domingo, 13 de fevereiro de 2011

Carta para meu filho (40 meses)

Hoje temos a alegria de comemorar com voce, 40 meses de vida, fora da barriga da mamae.


 Quantas coisas boas ja vivemos nesses meses e so de pensar que logo, logo voce completara 4, 14, 40 anos... nos da um frio na barriga e na espinha, claro. Melhor nao ficando sofrendo por antecedencia, pensando no que vira, mas relembrar tudo de bom que passamos juntos.

Aquela fase de bebe, passou faz tempo, voce e' um mocinho: falante, que articula varios pensamentos ao mesmo tempo (tem cada sacada extraordinaria, que ficamos nos perguntando de onde tirou todas aquelas inquietacoes), sincero, sensivel, com um coracao bom e ao mesmo tempo tem uma personalidade forte, defende sua "opiniao" e mostra aos outros o seu ponto de vista. Nao aceita mais qualquer resposta para seus infinitos "por ques", "como faz", "de onde e'".

Engracado como a cada dia que passa, voce se parece mais ainda... com voce, isso mesmo. Todos insistem em dizer que voce e' a cara da papai, nao tem nada da mamae. Mas a mamae acha voce cada dia mais parecido com o tio Pedro (o irmao da mamae) e tambem a cara da prima Julia (que todo mundo sempre disse que a Juju, quando pequena era a cara da mamae ou seja voce tambem parece com a mamae rsrs). Tem algo em particular na sua feicao, que nao e' de nenhum dos lados da familia: seus olhares, suas caras e bocas; e' uma mistura de seriedade - de um ser pensante, com  humor. Humor inocente de crianca que ainda nao sabe fingir para agradar.

Nossa vontade e' te abracar e de beijar muito, so que isso era possivel antes, ha alguns meses; agora voce so beija quando quer, so abraca quando quer, de uma forma espontanea e tao gostosa. Ate porque agora voce ja e' "uma menino grande" - como voce diz, ate na escola voce vai, so um pouquinho mas vai, 3 horas por dia.

Foi uma grande conquista para todos nos, por la ja fez amigos (poucos, mas fala de alguns pelo nome), sabe o nome de todas as professoras e ajudantes, brinca, pinta, ouve historias, brinca de "video game" no computador (para a tristeza da mamae, que esta te poupando em casa, enquanto ela puder), come um lanchinho e brinca muito, mas muito mesmo, usa ate uniforme (mesmo nao sendo obrigatorio para sua idade ainda, porem voce faz questao), leva todo orgulhoso sua pasta de livro e sempre que se sente a vontade conta-nos algo que aconteceu na escola, nao de uma vez, vai soltando uma coisinha aqui e outra acola. Esta tao bem na escola, que em um mes que esta la (completos na sexta), experimentou tudo de bom e nao tao bom da escola, como conhecer o cantinho para pensar.

Seu interesse por letras e numeros so vem crescendo, assim como desenhar (essa semana voce pediu para fazer um livrinho, esta fazendo um desenho para cada pagina, ja tem umas cinco - quanta criatividade), mas fazer atividades com trinta, cola, papel colorido, jornal, recortes de revistas tambem te encanta. Os bombeiros e os carros continuam sendo seus brinquedos preferidos, entretanto voce troca qualquer coisa pelos seus livros - sua grande paixao - o do Peter Pan e' o que esta mais aparecendo por aqui, mas os da escola tambem tem sido bem aproveitados.

Nosso maior desafio ainda e' ajudar voce a dividir algumas coisas com outras criancas; e' normal nessa idade nao querer dividir, mas as vezes voce fica irritado, grita e fica muito chato... mas seguimos com o mantra: essa fase vai passar, essa fase vai passar, essa fase vai passar, essa fase vai passar... uma hora passa e ai pode ser que venha outra melhor ou pior.

Ao mesmo tempo, voce tem se mostrado um moco em diversas situacoes: quando a mamae estava triste, quando a tia Cris nos visitou e nos fizemos muito turismo e nao ouvimos nenhuma reclamacao sua, em nenhum momento; tem sido um companheirao da mamae e se mostrou um gentleman quando fomos para Paris. Adorou a Torre Eifel e a reconhece em varios lugares agora. Esta a cada dia mais amigo do papai, inclusive voces dois tem curtido um futi, como nunca antes na sua historia.

Dorme sozinho, toma banho sozinho (e tem brigado muito porque quer se secar sozinho tambem, mas ainda nao da!), alimenta-se sozinho entre tantas outras coisas, dorme sozinho tambem.

O tempo esta voando, como sempre ou como nao deveria ser. Tentamos ser melhores pais a cada dia, moderamos os seus pedidos, mas tem um especial que voce pede a mamae, que ela nao podera te atender tao cedo e talvez voce so entenda quando for pai. Todas as noites, ouvimos o mesmo:

 
- Mae, quando eu durmi, passa fermento em eu, pra eu crescer bem rapido!
















Te amamos a cada dia mais e pedimos ao Papai do Ceu, para que Ele te conserve lindo, forte, feliz e cheio de saude...ah! e agradecos tambem por Ele ter nos permitido convivermos com voce.

Mamae e Papai,
seus fas incondicionais hoje e para sempre.

2 comentários:

  1. Que linda carta, Gra!
    Uma declaração de amor tão linda pelos quarenta meses do Nicolas.
    Tá tão mocinho, tão crescido, tão esperto!
    E morri de rir com a história do fermento! Ah se eles soubessem que o bom mesmo é ser criança né?
    Pq quando a gente cresce lembra que gostosura era a infância e fica pensando: pra quê crescer tão rápido???
    Mas a vida segue! E a gente contempla o crescimento de nossos filhos com um olhar de encantamento, amor e esperança!

    Bjs
    Pri e Bia
    Ps. Tu recebeu meu email de volta??

    ResponderExcluir
  2. É gostoso perceber o carinho de voces e quanto do Nícolas é companheiro. Lembro quando era criança o quanto queria crescer logo para fazer "coisas de gente grande" e agora a saudade dos bons tempos de criança. Viver a vontande que minhas meninas têm de crescer e ter independência e a saudade que nos dá (a mim e ao Léo) do tempo que nossas meninas eram pequenininhas...
    Mas a vida é assim e é importante curtir cada segundo da melhor forma possível.
    Beijos Yoli, Léo, Bia e Tata

    ResponderExcluir
Related Posts with Thumbnails