sexta-feira, 26 de abril de 2013

Mais sobre a escola

Faz tempo que quero contar um pouquinho mais sobre a vivencia do Nicolas na escola publica por aqui.

Muitas vezes quando amigas se encontram para um cafe ou um cha' e' normal ouvir comentarios do tipo: 
- "A escola no Brasil e' melhor do que a daqui" .
- "Nao a escola aqui e' melhor, no mesmo nivel de escola particular de la'".
- "A carga horario e' igualzinha ja' fiz as contas".

E por ai vai. Entao quero contar um pouquinho como as coisas estao (aqui em casa) nesses mais de dois anos que o Nicolas esta' frequentando a escola.

O Nicolas esta' em uma escola catolica que por si so' tem "fama" de ser boa
O que eu vejo e' que eles sao mais restrito com relacao a disciplina, isso sim do restante nao posso confirmar.

A escola funciona em periodo integral: 9h as 15h30.
Sinto que e' puxado esse horario, sao varias horas na escola, longe de casa e seguindo horarios e regras. Tem dias que e' dificil tirar alguem da cama aqui em casa. O que eu mais ouco e': "to cansado" e vindo de uma crianca de 5 anos, deixa meu coracao em pedacos. Penso o quanto de vida escolar ele ainda tem pela frente e ate' me desanima mas suspiro e digo palavras de incentivo, senao ele nao vai e pronto.

Agora o Nicolas esta' na "reception" que seria a turma do Pre' no Brasil. Antigo Pre' ou Infantil III, Fase III e seus diferentes nomes. Sao criancas na faixa etaria de 5 anos.

Eles produzem muito (escrita / leitura e matematica: numeros e situacoes problema) mas brincam muito tambem. Tem atividades de educacao fisica, musica e ouvem muita historia. Pelo que eu entendi a escola trabalha por projetos e o Nicolas me conta o que faz, conta bem a conta gotas mesmo, eu tenho que ficar perguntando e pergunto porque quero saber. Quando pergunto ele conta empolgado e sempre me mostra algo na sala quando vou leva-lo ou busca-lo. Ah sim podemos entrar na sala.

Tem duas coisas que me chama muita atencao na escola:
1) as criancas fazem artesanato e usam ferramentas de adultos, como serrote e martelo. {Acho muito legal e util mas nao me imagino trabalhando com criancas tao pequenas e essas ferramentas, ainda nao me imagino quem sabe um dia}
Producoes do meu pequeno artesao.

 E as vezes aconte um acidente aqui, outro ali.
Essa semana o pequeno deu uma martelada no dedo indicador, ficou roxo, dolorido e acho que a unha vai cair mas ele nem chorou (eu ouvi isso com um sorriso de canto de boca, sorriso de dor).


2) toda semana vem um livrinho para leitura, fora o livro que eles escolhem para os pais lerem. Esses livrinho de leitura e' um livro selecionado pela professora (conforme a fase que a crianca se encontra) e ela fica com ele por uma semana, junto vem um "diario" onde nos (pais) escrevemos algumas observacoes sobre a leitura. Passei os olhos rapidamente no diario do meu filho e desde outubro ele ja' leu 29 livros. Uau!
A crianca le o livro com a professora em sala, traz o livro para casa para ler com os pais e no retorno do livro para a escola, le novamente com a professora.


Ah! Tem mais duas coisinhas que me chama atencao (deveria ter escrito quatro e nao duas, ne?).
1) o cardapio e' bem variado apesar de que toda sexta-feira tem "fish and chips". E nao e' peixe fresco nao, e' "fish finger" ou seja congelado, no estilo dos nuggets da vida. Temos tambem a opcao de levar o almoco de casa porem para meu filho a sexta e' o dia mais esperado ja' que aqui em casa nao entra "fish finger".
Imagem retirada daqui

2) nos portoes de acesso da escola nao tem seguranca, nenhum. Durante o periodo de aula os portoes ficam fechados e para entrar na escola tem que falar pelo interfone e ai eles abrem e voce so' tem acesso a secretaria. Mas poucos minutos antes do horario da saida (la' pelas 15h20) os portoes abrem e pronto. Acesso livre. Juro que isso me da' um frio no estomago mas tento nao pensar. Talvez seja por ainda estar presa ao pensamento de brasileira que precisa ter seguranca em tudo quanto e' lugar.

