sexta-feira, 2 de agosto de 2013

Semana Mundial de Aleitamento Materno 2013

Todo ano do dia 1o. ao dia 7 de agosto acontece a "Semana Mundial de Aleitamento Materno" . Algumas vezes participo outras nao e sei o motivo disso: a amamentacao e' meu maior calo (ate' agora) na maternidade.

Mas nao e' porque foi um "problema" para mim que eu deixaria de apoiar, nada disso, a unica coisa que aconteceu e' que alguns anos eu nao me envolvi tanto, preferi ficar de fora olhando, lendo e aprendendo.

Ate' que consegui entender onde o calo doi, onde eu errei e quais foram as condicoes que contribuiram para que eu nao confiasse em mim e seguisse com a amamentacao exclusiva; infelizmente recorri ao complemento, me senti culpada, nao consegui entender porque eu era "incapaz" de matar a fome do meu filho, me estressei e ai produzi menos leite e virou um circulo terrivel que parecia interminavel.

So' que ouvir: nao existe leite fraco, toda mulher pode amamentar e tantas outras frases feitas, nao me ajudaram em nada. Mesmo assim continuei lendo, pesquisando e procurando entender "onde foi que eu errei".

Nessa busca encontrei um texto da Kalu que foi como um respiro para mim e tem uma frase que representa um pouco de tudo que eu passei. Foi a primeira vez que eu li algo que me tocou e me ajudou a refletir por outros caminhos.


"Sem comer direito, sem dormir, tendo que cuidar da casa e de outras demandas físicas e emocionais próprias, de outros filho e membros da família, sobra pouca energia e entrega para a produção de leite."


So' para voces entenderem nos nunca tivemos ajuda de ninguem. Sempre foi somente eu e o Paulo e apos tres semanas do nascimento do nosso filho, ele voltou ao trabalho e eu fiquei sozinha com um bebe faminto, casa, comida, roupa, minha recuperacao e tendo que dar conta de tudo.

Nunca vivi o que eu ouvia, quando o bebe dormir voce tem que dormir tambem. Ah, ta'! Ele dormia e eu corria para ir ao banheiro, lavar louca, colocar roupa para lavar ou passar a roupa lavada, era pauleira.


Hoje entendo que fiz o que pude. Me culpo um pouco menos e por pura falta de informacao desmamei cedo (faltando duas semanas para ele completar seis meses), achei na minha santa ignorancia, que somente a mamada da manha e da noite nao estavam fazendo nada. Nao ofereci mais, ele nao pediu e assim acabou nossa historia de amamentacao. Apesar do meu sofrimento, sim eu sofri ao desmamar meu filho porque para mim, amamentar sempre foi o melhor que eu poderia fazer e eu tinha falhado.


Na minha busca pela maternidade consciente, tenho encontrado textos otimos, reflexoes que me tiram do meu lugar quentinho e seguro, pessoas com historias parecidas com a minha porem com finais mais felizes, historias de vitorias. Relactacao era algo desconhecido para mim na epoca e assim fui aprendendo.


Ha' poucos dias no facebook, na pagina do Pediatra Integral, algumas publicacoes foram verdadeiras aulas. Para entender melhor o caminho que estamos tracando na maternidade precisamos entender de historia, do contexto social, dos interesses e das consequencias das escolhas (seja ela de quem for).

Capitulo I 

Capitulo II 
A Rendição dos Médicos 

Capitulo III
A Maternidade Mal-Assombrada

Capitulo IV
A Armadilha da Mulher Maravilha 


O proximo capitulo ainda nao saiu mas vou acompanhar porque as "aulas" estao otimas e quero ver como ele ira' concluir. Com esses textos estou aprendendo tanto ou mais do que aprendi ate' agora nos poucos quase seis anos de maternidade que eu me encontro.

Quero muito repetir essa vivencia de amamentacao e espero que seja antes dos meus 40 anos. Sera'?

Adoro essa foto e tenho saudade dessa epoca. Sempre amamentei em qualquer lugar.

