terça-feira, 26 de novembro de 2013

Nossas impressoes.

* nosso balanco depois de 2 meses e meio (sim ainda estou contando as semanas).

Como vemos/ sentimos o Brasil por enquanto:

Nicolas:
- mae por que as pessoas nunca pedem licenca? (????)
- aqui faz muitooooo calor mas chove e ta' frio. 
- to adorando comer pastel, doce e um monte de coisa gostosa.
- mae quero comer manga todo dia.
- quero ir para o nosso parque (em Londres, em frente da nossa casa, no caminho da escola, o parque do Peter Pan, do barco do pirata e de todos os parques que iamos sempre).
- por que as pessoas abracam tanto e tao apertado? 
- nao entendi ainda porque as pessoas falam tao alto. (nem eu meu filho, nem eu. Gra, a mae).
- queria andar de bici mas aqui nao tem lugar ne'? (ainda naoencontramos lugar, nem temos bici e nao me imagino dentro do onibus lotado com bicicleta para irmos ao parque que fica 20 minutos no onibus mais uns 15 caminhando).
- sera' que meus amigos da escola estao com saudade de mim e ainda lembram de mim. (ui essa doeu e muito).


Eu - Gra'
- eu nao lembrava o quanto o brasileiro fuma.
- eu nao lembrava o quanto os brasileiros se agarram, se abracam, se beijam e se amassam em qualquer lugar e a qualquer hora (e pessoas de todas as idades nao sao so' a molecada "jovem" nao).
- meu coracao esta' em frangalhos por ver tanto morador de rua em situacao tao vuneravel, familias inteiras as vezes, e serem tao invisiveis aos olhos de todos (eu fico paralisada muitas vezes por nao conseguir fazer muito, quer dizer nao poder fazer nada).
- que calor, que calor, que calor, que chuva, que chuva, que chuva, quanto raios e trovoes, ta' frio. Isso e' Curitiba (3 dias seguidos de sol e calor uns 5/6 de dias nublados, com garoa, chuva, frio mas nao esquenta logo vem mais 2 dias de calor e esta' tudo bem).
- eu me sinto uma mendiga andando na rua. Nao sei se eu que mudei demais da conta ou as mulheres estao muito mais arumadas e eu me sinto a largada, levo cada olhada da cabeca aos pes que e' de chorar mas nao to nem ai;
- tenho a impressao de que aqui tudo e' demais: calor demais, chuva demais, comida demais, falacao demais, cores demais. Tudo muito intenso e o que tem de menos, so' algumas roupas (de algumas mulheres, senhor ajuda-me a nao ver o que nao preciso, amem!).
- acho que tinha perdido totalmente a nocao de preco das coisas aqui. Tudo parece tao caro mas tao caro que nem sei o que dizer.
- vou comecar uma campanha: Nao de doces para meu filho, por favor. Cara que absurdo a quantidade de doces que dao para as criancas em qualquer lugar, ate' nas farmacias, que coisa sem logica.
- saudade de Londres, saudade dos meus amigos, saudade dos nosso encontros.
- saudade de conversar toda semana com minha amiga, como faziamos.
- vontade de trabalhar, de estar com a rotina mais ajeitada, de nao ter que depender de "QI" para conseguir algo (odeio isso, quero conseguir algo pelas minhas capacidade e nao porque alguem me indicou aff).
- vontade de viajar mas enquanto nao conseguir um trabalho nao posso me dar esse luxo.

*** esqueci de algo: - brasileiro continua nao sabendo o que e' bunda, isso mesmo, tem que quebrar o pescoco para olhar uma e se certificar o que e'. E nao importa se a mulher esta' acompanhada ou nao, ele olha mesmo na cara dura. Que nojo e falta de repeito, e' incrivel de triste.

Tem muito mais coisa mas paro por aqui porque nao quero parecer tao negativa. Tem sido bom apesar dos desafios.

