sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Mae Bombril

Eu acho que eu sou o tipo de mae que tenta, nao sabe do que eu estou falando?


A Ceila disse que ela e' o tipo de  mae que le, corre la e da uma olhada, e eu acho que eu sou o tipo de  mae que tenta... tenta ser melhor, tenta fazer pao, tenta fazer festa, tenta fazer enfeite, tenta ser uma pessoa melhor (mesmo as vezes sorrindo, quando tem vontade de chorar) e tenta de quase tudo um pouco.


Procuro organizar minha semana no domingo, pensando nos dias que tenho algo para fazer com o Nicolas (grupos de recreacao, contacao de historias, idas ao parque, etc) e depois organizo as coisas de casa: dias de limpeza, dia de mercado, dia de cozinhar mais ou adianta algo para o dia seguinte. Sempre tem espaco para uns imprevistos, sim eles aparecem nao tem jeito.


Eis que quinta tudo tranquilo, toca o telefone as 9h da manha, era a moca que esta morando onde nos moravamos, dizendo que chegou algo para o Paulo do correio la, que eu precisa ir buscar e precisa ir buscar naquele dia pois ela estaria indo para o BRasil e so voltaria depois de um mes. Estavamos tomando cafe e a maquina batendo roupas, fui lavar a louca do cafe e percebo agua na pia (pensei: sera que deixei a agua aqui? nao me lembro....), esperei a maquina fazer mais um turno e liberar a agua novamente, quando eu vi (para a minha alegria e felicidade) a agua voltando, nao estava escoando para onde deveria ir e voltava para a pia da cozinha.


Voce nessa situacao:
A) Senta e chora, ja que seu dia, que tinha tudo para dar certo, foi, literalmente por agua abaixo, desde o telefonema que mudou tudo


B) Pega uma revista com varios anuncios de prestadores de servico (tipo uma Lista Amarela) liga para um encanador e "da" um jeito dele vir arrumar seu problema no mesmo dia


C) Pensa em como voce mesma pode resolver e problema e vai la tentar


Bom eu fui na opcao C e como sou a mae que tenta, so mandei uma mensagem pro celular do marido, conversamos e ele disse: "se quiser tenta, senao deixa que quando eu chegar eu arrumo" (o que 23h, nao nao da para esperar ate la!).


E la fui eu tentar meus dotes de encanadora, que eu nem sabia que tinha, desmontei, detectei o problema, limpei, botei tudo de volta no lugar, apertei as bracadeiras e pronto, tudo ajeitado.


Aproveitei a oportunidade para ensinar meu filho que tem algumas coisas que o papai e a mamae podem fazer, pois ele insistia em dizer que "eu estava quebrando a casa nova" e que o "papai que tinha que arrumar" nao eu. Lembrei-o que o papai tambem passa o aspirador assim como a mamae, que o papai tambem limpa o banheiro e faz comida como a mamae e ele so olhou para mim e sorriu. Como se dissesse entendi.


Mae bombril, com mil e uma utilidades ou mae do tipo que tenta nao sei. So sei que nao deixei que algo nao muito bom estragasse meu dia, ainda aproveitei para fazer algo produtivo e me senti mais util. Thanks God.


4 comentários:

  1. Oi Gra! Invejo a sua organização...e a coragem de mexer com encanamento! rs
    Isso é muito bacana, pro Nicolas então...sempre acho que o exemplo pra criança constrói caráter e atitude, é a melhor vivência.
    Ah, adorei a idéia da Ceila...na segunda vou pensar em algo tb.
    Beijo!
    Re

    ResponderExcluir
  2. Gra, querida, nunca imaginei vc uma encanadora. com certeza, vc é muito mais que uma mãe-bombril, vc é uma mulher-bombril...Mil e uma utilidades completamente. Parabéns! Saudades e lhe desejo um Natal com mil e um utilitários de presente que facilitem sua vida de "bombril" (risos)!

    gostaria de aproveitar a oportunidade para lhe desejar um Feliz Natal, ótimo 2010 e lhe agradecer pelas partilhas maravilhosas que tivemos nesta trajetória do Desabafo de Mãe. Espero que em 2010 seja o ano que finalmente nos encontramos presencialmente. Vc vem para Brasil quando? alguma chance de aparecer em sampa?

    ResponderExcluir
  3. Re e Ceila obrigada pela visita.

    Re eu tento me organizar o maximo que posso, senao as coisas embolam e ai ja viu? E como o ditado que predomina aqui em casa e': Ja que nao tem tu, vai tu mesmo, sabe, nao tem muito jeito. Mas, gracas a Deus, nao sou perfeita e mesmo tentando me organizar tem semana que e' um desastre, um dia melhoro, serio. Por enquanto continuo tentando.

    Ceila mulher-bombril foi otimo. Talvez. Mas sabe que so me descobri essa mulher por aqui, nessa ilha, no Brasil eu era uma reclamona de mao cheia e aqui aprendi na raca. Sem dizer que nao temos ninguem com quem contar (tipo mae, tia, primas (os), ninguem) entao tive que aprender muita coisa na raca mesmo.
    Obrigada pelos votos de feliz Natal, e pode ter certeza que quem mais aprendeu nessa caminhada no Desabafo foi eu. E quanto a viagem assim que tiver noticias de aviso.

    ResponderExcluir
  4. Ei Gra,

    é isso mesmo! Me identifiquei muito com seu post, pois tambem me considero meio bombril. Qdo não temos com quem contar, a gente descobre que pode fazer várias coisas que antes nem sonhávamos em tentar.

    E fica aí o grande exemplo pros pequenos, que não precisam ficar esperando tudo na mão. Aprendem a ter iniciativa e ajudar com algumas tarefas do dia-a-dia da casa, pois homens podem e devem se envolver sim, como vc bem falou do Paulo.

    Parabens por ser esta mulher multi-task e por ter esse menininho que presta atenção nessas lições!

    Beijos da Lu e do Nic

    ResponderExcluir
Related Posts with Thumbnails