domingo, 4 de março de 2018

Quem somos nós?

A geração perdida?
A geração mimada, aquela que só sabe fazer mimimi?
A geração...

De verdade, não sei quem somos nós. Não sei o que queremos ou para aonde estamos indo.

Não sei.

Tento, há alguns anos através de psicoterapia, me conhecer melhor para então fazer escolhas melhores e mais conscientes.

Temos muito potencial porém a tecnologia "parece" que está nos consumindo e as relações sociais "parecem" estar cada dia mais desgastadas. 

Falo por mim: como é difícil fazer amigos aqui. No aqui e agora. Onde estou. Reflito muito também se a culpa é minha, se minhas expectativas são muito altas, se eu sou a chata e exigente da relação que afasto as pessoas. São muitas questões.

Continuo minha busca para melhorar como pessoa, como mãe, como profissional, como amiga, como ser humano que sou.

Nessa busca tenho encontrado pessoas e escritos que estão me ajudando e deixo aqui alguns links para quem quiser refletir sobre "nossa geração-perdida-melindrosa-e-competente-ao-mesmo-tempo," será?

Ter uma lanhouse 24 horas por dia é muito tentador principalmente para quem tinha que esperar chegar meia noite para poder entrar na internet (internet discada, quem lembra?):  que moral nós temos?

Para focar mais no coração e menos no cabeção, acompanho a Gisele Vallin.

Será que fomos treinados para focar somente no intelectual (estudar, estudar e estudar) e esquecemos o resto?  Como preencher nossos vazios?

Não tenho resposta para nada mas continuo buscando pois as perguntas são muitas e elas geram angústias e são elas também que nos tiram do lugar.




2 comentários:

  1. Realmente temos muitas perguntas e até angustiantes respostas! Gostei de te ler! bjs, linda semana!chica

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar, sua opiniao e' muito importante.
Leio todos os comentarios e sempre que possivel respondo aqui mesmo ou no blog correspondente de quem comentou. Muito obrigada pela visita e volte sempre.
Gra

Related Posts with Thumbnails