quarta-feira, 3 de março de 2010

Publicidade Infantil

Quando eu era pequena, passava na televisao uma propaganda horrivel, mas horrivel mesmo, era aquela da menininha com uma tesourinha dizendo: "eu tenho, voce nao tem!". Num tom, totalmente, irritante. Quem lembra dela?

Nao sei o porque, mas aquela propaganda ficou gravada na minha memoria, colada como chiclete em carteira de escola (as de antigamente, que eram de madeira). Eu nunca tive uma tesourinha daquela e nunca me fez falta ou me deixou com traumas profundos e cicatrizantes, mas lembro que ela me incomodou um pouco, tanto a propaganda como a tesoura; pois depois da propaganda aparecer na tv, algumas criancas apareceram com a tal tesoura na escola e ai quem nao a tinha, nao fazia parte do grupo do "poderosos", digamos assim.

Sei que os tempos hoje sao outros, muitas coisas mudaram, mas as vezes acho que so mudou o objeto, trocaram a tesoura por outra coisa e a mensagem e' um pouco mais sutil, porem com consequencias tao serias como aquela pesada e agressiva frase da propaganda da tesourinha.

Nao tive a tesoura, porque minha avo me explicou que eu ja tinha uma, muito boa, por sinal e que nao fazia falta outra; que eu iria fazer as mesmas coisas que os outros com a minha tesoura e com isso eu nao seria diferente de ninguem, pois eu era capaz de fazer tudo como todas as outras criancas. Eu entendi, nao perguntei mais e dias depois esqueci. Naquele momento minha avo me ensinou, mais uma vez, uma das mais preciosas licoes da vida: nao importa o que voce tem, mas sim quem voce e'. 

La na escola eu era mais uma crianca, com um material normal, que poderia fazer todas as atividades como os outros e eu era eu mesma, sem ter que pertencer a nenhum grupo para ser querida, amada, salve, salve.

E' exatamente isso que tento, quero e me esforco, cada dia que passa, para aprender mais, refletir e transmitir  essa mesma licao de vida para meu filho.

Faz alguns meses que participo de um grupo de leituras, com mulheres dedicadas e interessadas em pensar sobre a maternidade; esse assunto foi o primeiro a ser discutido e pensado, garanto que voce vai gostar de saber mais, pois publicidade infantil e' um tema que interessa a todos nos. Por isso nao deixe de acompanhar essa conversa boa, la no blog Futuro do Presente e deixar sua opiniao.

9 comentários:

  1. Queridona!

    Bora participar do sorteio que tô fazendo, amiga!

    Tô esperando teu comentário lá!

    Olha o link: http://versosdapri.blogspot.com/2010/02/de-volta-com-noticias-e-sorteio.html

    Beijos
    Pri e Bia

    ResponderExcluir
  2. Eu me lembro dessa propaganda!! Tb tinha uma certa raivinha da dita cuja... Fico pensando... como pode seres adultos, inteligentes, explorar uma criança pra fazer propagandas desse tipo...

    Outro dia vendo a nick com meu filho tem uma propaganda deles que é o ó tb... eles crescem o olho das crianças e dizem no final: peçam para o papai e para a mamãe!!

    É o óh!!

    Beijos, vou dar uma passada por lá

    ResponderExcluir
  3. é uma covardia a publicidade infantil. pq eu, por exemplo, explico pq não dou certas coisas... mas diante da carinha fico com uma pena´! pois é fácil pra eles instigarem o desejo nos pequenos, mas será q nossos argumentos anti-consumismo são entendidos??? bjos, obrigada por seguir nosso blog. Liu

    ResponderExcluir
  4. Oi amiga, passei para te desejar um lindo dia, Parabéns para nós. Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Perfeito seu post!

    Por essa e outras que evito televisao aqui em casa (bom, agora tem a internet...). Se vc da abertura, a midia te faz acreditar que nao tem jeito de vc ser feliz, ou ter amigos, ou ter sorte na vida se nao possui isso ou aquilo.

    Eh triste, mas essa noção do ter em detrimento do ser ta tão entranhada na sociedade de hoje... Por isso a educacao em casa é tao importante, ne Gra?

    E que legal a iniciativa do blog futuro do presente... nao conhecia nao. Gostei.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Grazi, querida, tava sentindo falta de ler suas pensatas tão gostosas. Sabe que essa lição da sua avó me fez pensar na importancia de ensinar a utilidade dos produtos aos nossos filhos ao invés da subjetividade...Mas, nos dias de hoje, a oferta é muito mais subjetiva do que útil, né. Esse é o desafio. a maioria dos produtos destinados a crianças (livro, filme/DVD, brinquedos) é totalmente subjetivo...E agora, mulher??? Que tal escrever about this pra continuar nossa conversa na rede materna sobre tema?

    ResponderExcluir
  7. Gra,
    sua avó foi fabulosa, quem dera houvesse mais avós como a sua nas famílias. A propaganda ensina para a criança que o que importa é ter. Tenho certeza de que a propaganda para o público infantil não fará falta nenhuma, só beneficiará a sociedade. Um beijo.

    ResponderExcluir
  8. bom dia,adoro esse blog,sempre que dá estou passando aqui para pegar algumas dicas,ve os artigos,pow continue postando mais,fico o dia inteiro vendo blog hehehehe,alguem sabe me falar se esse aqui é bom www.softwarecelularespiao.com.br ???amigo meu aqui "virtual" que me passou...abraços e assim que der eu volto a passar aqui

    ResponderExcluir
Related Posts with Thumbnails