domingo, 25 de setembro de 2011

Crianca e jogos eletronicos

Sera possivel uma relacao segura entre eles?

Esse assunto esta dando voltas e voltas na minha cabeca, faz tempo.... entao que achei melhor trazer para ca, assim tento organizar melhor meus pensamentos, deixo registrado esse momento de angustia minha e com a colaboracao e experiencia de voces, tento buscar o tao dificil caminho do meio.

Por onde comeco....

O mundo hoje caminha muito mais rapido que outrora: fato;

As criancas ja nao sao as mesmas de antigamente: em termos... as exigencias talvez sejam diferentes;

Minhas lembrancas com video game, por exemplo, sao de quando eu tinhas mais que 10 anos, somente aos finais de semana e por pouco tempo, que eu aproveitava cada minuto no controle, acabando com meu pulso, mas valia muito a pena. Nao fiquei viciada ou fissurada, ate porque tinha outras tantas coisas interessantes para fazer...

Naquela epoca, acho que nao tinha telefone celular ainda, se tinha era so para quem era muito rico e com certeza nao tinha todas as possibilidades e todos os APPs da vida, que os telefones tem hoje.

Para mim, como educadora, as criancas so deveriam ter contatos com jogos eletronicos la pelos 8/ 10 anos, por que ai sim a crianca ja tem consciencia e nocao do tempo, aceita e respeita muito melhor as regras (com relacao ao tempo estipulado) e principalmente  consegue entender melhor a diferenca entre ficcao e realidade (ate porque tem alguns jogos/ games que sao tao violentos ou exigem tanto da crianca, que nao sei se foram pensados para as criancas).

Mas e meu lado de mae, nao educadora, como e' que fica?  Nao tenho essa resposta ainda...

E ai que meu filho nasceu no final de 2007 e no inicio de 2011 comecou a ir para escola, por poucas horas, e la ele tem contato com computador e jogos online (educativos e com supervisao), que engloba uma das areas estimuladas na educacao infantil.

O que eu faco agora? Libero em casa, quando, quanto tempo, sera que crianca precisa mesmo desse tipo de entretenimento, e o risco de uma simples brincadeira virar um vicio... aff!!

Sera que da para entender minha preocupacao?

Aqui em casa o tempo em frente a televisao ja e' controlado, porque esse passatempo era um dos que meu filho nem ligava, agora se eu deixar, ele passa horas em frente a tv... voce leu certo, eu disse horas. Ai a mae chata mor, entra em acao, uma hora no periodo da manha (nao todas as manhas) e mais uma hora no periodo da tarde, quando chega da escola, que apesar do pouco tempo que passa la, ele sempre esta cansadissimo.

Mas com relacao aos jogos, nao sei o que fazer, ate porque alguns me parecem bons, porem nao sei mesmo como agir. Na primeira reuniao que tivemos na escola, a professora nos disse que onde o Nicolas mais passava tempo era no computador (tambem brincava com outras coisas, mas sempre que tinha uma oportunidade, preferia estar la), eles tem um esquema otimo de revezamento, cada um nao fica mais do que 5 minutos e tem que ir para a fila de espera. Ela tambem comentou conosco de todos os beneficios deles "brincarem" no e com o computador, sugerindo inclusive alguns websites, para o aprendizado de letras e numeros, falou da importancia para o desenvolvimento da coordenacao motora, da atencao mao/ olho, o quanto estimula o racionicio e tantas outras coisas que ja sabemos.

Quem puder me ajudar, comentando o que acha, como age em casa e o que tem ou nao dado certo com as criancas, eu agradeco de coracao; pois essa situacao e' nova para mim e de verdade estou perdida.


So para ficar registrado: ele adora brincar com os
jogos no computador.
Nicolas aqui em casa, em umas das vezes que jogou
o "joguinho da Tia Cris"; porque foi a tia Cris que deu.

