho pressa, tenho fe, muita fe.
E lembre-se "Se muitas sao as tribulacoes, muitas serao as consolacoes!"
Quero sol, mar, agua de coco, pizza - muitas pizzas, com suco - muitos sucos, pastel da feira, churros da feira, do shopping - de onde for nao importa, churrascarias - ai que delicia!!!, Talento Branco, Suffler, pacoquinha, horas deitadas no sofa - fazendo nada, FNAC, 25 de marco, mercado municipal, encontrar amigos - horas de conversassss , sorrisos e muita alegria nessas ferias e' so isso que eu quero e la vou eu! E eu vou la, vou la, vou la... depois conto como foi!
Aproveite as oportunidades que aparecem na sua vida as vezes elas aparecem uma vez so!

segunda-feira, 19 de fevereiro de 2007

Alegria... Alegria!

Tem coisas que acontecem sem explicacao,
e' como se um dia de manha eu tivesse acordado e tudo tivesse se transformado.
Eita sensacao boa!
Assim estou eu.
Quero esperar mais um tempo para poder gritar ao mundo inteiro o motivo de tudo isso;
mas sei que nada sera mais igual.
Esse ano, com certeza sera e ja e' o ano da minha vida, o ano da nossa vida. Gracas a Deus o Paulo esta muito bem tambem, trabalho novo, nova qualidade de vida. Eu... aqui como sempre, quem me conhece sabe como eu sou, na minha, tranquila e feliz.
Essas ultimas semanas passaram voando e marco ja esta ai'... ai ai, as vezes nao quero nem ver, outras nao vejo a hora de chegar... aquele momento bom do aeroporto, voltar a minha casa, a casa da minha vo, cores, cheiros e sabores, tudo ao mesmo tempo agora.
Sao Caetano minha terra, saudades. Logo, logo to por ai... pizzas, churros, pastel, e alguns quitutes mais que me esperem.
De agora ate abril, maio, junho, julho, agosto, setembro, dezembro... e' so alegria.
As cores da vida estao ai diariamente, cada um escolhe as suas e faz sua obra de arte, assim ou assado. Nos estamos fazendo a nossa, com muito branco, roxo, azul, amarelo, vermelho.
I am very very happy! That is it! I come back very soon... wait!

quinta-feira, 15 de fevereiro de 2007

FELIZ!

Feliz, Feliz e Feliz da vida.... assim estou!!!
Logo mais conto o motivo, mas e' um grande motivo!
Gra

domingo, 4 de fevereiro de 2007

...

Queria dizer o que sinto... nao consigo.
Queria estar perto de quem amo... nao posso.
Queria olhar nos seus olhos e dizer o quanto te amo... nao consigo.
Queria largar tudo, ir embora... nao posso.
Queria que fosse tudo diferente... nao consigo.
Queria saber dizer mais nao... nao consigo
E aceitar mais sim... estou tentando.
Perdao e' uma palavra traicoeira algumas vezes,
mas necessaria outras.
Quero muito que um dia tudo isso passe, voce verdadeiramente me perdoe e agente consiga um dia ser feliz... sonhar ainda posso.
(pensamentos do final de semana... mistura de sentimentos sem explicacao....)

segunda-feira, 29 de janeiro de 2007

:@)))) 1 ano no ar...


Esse mes faz um ano que o blog nasceu... parabens para nos! E' engracado, gostoso e incrivelmente excitante essa sensacao boa de estar conseguindo manter uma ideia viva, ativa e continua. Pensei em algo especial que eu gosto para esse post, lembrei-me das tulipas, mas preferi o girassol, amarelo, lindo, radiante e com tudo de melhor que a vida tem para mim e para todos nos!
Sou feliz por estar conseguindo alcancar esse "simples" objetivo na minha vida, sou feliz por saber que as vezes, algumas poucas pessoas passam por aqui e leem minhas inquietacoes sobre a vida. Sou e estou feliz porque essa sou eu, sem caras nem bocas, sem ter um teatro de pano de fundo onde o mais importante e' representar, onde o mais importante e' o que vc tem e nao o que voce e'.
Eu sou assim, feliz, apesar da saudade, da distancia, do frio.
Aprendi nesse tempo que para fazermos da nossa vida uma obra de arte precisamos apenas aprender a saber a olhar e nao se preocupar tanto para onde olhar, apenas como olhar... olhe, observe, aprecie, aproveite e
seja feliz.

quarta-feira, 24 de janeiro de 2007

Neve...

O frio comecou em dezembro, mas hoje foi o primeiro dia que nevou... que frio, mas que gostoso acordar e ver essa imagem pela janela. Sai na rua para tirar essa foto, mas esse e' meu jardim... quer dizer temos um jardim coletivo, mas ta otimo!


Por mais que eu tente, nao consigo deixar de apreciar crianca brincando, essa e' minha paixao! E' nesse momento que eles aprendem e comecam a viver experiencias para a vida! Que nos possamos aprender com as criancas e que nunca percamos nossa lado crianca, principalmente na inocencia e na alegria.

