domingo, 20 de janeiro de 2013

1/7

Primeiro comentario: so' veio em julho, simples, direto e reto; retribuicao de um comentario meu.

Um comentário:

  1. Oi Grá, tudo bem por aí?

    Eu cliquei no link e li o teu post antigo.
    E a última parte a que tu frisou: "*como podemos dizer a uma pessoa um dia eu te amo ou voce e' tudo na minha vida e depois de um tempo quando essa pessoa ja nao esta mais ao seu lado, ela nao pode ao menos ser um amigo, porque colega acho que seria muito pouco, mesmo porque voce conhece muito dessa pessoa... nao entendo como os sentimentos se vao com o vento, nao sei para onde, mesmo porque o meu esta comigo, nao posso dizer que continua o mesmo, talvez tenha menos intensidade, mas tem carinho, consideracao, boas lembrancas e quero muito que essas pessoas sejam felizes"...
    ...faz muito sentido pra mim hoje, neste momento atual. Sinceramente eu não consigo entender o que acontece com algumas pessoas e aqui me refiro a gente da minha família mesmo, sangue do meu sangue.
    Nessas horas eu agradeço a Deus pela oportunidade que ele me dá de encontrar "família" em lugares inimagináveis. Tem aquele ditado que diz: "os amigos são a família que a gente escolhe", né? E realmente como diz a Bíblia: "há amigo mais chegado que um irmão".
    Mas dizer que não fico triste (ou de queixo caído) com as escolhas e comportamentos de "gente da minha gente" fez ou faz, eu estaria mentindo. Tem coisas que só o tempo pode mudar (ou não) e o mais importante é estar sempre em paz com a nossa consciência. É isso o que trago sempre pra mim.
    Beijos
    Pri

    PS. fiz um blog novo www.minhasgurias.blogspot.com quando puder passa lá pra ver.
    :D

    ResponderExcluir
Related Posts with Thumbnails