Algumas vitorias boas depois de um processo trabalhoso mas conseguimos: Nicolas ja' tem CPF (que deu mais dor de cabeca que tudo mas saiu), RG e escola publica municipal para o ano que vem (conto mais em outro post porque merece).

Agora quero fazer uma brincadeira, uma apostinha como diz meu marido, ele adora brincar de apostinha boba e no final rimos ate'. Entao vamos la': quanto tempo voces acham que nos conseguiremos ficar sem carro?

Apostas, por favor e vamos rir porque e' o melhor remedio, tem jeito nao.

Essa foto naotem nada a ver mas deu vontade de colocar aqui.

7 comentários:

  1. Oi Gra, ri lendo seu post, não que ele seja engraçado, mas pq tem coisas que só habitando em dois lugares tão diferentes pra se dar conta ne? Lindo que o Ni tá falando td isso pra vc e assim podem conversar bastante sobre essas diferenças...confesso que sentia muita falta dos abraços no tempo que morei em la e só descobri quando depois de 1ano e meio vim passar férias no Brasil...quanto ao pedir licença...rsrsr demorei pra me adaptar lá, mas tbm acho estranho e sinto falta! E quanto ao carro...rsrsrrs to tentando excluí-lo da minha vida, vamos ver o que rola e conversamos sobre uma outra hora! saudades bjo

    ResponderExcluir
  2. oiii. Tb concordo com todas as tuas impressões! Queria fugir de Jaguarão - interior do RS, pq todo mundo me olhava pq eu quase sempre tô de chinelo/tênis calça jeans e camiseta/jaqueta. simples assim e todo mundo se arruma, com muitas joias e semi joias enormes, e saltos! Meus Deus! Quanto salto! As pessoas são extremamente mal educadas e sinto dizer, quanto mais ao norte, pior! Aqui ninguém faz nada, ninguém sabe nada, todo mundo joga lixo no chão, mesmo tenho lixos espalhados por tudo! E moramos na capital do país! Tudo é um absurdo de caro! Eu que moro aqui desde 97 ainda não me acostumei! Penso sempre 2, 3 vezes antes de comprar uma coisa, mesmo frutas! Tô mais feliz com o clima de Brasília é bem previsível, e é quente, mas não um quente abafado e úmido, como no RS. No RS, a gente é cebola, cehio de camadas: de manhã veste todas as roupas e vai tirando tudo até o meio dia, e depois vai colocando tudo de novo pq a noite faz frio! Esses dias até o cobrador de ônibus tava dando pirulito! Eu concordo contigo! Todo mundo dá doce pras crianças! Guria, eu não consigo me acostumar! Óbvio que tem lados positivos, mas olha que tá difícil de encontrá-los! Bjos, Gi Hang in there!

    ResponderExcluir
  3. Oi Gra, sempre leio o blog mas nunca comento. Passei pela mesma situação e também tive as mesmas impressões que vc está tendo.
    Não me readaptei e voltamos para Londres há 4 meses, depois de 2 anos no Brasil.
    Apesar de tudo foi bom ter passado esses dois anos aí para conseguirmos entender onde realmente queriamos ficar/morar.
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  4. Ha, mesmas coisas que eu penso quando vou pra aí agora! Engraçado como a gente muda e se adapta, e algumas coisas não mais a gente né? E outras a gente nem sabia que era assim que era :( Dei uma risadinha alta aqui com o Brasileiro esquecendo o que é bunda, rsrs, saudades de ti!

    ResponderExcluir
  5. Carro? Se vcs ainda não compraram é pq a grana não deu, pq aqui no Brasil é a primeira coisa que a gente faz, para não depender de transporte público.

    ResponderExcluir
  6. Mas e o trânsito de Curitiba não é uma zona? Pelo menos é isso que vejo o povo dai falar do trânsito rs

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar, sua opiniao e' muito importante.
Leio todos os comentarios e sempre que possivel respondo aqui mesmo ou no blog correspondente de quem comentou. Muito obrigada pela visita e volte sempre.
Gra

Related Posts with Thumbnails