***
Estamos bem felizes com a escola e para quem mora por aqui nao e' nenhuma novidade o que eu acabei de escrever mas queria muito fazer esse post e deixar registrado. Sem dizer que quando voltarmos para o Brasil provavelmente o Nicolas ira' para uma escola publica, a principio. 
E eu e o Paulo sempre estudamos em escola publica, as vezes e sem querer durante a janta acabamos lembrando de como era nossa vida escolar, nesse momento nos damos conta das diferencas entretanto evitamos ficar comparando ou dizendo onde e' melhor ou pior. Sao momentos diferentes, paises e cidades diferentes, pessoas diferentes.

Fiz uma busca rapida e me dei conta que ja' escrevi varios posts sobre o assunto escola, quem quiser saber mais e' so' clicar nos links abaixo:

9 comentários:

  1. que delicia grazi, uma experiencia tão rica pra ele ... tenho certeza q ira ficar pra sempre em seu coração

    ResponderExcluir
  2. Oi Grazi! Adorei conhecer um pouco as escolas daí!A parte dos livros,eu adorei! um beijo no coração!

    Rose Parisi

    ResponderExcluir
  3. Gostei do seu relato - eu tenho 2 filhos na escola aqui, um no ano 4 e outro no ano 2, minha mae que esteve aqui ficou impressionado com o nivel do meu filho de 8 anos, eu nao me lembro o que eu sabia nessa idade no Brasil mas acho que so comecei a ler aos 7 enqto ele ja le Michael Morpugo.... reception eh uma adaptacao mesmo, os meus qdo comecaram iam para a cama as 6:30 da noite! bjos x Patricia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Patricia obrigada pela visita e pelo comentario.
      Eu acho que tambem so' comecei a ler aos 7, que bom que nossos filhos estao podendo aproveitar educacao de qualidade em escolas publicas.
      *ah eu lia seu blog :)

      Excluir
    2. Jura? Nossa parece que faz tanto tempo, mas fala a verdade, era muito ruinzinho ne aquele blog?rs eu sempro passo por aqui, vou deixar mais comentarios.... xx

      Excluir
  4. Nem tenho filhos (nem pretendo tão cedo) e adorei o post! :)
    Acho muito importante pra criança ser incentivada a fazer coisas, como por exemplo o artesanato... quando moramos na Inglaterra e eu tinha 4 anos, tinha aula de culinária na escola. Eu acho super importante.
    E olha, 29 livros desde outubro, não é pra qualquer um! :)
    Beijo Gra!!

    ResponderExcluir
  5. Oi, Grazi!!
    Eu também tinha preguiça de me levantar da cama pela manhã quando era criança, mas depois que estava na escola, me esquecia completamente da preguiça. Quando a minha mãe ficava com dó, eu acabava me arrependendo de ter pedido para ficar em casa. Ficava com dor na consciência... Levantar da cama quentinha não é fácil!! :) Mas pense que, também dizemos "eu te amo" quando dizemos "não". Boa semana!! Beijus,

    ResponderExcluir
  6. Minha pequena logo logo fara parte desse mundinho. Uma pergunta pra voce em relacao aos livros: quando voce le com ele em casa, voce analisa/comenta o livro em portugues ou ingles?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Chris aqui em casa e' mais facil pois somos os dois brasileiros. Mas eu sempre leio em portugues e meu marido em ingles, as vezes quando ele pede.

      Excluir
Related Posts with Thumbnails