4 comentários:

  1. Puxa vida, Gra... Agora vc tocou num assunto delicado e que também me preocupa bastante, viu? Sou adepta do pensamento de que tudo tem um equilibrio, mas considerando que jogos e computadores têm como potencial o "vicio", é complicado estabelecer um limite que se cumpra. Digo isso, pois tenho uma amiga que sofre com o filho que só quer saber de video-game. Antes da escola, depois da escola, madrugada adentro, finais de semana. Não quer fazer mais nada. Hoje ele já tem 12 anos, começou bem pequenininho, ainda monitorado, com limites. Até que chegou um dia e o negocio se destrambelhou. Passou até a fugir de casa pra jogar na casa dos amigos.

    Claro, esse é um caso mais extremo, mas nunca me esqueço dela falando "Luciana, não deixe o Nicolas se acostumar a brincar no computador. Começa inocentemente, mas depois vc não consegue mais controlar!".

    No entanto, Nic, que só tem 3 anos, hoje vê historinhas num app do celular. As historias são lindas e inocentes, mas todas têm um joguinho de memoria com as ilustrações no final. Ele, em poucos dias, já domina o joguinho. Ou seja, já começou. E agora, o que fazer?

    Também não sei. Eu acredito que criança pequena não precisa disso pra aprimorar nenhuma habilidade. Um pouco aqui, um pouco ali, ainda vai. Mas sempre tem que ter limite, sempre tem que haver outras opções de brincadeiras. Afinal infancia é isso, é construir, investigar, brincar na natureza. Eu acho que computador nem deveria existir em escola pra menino tao pequeno. Sem falar que depois eles vão ter muito tempo pra aprender tudo de computadores, ne?

    Enfim, tenho muito o que pensar nesse assunto ainda...

    Boa sorte tambem!

    Lu

    ResponderExcluir
  2. oi. Aqui em casa as crianças adoram o computador! Se deixar ficam horas tb! Agora q estou ilustarndo um livro, eles sabem q vou precisar do computador então ficam 1 mês sem. Tenho medo q mexam e deletem alguma coisa sem querer!
    Mas normalmente ficam uma hora de manhã e mais um pouco depois da escola. Lá no blog tem os links dos jogos q eu deixo eles mais jogarem. A maioria educativos.
    Mas sempre mesclando tempo com jogos de tabuleiro, makedo, livros e brinquedos como o lego e outros de faz de conta.

    Eu libero mais no final de semana. Mas tb serve de castigo. Se não obedecem não tem masi computador por x dias, ou não tem até o outro final de semana.

    Mas use o bom senso. Só isso. E vc vai ver q vicia!

    bjão, gi
    Ainda tô te devendo um texto! eu sei!

    ResponderExcluir
  3. Oi Gra, e o Nicolas pede pra usar o computador em casa? Ele sente falta, bate o pé ou algo do gênero?
    E o que seu lado mãe-educadora e psicóloga falam pra você? Eu, que ainda não sou mãe, tentaria evitar enquanto fosse possível, mas como também não dá para negar que estas tecnologias existem, pensaria em fazer alguns combinados, estipulando horários e dias em que ele possa usar, assim como você faz com a televisão. Talvez a questão seja pesar os benefícios/malefícios.. Você acha que ele será mais estimulado por conta disso, que o tempo na escola não é suficiente?
    Enfim, acho que estou mais atrapalhando do que ajudando.. Depois queria saber a que conclusão você chegou :)
    Um abraço,

    ResponderExcluir
  4. gra, aqui em casa tv tb controlada e a manoela com 4 anos fora do computador, de vez em quando assiste um video comigo, não deixo ela mexer, fala com os avós no skype e de vez em nunca desenha comigo ou com o pai no paint, e só.
    Acho muito cedo, acho viciante e sinceramente irritante ver crianças horas na frente no pc ou video game, sei q podem até ser legal, mas ninguem fuma um cigarro de vez em quando né, esses jogos estão vindo pra viciar mesmo. Bem o q vc falou, mas tarde que a criança pode até ter noção de tempo e realidade quem sabe um pouco com limites...
    é o que eu acho :)
    bj

    ResponderExcluir
Related Posts with Thumbnails