(Sem titulo)

Acho engracado quando recebo e-mails e la no lugar do assunto esta escrito "sem assunto", ainda bem que eu abro e leio mesmo assim, porque e' engracado.... no assunto esta "sem assunto" e depois no corpo do e-mail tem tanto assunto que outro dia fiquei pensando: "Acho que as pessoas fazem isso, porque falam de tantas coisas ao mesmo tempo e ai nao sabem mais nem o que e' mais importante e preferem colocar sem assunto, mas porque nao colocam muitos assuntos??? Sei la, deixa pra la, o ser humano e' um ser estranho mesmo!"
Como quero falar sobre algumas coisitas, preferi plagiar meus amigos que usam o sem assunto e aqui estou eu, plagiando sei la quem... mas nao importa. Depois de alguns dias de reclusao e frio, resolvi voltar, tudo isso gracas ha um sopro que alguem muito especial de Sao Paulo soltou, um sofro que mandou o Sr. Animo vir brincar aqui no meu quintal... acordei de manha e la tinha ele deixado uma brisa para mim, corri, corri muito e consegui pega-lo, agarra-lo e espero nao solta-lo tao cedo.
Esse soprinho tem me ajudado muito... como tem algumas coisas que faz muitaaaaa diferenca na nossa vida, so nao me pergunte o (s) por que (s), porque isso eu nao tenho nem ideia.
Para esse ano nao fiz promessa nenhuma, quer dizer so disse que vou me cuidar mais e tentar ficar menos tempo na internet, nao sao promessas, sao compromissos comigo mesma. Conseguirei.
E quero tambem aprender a mexer mais no blog, cuidar melhor dele, queria muito colocar alguns links do lado, como vejo em alguns blogs, indicando outros lugares interessantes, mas ainda nao sei fazer isso... um dia chego la!
Tem um site que visito diariamente, e' uma bencao na minha vida: www.cancaonova.com vale a pena passar por la, alias e' por la que vejo um pouco de tv brasileira e mato a saudade.
Gosto de futebol, mas nao sou fanatica, prefiro Formula 1, porem no site do UOL, la na parte dos blogs, tem os blogs da redacao, tem varios otimos, o da Rosely - que fala de educacao - o do Tas - curto ele desde que ele tinha o programa na Cultura, a forma dele escrever e' bem descontraida - e tem tambem o blog do Torero, que fala de futebol, mas ele tem algo especial. O Torero teve a ousadia de criar um personagem que e' o sobrinho ficticio dele, o Lele, e o blog do Lele e' muito bom, porque e' o lado crianca do Torero, a forma como ele escreve e' muito proxima da forma como as criancas pensam...
Acredito que todos nos temos esse lado, guardadinho em algum canto. E hoje estou como o Lele, com meu lado crianca mais apurado... esta nevando, ja sai la fora, tirei foto, e minha vontade era de ficar na cama, fazendo nada, tomando so leite com chocolate. Para mim, dia que esta frio deveria ser proibido ir trabalhar ou ir para a escola, e' muito chato ter que colocar tanta roupa, cansa - apesar que eu prefiro o frio do que o calor - mas nao precisa fazer tanto frio ne?
Infelizmente nem sempre as coisas sao como nos gostariamos... como eu gostaria de poder comer muito chocolate.... de saber falar ingles.... poder ver minha avo, meu irmao, meus pais, minhas primas e priminhas ... todos os dias... como eu queria acordar todos os dias e receber um bom dia com um arco-iris e com meu girassol que continua vivinho aqui em casa, principalmente dentro do meu coracao.
O resto eu volto outro dia, porque para quem estava sem assunto, ja tenho assunto demais por hoje... sem dizer que minhas vontades nao sao o que realmente acontecem e mesmo com neve tenho que ir fazer minhas coisas...
Seja feliz!

sexta-feira, 5 de janeiro de 2007

A dor doi

A dor doi quando aperta demais e parece que vai explodir no peito e ai eu pergunto:
"Por que a dor doi?"
.... perder alguem, doi
nao ter alguem, doi
ter e nao poder estar perto, doi
cabeca, dente, ouvido... perna doi
mas colica, doi... ai como isso doi.
A dor nos faz crescer, mas depois que ela passa.
Ontem a noite alguem se foi... para a gloria eterna, alguem especial, que vai fazer muita falta.
Ontem eu nao estava bem, fui dormir cedo,
com aquela vontade de chorar, segurei ate onde deu e quando nao deu mais, as lagrimas sairam compulsivamente, nao sei o que era, talvez saudade... e hoje fico sabendo que o querido Padre Leo ja nao esta mais conosco, a luta contra o cancer nao foi em vao, mas a doenca mais uma vez venceu.
Que dor... como a dor doi, tenho que ir fazer coisas, mas nao tenho forcas, nao tenho vontade.
Por isso vim aqui...mas assim quer der, assim que ela passar um pouco, volto a escrever coisas mais coloridas e menos doloridas.
...
De luto
Gra
Related Posts with Thumbnails