segunda-feira, 13 de junho de 2011

Perolas!

Faz tempo que eu nao registro por aqui, mas estao todas anotadas; algumas sao recentes e outra nao.. entao colocarei as datas, para nao causar confusao.


Para festinha de aniversario do Nicolas de 2 anos, comprei algumas coisas online (pouca coisa, uns copinhos e pratinhos tematicos e papel crepon, que eu nao achava de jeito nenhum). Quando chegou a caixa com as coisas, abrimos, vimos e ficou la. O pai chegou do trabalho e ele quis mostrar tudo. Ai rolou um dialogo, mais ou menos assim:


- Papai, oh pa toma cus amigos.

- Quando? (pai ja com segundas intencoes, claro!)

-Amanha.

- Vou tambem, posso? (perguntou o pai)

- Pode, vamos papai.


E o pai, solta la do quarto para a mae que estava na cozinha: Vamos tomar umas com os amigos ta?

Eu ri claro, e o pai se divertiu com a inocencia e a logica do pequeno, que permitiu que o pai fosse tomar "umas" com ele. Espero que daqui uns 20 anos, ele ainda permita que o pai participe tao ativamente da vida dele. (10/09/2009)


****

Fim do dia, quase hora de dormir, e aquela hora "mais gostosa e feliz", hora de guardar os brinquedos.
O pai chama o Nicolas... Nicolas vem ajudar a guardar os brinquedos, por favor. Depois de tentar umas 3(57) vezes no minimo; ele tenta convencer o pequeno adolescente menino:


Pai: Vem Nicolas. Vamos fazer assim: eu ajudo voce, voce me ajuda e nos ajudamos a mae. A mae sempre ajuda a gente em tudo.


Nicolas: Nao pai, nao pode ser assim a vida!


Momento de silencio total!!! De onde ele tirou essa frase: Nao pode ser assim a vida??? Alguem me responde, por favor.  (12/05/2011)


****

Terminei de tomar banho e estava penteando o cabelo. Nicolas pediu para me ajudar e comecou a pentear meu cabelo.

- Mae, voce parece a Rapunzel. Seu cabelo e' bemmmmm longo!

- E' mesmo, filho!

- Da ate para cortar e fazer uma perua (peruca) para o tio Ze' ne?

[ o tio Ze', e' irmao do papai, ele sempre fala dos tios, primos, avos e da bisa com muito carinho. E so' para constar o tio Ze' usa muito bone e chapeu, porque ele caminha para a calvice... mas nunca comentamos nada sobre isso com ele, nem usamos termos do tipo: careca, cabeludo, gordo ou magro, nada. Mas a percepcao das criancas e' tao apurada e fica claro que (muita vezes) nao se faz necessario nenhuma palavra]. E ele falou perua, porque nao lembrou da palavra peruca, depois eu o lembrei  e nos rimos muito, como sempre. (faz umas 2 semanas esse episodio)

****
E para fechar, so quero deixar registrado, que ja comecaram as perguntas dificeis nessa casa, a mais desafiadora de todas foi a semana passada, quase na hora de irmos para a escola (leia: correria total), Nicolas soltou a questao, que eu nao tenho a minima ideia de onde ou o por que da curiosidade dele :


- Mae por que eu sou marron? (E ele fala marron de um jeito diferente e' meio um marraon, nao sei explicar, se um dia ele permitir eu gravo para voces ouvirem).

Eu disse que ele nao era marron, ele retrucou que era sim, que eu era branca e ele marron. Como tinha que responder algo e sair da situacao disse que quando ele ficava no sol, o sol entrava na pele dele e o deixava com aquela cor da pele tao bonita. Ja na pele da mae nao, o sol ia embora. Ele so soltou um "entao ta", e acabou-se a conversa. Ufa!

Por hoje e' so! Otima semana para todos nos!
Meu menino marron (que nao quer mais ser fotografado)
e a St. Paul's ao fundo
(foto arquivo pessoal: 02/junho/2011)

3 comentários:

  1. kkkkkk
    aqui em casa teve uma das categorias dificeis:
    Manoela vira e fala: Se a morte busca todo mundo, quem vem buscar a morte????
    não sei da onde tirou isso...

    ResponderExcluir
  2. Dani a Manu e' muito esperta em?
    Mas essa questao da morte e' um bicho de sete cabecas ate para mim... e tratar isso com eles nao e'facil.
    Sei que nao deveria ser assim, mas para mim e' dificil.
    Abracos para voces. E obrigada pela visita.
    Gra

    ResponderExcluir
  3. Oi, Aceito o convite do post anterior!
    E sabe de uma coisa. Desdos 2 anos meu marido e filho saem de vez em quando pra tomar "umas" junto. O maurício um chop e o Cássio um guaraná. Daí saem falam sobre a escola e o trabalho. Acho importante ir ocnstruindo esta relação desde pequeno. Assim, depois, fica natural e não algo do pai querendo entrar na vida do filho de uma hora pra outra! Eu e a Cecília tb saímos juntas, só nos duas, e vamos em livrarias e tomamos refri. Espero q dure pra sempre, mas q seja eterno enquanto dure! bjos, gi
    e Muito obrigada pelo convite!
    :)

    ResponderExcluir
Related Posts with Thumbnails