8 comentários:

  1. Ah, fiz um post no blog em ingles tambem. Depois vou tentar ler esses capitulos. Linda a foto! Super concordo com a frase e pra quem nao tem muita ajuda por perto, realmente eh dificil descansar e relaxar e se preocupar somente com o necessario. Roupa nao se lava sozinha, comida nao da em arvore pronta para comer. Sempre fico muito triste quando leio/ouco relatos de maes que nao conseguiram amamentar, so porque sei que na maioria das vezes foi falta de ajuda e orientacao.

    ResponderExcluir
  2. Eu me culpo até hj pela não amamentação de meu filho...
    Hj eu já não posso mais amamentar e nem ter filhos...
    Me sinto triste. Mas sou a favor da amamentação. E apoio!

    Belo post!

    ResponderExcluir
  3. Oiii. Gra, eu sempre falei: O QUE UMA BOA VACA LEITEIRA PRECISA? Comida fresca, ficar horas parada, tomando sol, descanso. O que uma mãe tem após o parto? Um ser totalmente novo, e mesmo lendo milhares de livros e blogs, ficamos sem noção do que fazer primeiro... sem contar a casa, marido outros filhos, trabalho, sogra, mãe, visitas... VACA ESTRESSADA NÃO DÁ LEITE (BOM)! Eu amamentei a Ceci até quase 2 anos, mas ela tomava só um pouquinho do meu leite, pq fazia mal a ela! Descobri com 5 meses que ela tinha intolerância a lactose e o excesso do meu leite fazia com que ela tivesse diarreia e perdesse peso! Fazer o quê? Comprar leite 0% lactose de caixinha Tetrapack e dar pra ela! Sem culpa, sem estresse! Minha mãe me amamentou só 1 mês e sou super forte (ainda digo que tenho sangue ruim, pq nenhuma doença me pega - meus irmãos pegavam tudo e até meus filhos e eu dormi com eles, tomei banho, brinquei e não peguei nada, nada!). Cada mãe faz o melhor que pode e isso pra mim é amor, não se deve ter culpa!
    Bjão, linda foto! :)
    Gi e kids

    ResponderExcluir
  4. Oi GraFlor...olhe só onde fui encontrá-la. Um grande beijo. Te entendo, compreendo fiz meu post pensando em apoiar as mães que como eu, não amamentaram seus filhos. Não podemos ter culpa. Somos normais e amamos nossos filhos acima de tudo. Bjsss. Você não errou em nada.

    ResponderExcluir
  5. Oi, Gra!!
    Você fez o que pode dentro do que sabia na época. Eu tenho certeza que da próxima vez você estará mais tranquila. Não se cobre tanto!
    Estou relacionando os links dos participantes da blogagem. Alguns não participam do facebook e por isso estou avisando.
    Conforme você pediu, seu texto está lá anexado! :)
    Boa semana!!
    Beijus,

    ResponderExcluir
  6. Oi novamente...
    Gra, tomei a liberdade de deixar o seu link para um blogueira que também mora em Londres e está passando um perrengue com os sogros que teimam que ela está perdendo um ano de sua vida amamentando... Deixei nos comentários desse post "Questão de opinião"
    + Beijus,

    ResponderExcluir
  7. Gra, minha companheira de calo :-)

    Acho que quem teve dificuldade pode apoia tanto quanto quem conseguiu viver às mil maravilhas. Eu tb tive o meu sem ajuda de ninguém por aqui. E minha mãe e sogra que poderiam dar informações mesmo que de longe, não as tinham pq não tinham amamentado. Mas o bom de uma experiência não ideal é que ela abre caminho pra uma melhor, não é?

    bjs

    Vanessa

    ResponderExcluir
  8. Olá Graziela!
    Gostei muito da sua participação e sei bem como é quando temos um bebê e o resto do mundão de coisas só por nossa conta...bom seria mesmo "descansar!!!"
    Um abraço
    Astrid Annabelle

    ResponderExcluir
Related Posts with Thumbnails