quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

O que faz sentido?

Esse mês o blog completou dez anos!
 
Caramba, 10 anos é tempo pra caramba e ai como vai ser daqui em diante?
 
Não sei, não sei que rumo o blog vai tomar, se vai continuar existindo e como. Me dá um aperto no peito danado em pensar tudo isso pois adoro rever e reler as postagens antigas.
 
A pergunta que mais martela na minha cabeça é: ainda faz sentido ter o blog?
 
Com tantas outras mídias existem, quem ainda lê blog, quem ainda se interessa pelo outro de verdade, quem ainda se importa?
 
São muitas perguntas e aí eu paro e lembro de mim que adoro ler, adoro ler blogs mesmo que comente menos do que antes mas ainda visito, me interesso. Alias gosto muito mais de blogs do que de vídeos ou áudios. Ouço um ou outro vídeo enquanto faço algo em casa mas parar para ver vídeo é algo que não me conquistou, com raras exceções.
 
Continuo escrevendo ainda, pouco mas continuo, pensando no registro. Penso no quanto talvez (ou não) o Nicolas irá gostar de ler e saber mais sobre a infância dele, penso também que se um dia minha memória falhar acho que vou gostar de ouvir meus escritos porque se eu não enxergar alguém poderá ler para mim. Penso em tantas coisas.
 
Me pego pensando também nas pessoas que vem até aqui só para saber da minha vida, bisbilhotar mesmo, pra que isso me conta rsrs? Eu dou risada porque é tão ridículo que chega a ser engraçado.
 
Não entendo quem torce para ver o outro mal principalmente quando o outro não fez nada para você.
 
Empatia hoje é algo tão em falta que não conseguimos nos colocar no lugar do outro e tentar imaginar o que ele está passando; e logo depois torcer para tudo ficar bem ou mandar pensamentos positivos, fazer uma oração. Ao contrario vejo muita gente torcendo para que a coisa só piore e isso me dá uma gastura, me faz tão mal.
 
Quem me acompanha por aqui sabe um fragmento bem pequeno da minha vida, uma foto representa um momento não a situação em si. O IG da Miko me chamou a atenção por essa foto quando ela escreveu sobre isso que eu comentei agora, está em inglês.
 
Então escrevi, escrevi e não escrevi nada. Queria me comprometer a escrever no mínimo uma vez por semana mais o registro do livro semanal, veremos.
 
Para mim viver sempre fez sentido mesmo com todos os desafios, a alegria dos pequenos momentos vale muito a pena e registrar tudo isso me faz bem.
 
Quem bloga ainda faz sentido?
 
 
(E se um dia nada mais fizer sentido olhe para cima sempre há algo para admirar.)
 
 

4 comentários:

  1. Querida, eu estou sempre aqui te lendo, sempre que tem novos posts, eu leio. Sou uma péssima comentarista (isso porque também tenho blog, sei o quanto é legal receber, preciso me esforçar mais nesse aspecto). Pra mim faz muito sentido esse registro. Eu adoro escrever, é uma forma de terapia, de tentar lidar melhor com algumas coisas, é um registro pra minha filha, enfim. Muitas coisas. Faz todo sentido. E me emocionei com essa possibilidade de alguém ler pra mim um dia, se eu não conseguir sozinha (meu avô materno perdeu a visão há uns 15 anos, meu tio sempre lê pra ele, é emocionante).
    Continue escrevendo. Os blogs assim, pessoais, são os meus preferidos. São leves, fazem bem.

    Beijo grande,
    Marina.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marina muito obrigada pela visita, pelo comentário e pelo carinho.
      Abraços
      Grá

      Excluir
  2. Nossa 10 anos! Precisa ser celebrado!
    Eu me lembro de ler uma postagem onde você falava que quando começou, usava a internet discada, a linha telefônica que ficava dando sinal de ocupado para quem quisesse ligar.
    Sabe Grazi, do ponto de vista da "massa", da maioria, não faz mais sentido blogar.
    Já nem ouso saber o que é mais top para o momento. Parei de me atualizar no snapchat e periscope.
    Quem hoje em dia lê? É o que mais ouço por aí.
    Só que, na minha metade do tempo de blogue comparado ao teu ( esse mês o meu faz cinco anos ) vi blogueiros assíduos desistirem e exatamente nesse início de ano, vi muitos voltando, dizendo que não há melhor lugar que este, depois de uma volta por aí em outras plataformas.

    Quando fiquei sem minha mãe, como eu procurei algum texto dela, alguma carta, qualquer coisa escrita e pessoal. Eu tinha uma necessidade de acalentar um pouco aquela perda com algo que eu pudesse ler e fazer chegar ao meu coração e não havia nada.
    Não precisa ser tão triste assim a função de nossos blogues, mas eu penso como você, que um dia nossos filhos irão buscá-lo por algum motivo: um trabalho de escola, uma tese de faculdade, uma saudade, uma curiosidade talvez.Há ondas de novidades que chegam e levam levas de pessoas.
    Conhecer, saber, se arriscar também, porque não, mas para mim existem coisas que não vão mudar, feito cheiro de café, bolo assando no forno e perfumando a casa e os blogues: nosso canto e recanto! Quem quer fazer mau uso de seu tempo e vir só para bisbilhotar, que faça.
    Aos que querem trocar, interagir, alegrar-se com conquistas, haverá uma porta aberta e palavras perfumadas feita as tuas.
    Por ora, que venham mais 10 anos com velocidade ultrarrápida!
    Beijo e parabéns.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai Ana que delícia ler suas palavras, muito obrigada.
      Saiba que te "conhecer" um pouco mais através das suas palavras foi um dos grandes presentes que o blog me deu por isso não tenho vontade de parar.
      Abraços e quem sabe um dia nos encontramos e celebramos juntas a vida, a arte, a escrita.
      Grá

      Excluir
Related Posts with Thumbnails