sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

Corrente Cultural - Curitiba

Uma amiga mais do que querida me disse: "Aproveite as oportunidades que Curitiba te oferecer". E e' o que eu estou tentando fazer.

Em novembro aconteceu a Corrente Cultural aqui em Curitiba com uma programacao super variada, com varios eventos de cinema, literatura,teatro e musica. A divulgacao foi grande e eu imaginei que nao conseguiriamos ver nada. Mas posso dizer que foi muito legal. Muito bem organizado -apesar de um contratempo aqui ou ali- e me surpreendi.

Claro que as criticas sempre existirao, sempre vai ter quem quer so' olhar o lado negativo de tudo. Entao com essas pessoas nao adianta querer mostrar o brilho da lua porque ela so' vai conseguir enxergar a poluicao do ceu e vai perder o espetaculo maravilhoso que esta' acontecendo debaixo do nariz.

Fui com poucas expectativas. Quando vi a programacao apesar de nao conhecer muitos nomes, escolhi alguns e pensei: "o que conseguirmos ver sera' lucro" e outro pensamento esteve comigo todo o momento: "comecou a muvuca, vazamos. vou embora na mesma hora". Alias se estivesse intransitavel nem ficaria, daria meia volta volver e pronto.

No sabado ia ter o show do Guilherme Arantes e eu queria muito ver. Chegamos cedo e para minha surpresa estava vazio e o palco ainda estava sendo finalizado, sabe aqueles ultimos retoques? Foi assim ate' o artista entrar no palco.

Como ainda tinhamos um bom tempinho, aproveitei para descobrir onde era a tal "Boca Maldita". Ia ter alguma apresentacao por la' e eu queria ver (agora nem lembro mais o que era). E la' fomos nos andando tranquilamente ate' encontrar o local. Varias pessoas circulando, vimos um palco que era livre. Era so' chegar e se apresentar, bem legal, bem democratico.

Chegando na "Boca Maldita" estava no finalzinho do show da Wanderleia. Que emocao. Foi muito legal ver uma galera mais madura, mais de idade curtindo, cantando e aproveitando. Ela super animada, agradeceu o povo de Curitiba, ao sol (estava um dia lindo e quente de doer) e cantou lindamente. Wanderleia nao e' da minha epoca mas lembro de algumas musicas que tocavam la' em casa.


Voltamos para ver o show do Guilherme Arantes e foi maravilhoso. Comecou com um pouco de atrasado, uns 15 minutos acho e como estavamos bem na frente, vimos ele chegar, sair do carro e subir no palco. Ele foi super simpatico, conversou com a galera, alternou as musicas novas com as antigas e foi uma hora e meia de show. Nunca eu imaginei que aos 36 anos eu iria em um show do Guilherme Arantes e de graca, muito menos em Curitiba (mas tudo bem).



Depois levei o Nicolas para brincar um pouco, ele estava super paciente, foi meu companheirao mas tambem tem o limite dele. Entao brincamos um pouco,chupamos sorvete, comemos algo e continuamos aproveitando. Eu tinha lido algo sobre a Orquestra de Sopro e de Corda mas como nao sabia onde era o palco acabamos chegando no finalzinho da apresentacao da Orquestra de Sopro e esperamos ate' montarem o palco novamente para a apresentacao da Orquestra de Cordas.

Nessa hora o Nicolas ja' estava cansado e querendo ir embora mas assim que comecou ele adorou. Ficamos encantandos, que linda a mulher do violino, que postura, que sorriso de canto de boca.


Para apresentacao ficar melhor ainda (nao que precisasse) conhecemos e nos encantamos com o Paulinho Moska. Gente que cara animado, que astral, sorrisao, umas musicas bem legais, ele deve ser bem conhecido aqui porque a galera cantava junto em um coro lindo de ouvir e ver. 

A noite ja' estava chegando e o cansaco tambem entao voltamos para casa e levamos conosco esse sorriso lindo. Em todos os palcos tinha telao assim todo mundo conseguia ver em especial quem nao queria ficar la' no meio da galera.

Chegamos em casa cansados mas felizes, tomamos banho, ajeitei uma comida rapidinho e pulamos na cama porque ainda tinhamos o domingo e queriamos aproveitar.

Domingo logo cedo foi a vez que ir ver Palavra Cantada. O show a principio ia ver no MON (tambem conhecido como o Museu do Olho) essa mudanca aconteceu na quinta-feira, muita gente nao ficou sabendo e foi para la', inclusive na programacao que pegamos no sabado nao havia essa mudanca. Foi uma pena ver tantas familias chegando quando o show ja' havia terminado. 

No geral o show foi legal mesmo com um solzao de rachar as 10h da manha. O pequeno nao aproveitou muito porque ainda estava meio sonolento mas foi bom.


Fizemos uma parada no parque e depois passeamos um pouco na Feirinha do Largo da Ordem, comemos por la' e fomos para o Palco Ruinas Sao Francisco ver mais uma apresentacao de amigos que foi otima.



Eu ainda queria ver Blitz e Fundo de Quintal mas nao deu. Tava muito mas muito calor. Fomos ate' o local onde seria o show do Blitz enquanto o show nao comecava Nicolas participou de uma oficina de mandala de papel, muito boa e depois ate' vi o Evandro Mesquita entrando mas nao dava para ficar estava muito lotado. Entao fomos para o parque. E de la' para casa. O transporte estava funcionando super bem, nao esperamos muito nem pegamos onibus super lotados. A seguranca estava otima tambem. Nao vi brigas nem confusao. Tinha muita gente com suas caixas de isopor, muitas familias e muita gente do bem -pelo menos foi o que pareceu- aproveitando.


Nosso mes de novembro foi assim: uma delicia. E eu so' tenho que agradecer.

E voce tem aproveitado as oportunidades que a vida tem lhe oferecido?

Um comentário:

  1. Ah, tá vendo, isso não tem em londres!!! Quando vou ver Guilherme Arantes, Blitz e Fundo de quintal? Rsrsrs põe na listinha!!

    ResponderExcluir
Related Posts with Thumbnails