sexta-feira, 26 de junho de 2015

Li "A chave de casa"

Tenho uma lista com títulos de livros que quero muito ler esse ano. Alguns já consegui, outros ainda não mas continuam na lista.

E na lista estava o livro "A chave da casa". E na biblioteca tinha o livro disponível. E eu peguei emprestado. E li. E gostei. E chorei.

Foi uma leitura de supetão. Li em três dias. Me perdi, voltei umas páginas. Me achei. Forte. Triste. Instigante. Gostoso.

A resenha diz o seguinte: "Neta de judeus da Turquia e filha de comunistas do Brasil, a narradora recebe do avô a chave que abriria a porta da casa de Esmirna, para onde os avós fugiram durante a Inquisição (tal como os pais fugiram para Lisboa, anos mais tarde e por motivos diferentes).

É uma história com outras histórias no meio, meio intercalado; precisa prestar muita atenção para não se perder. É libertador em determinado momento e gostoso ver a personagem principal resgatando sonhos e lembranças.

Não achei que iria escrever sobre esse livro. Mexeu muito comigo. Mas respirei fundo e aqui estou comentando sobre ele. 

Li esse livro em fevereiro e estou tentando cumprir meu desafio (pessoal) literário de ler no mínimo doze livros de autores brasileiros em 2015. Espero conseguir.

Livro: "A chave de casa"
Autora: Tatiana Salem Levy
Editora: Record
Mais informações aqui.




Um comentário:

  1. Ai que bom encontrar esse livro aqui. Ele já estava "perdido" em minha imensa lista!
    Há algum tempo comprei a edição brasileira da revista literária Granta que trazia os melhores autores jovens brasileiros. E lá estava Tatiana. Gostei do que li, inclusive trecho deste livro e anotei para um futuro. Depois disso a vi em entrevistas e li mais sobre esse elogiado livro. A vontade da leitura reacendeu!
    Beijo!

    ResponderExcluir
Related Posts with Thumbnails